STARTSE, CONNECT MEETING, PARIS-FORTALEZA, ADRIANA CAVALCANTI, FORUM ABRACORP, ABAV EXPO

Duas semanas extraordinárias em São Paulo: realização, gestão, voluntariado, reconhecimento, tecnologia, empreendedorismo e inovação.

    Semana de 25 a 29/09/17

Reunião de Conselho da ABAV em que o presidente Edmar Bull e diretoria apresentaram um rápido resumo, quase um vídeo clipe, das realizações da atual gestão (e o rápido resumo durou 1 hora)…

Abertura da ABAV Expo 2017 com discursos protocolares de políticos e presidentes de associações e órgãos públicos, além de uma estranha cerimônia de obliteração de selos, com destaque para a metamorfose do prefeito de São Paulo, agora abertamente candidato à presidência, que chegou a concluir o seu discurso com um improvável “Viva o Brasil!”

Edmar Bull e o ministro do Turismo Marx Beltrão, ouvem atentamente o discurso de João Doria

Para fechar a quarta-feira, uma palestra morna da jornalista Cristiana Lôbo, cuja única surpresa foi não ter destilado seu conhecido pessimismo. Talvez por isso a palestra foi morna, é difícil lidar com empresários que esperam qualquer indício de boa notícia, talento que sobra no economista Ricardo Amorim, que retornou ao palco da ABAV Expo no final da quinta-feira, para elencar sinais, evidências e provas de que, agora sim, a economia vai deslanchar…

A ABAV Expo 2017 só pode ser comparada a de 2016, que é considerada a maior de todos os tempos

– A Exposição de 2017 conseguiu superar a de 2016 em beleza dos estandes, em planejamento e organização, em visitantes interessados em negócios, em movimento nos corredores.

– A Vila do Saber de 2017 cresceu em quantidade de painéis, em audiência e em organização, mas a de 2016 mostrou conteúdo mais inovador do que este ano.

– O guarda-chuva da ABAV Expo foi ainda maior em 2017, com os mega-espaços das ABAVs estaduais, Abracorp, AirTkt, Braztoa e Clia Abremar recebendo a adesão do FOHB e ABR (o trade torce pela adesão da Aviesp na ABAV Expo 2018).

– O primeiro Forum Abracorp foi uma sacada que deu brilho extra a ABAV Expo 2017, uma iniciativa que tem tudo para ficar e crescer nos próximos anos.

– O Expo Center Norte deixará saudades (acessos, estacionamento, recepção, escadas rolantes e elevadores, estrutura de salas de reunião, climatização, iluminação, banheiros, restaurantes etc.) só poderão ser superados futuramente se o Anhembi for mesmo privatizado.

Ainda sobre o Forum Abracorp, foi mesmo muito interessante debater abertamente, com profissionalismo e sem meias verdades, alguns dos assuntos que conflitam com as propaladas boas práticas da relação entre as empresas cliente e as TMCs, tema que predominou no debate sublimado pela necessária relação de confiança que deve ser a base de qualquer relação comercial saudável, independentemente da inquestionável legitimidade dos processos de auditoria, desde que verdadeiramente independentes.

O primeiro Forum Abracorp comprovou que o modelo de debate múltiplo funciona bem a partir de uma moderação eficaz

    Semana de 02 a 07/10/17

Hoje, quarta-feira, 04/10, o evento de lançamento do voo para Fortaleza da Air France KLM (de onde a Gol distribuirá para todo o Brasil), com a presença do prefeito de Fotaleza e do governador do Ceará entre outras personalidades, prometia muita emoção pela especialíssima homenagem à Adriana Cavalcanti, caso raro de unanimidade no relacionamento pessoal e profissional com o trade de viagens e turismo.

Adriana Cavalcanti foi homenageada com a comenda da Ordem Nacional do Mérito Francês

Adriana estava deslumbrante, feliz, cercada pela família e amigos, ao receber a Medalha da Ordem Nacional do Mérito Francês, concedida pelo presidente Emmanuel Macron e entregue por seus ex-colegas executivos da Air France KLM, num belíssimo reconhecimento por sua impecável atuação nos 27 anos de carreira na Air France, sobre a qual eu postei aqui em maio de 2011, com o sugestivo título TALENTO NACIONAL.

Na quinta-feira, 05/10, a segunda edição do Connect Meeting, promovido pela GOL, Delta e Air France KLM, promete esquentar o tema da importância dos OBTs na distribuição de serviços de viagens corporativas e nas atividades de gestão de travel managers e TMCs.

Connect Meeting II é uma iniciativa e produção da Gol Delta Air France KLM

Serão os OBTs a solução definitiva ou algo novo está a caminho??

No sábado, 07/10, será hora de imersão nas startups do Vale do Silício. O StartSe Silicon Valley Conference, no Expo Center Norte, que apresentará, das 9:00h às 18:00h, as tecnologias desenvolvidas no Vale do Silício cujo objetivo de mudar o mundo acaba por transformar as nossas vidas, os nossos negócios e a economia global.

O StartSe Silicon Valley Conference é o maior evento de inovação e futuro já realizado no Brasil, abordando especificamente as ideias, conceito e iniciativas das empresas e empreendedores do Vale do Silício.

Semana que vem abordarei aqui o que rolou no Connect Meeting II e no StartSe Silicon Valley.

Até lá…

.

Postagens relacionadas

Published by

Luís Vabo

Fundador e presidente do sistema Reserve, da Solid Corporate Travel e da Solid Consultoria e Tecnologia, diretor de tecnologia e integração da ABAV, fundador e conselheiro da Abracorp e IATA Strategic Partner, Luís Vabo também é corredor de rua, tenista amador e nadador eventual.

2 thoughts on “STARTSE, CONNECT MEETING, PARIS-FORTALEZA, ADRIANA CAVALCANTI, FORUM ABRACORP, ABAV EXPO

  1. Eventos muito interessantes mesmo Luis.
    E como andam as inovações dos OBT’s?
    Quando teremos apps de despesas, mais serviços e mais fornecedores online na operação Travel por exemplo de hotelaria, voos internacionais, seguros, serviços especiais?
    Será que as OTA’s vão assumir esse papel e desaparecer com os lentos e desatualizados OBT’s brasileiros? Ou o Concur irá assumir a liderança no Brasil?

    1. Prezado Francisco,

      Os eventos foram muito interessantes mesmo e breve postarei sobre o StartSe Silicon Valley Conference.

      Os OBTs brasileiros continuam na vanguarda, investindo em funcionalidades que tragam efetiva resposta da massa de milhões de usuários, pois customizações requerem investimento alto e trazem pouco retorno aos OBTs.

      Nenhuma OTA (agência de viagens de lazer) apresenta as especialidades de um OBT (sistema de viagens corporativas) como múltiplos fluxos de autorização, controle automatizado de políticas de despesas e viagens, inúmeros relatórios e gráficos gerenciais, interface para integração com ERPs, entre outros recursos demandados por uma eficaz gestão de viagens corporativas.

      A experiência de 12 anos dos OBTs brasileiros colocá-os em vantagem competitiva em relação à menor flexibilidade dos OBTs estrangeiros, mesmo quando tentam “tropicalizar” suas ferramentas, tentando aderência em um mercado cheio de especificidades como o nosso.

      []’s

      Luís Vabo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *