MAIS ORDEM, MAIS PROGRESSO

A eleição de Jair Bolsonaro comprova o que já se percebia, desde o primeiro turno, quanto às escolhas do povo brasileiro.

Apesar da acirrada disputa, o brasileiro decidiu dar uma abrupta guinada à direita, optou por rejeitar a classe política e o partido que mais imiscuiu-se com a corrupção, e escolheu um programa conservador nos costumes e liberal na economia.

O Brasil cansou de políticos com projetos partidários e deseja políticos com projetos para o país, que priorizem o progresso do Brasil acima de qualquer outro interesse político ou pessoal

Do primeiro discurso do presidente eleito, destacam-se a valorização da família, a inspiração cristã, o patriotismo e o espírito democrático, além de ter reafirmado a escolha do eleitor:
– pela honestidade contra a corrupção endêmica
– pelo respeito às liberdades individuais contra o patrulhamento ideológico
– pelo direito à propriedade contra a invasão de terras
– pela segurança pública contra a criminalidade
– pelo estímulo ao progresso contra o assistencialismo político
– pelo estímulo ao trabalho contra a dependência econômica
– pelo empreendedorismo contra o empreguismo
– pela redução do Estado contra o aparelhamento do governo
– pela valorização da livre iniciativa contra o gigantismo estatal
– pelo ideário liberal contra a ilusão socialista
– pelo compromisso com as próximas gerações contra o interesse no próximo mandato
– pelo foco no Brasil contra o focogg no partido

Apesar da representativa derrota da esquerda, esperava-se uma margem ainda mais dilatada entre os candidatos, considerando-se o quanto o partido dos trabalhadores, e seus principais líderes, comprovadamente participaram diretamente de todos os principais escândalos e processos de corrupção do país nos últimos 14 anos, desde o Mensalão iniciado em 2005.

A verdade é que, apesar disso, 47 milhões de brasileiros votaram num candidato representante de um presidiário sentenciado por corrupção, e isso é emblemático a respeito da tendência do brasileiro em relativizar desvios de conduta em prol de suas mais arraigadas convicções.

Agora, tudo o que podemos esperar (apoiar e trabalhar) é que o novo governo, apesar da ferrenha oposição que seguramente receberá, consiga resultados para todos os brasileiros, que comprovem o acerto da escolha de quase 58 milhões de eleitores.

.

Postagens relacionadas

Published by

Luís Vabo

Fundador e VP da Abracorp e da ABAV Nacional, fundador e CEO dos​ Sistema​s​ Reserve e da Solid Corporate Travel, Luís Vabo é entusiasta da inovação, do empreendedorismo e da alta performance, além de corredor de rua, tenista amador e nadador eventual.

4 thoughts on “MAIS ORDEM, MAIS PROGRESSO

  1. Espero que o novo presidente consiga garantir a ordem para que assim o Brasil possa progredir. Não será fácil negociar com o centrão e com a oposição. Sendo esta um dos principais obstáculos do novo presidente.

    PS.: Por ser um blog de tecnologia, gostaria de ver mais conteúdos tecnológicos.

    Abraço

    1. É verdade, Renato,

      Os obstáculos serão muitos, mas são desafios a serem enfrentados por todos nós brasileiros.

      []’s

      Luís Vabo

      P.S.: Breve retornaremos ao tema tecnologia. Obrigado pelo interesse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *