Adults only, please: resorts exclusivos para adultos no Caribe mexicano

Feche os olhos e pense em um resort all-inclusive. Não sei você, mas a imagem que vem à minha cabeça é de crianças correndo pra lá e pra cá, animadores na piscina ao som de música de gosto duvidoso, muita comida, muita bebida, muita glutonaria. Mas precisamos ir além dos clichês. Embora grande parte das propriedades do gênero realmente se enquadre nesse perfil, há outros que fazem uma linha mais exclusiva e elegante, com ou sem o sobrenome all-inclusive.

Estive recentemente em Cancún e na Riviera Maya, trecho caribenho do México e uma das capitais mundiais dos resorts, e pude notar a oferta crescente de espaços exclusivos para adultos. Não, não estamos falando daqueles hotéis para casais, digamos, “saidinhos”, como os da rede Desire; mas, sim, sobre propriedades que enveredam por um conceito mais luxuoso e reservado. Em frente ao mar azul-caribe de Cancún, encontramos, por exemplo, o nothing-inclusive, porém (ou justamente por isso) megaexclusivo, Ritz-Carlton, palco do Summer of Sony, evento que recebe celebridades de Hollywood. Além dele, destaque também para dois representantes da bandeira Hyatt, o Hyatt Zilara e o Turquoize, um núcleo adults only dentro do Hyatt Ziva – com apenas 160 quartos, é o que a rede chama de “um resort dentro de um resort”.

Piscina principal do Grand Paraiso: repare no casal apaixonado isolado bem no centro| Foto: Fernando Torres

O princípio se estende ao  Iberostar Grand Paraiso, o crème de la crème do Iberostar Playa Paraiso Golf & Spa, complexo de cinco hotéis na Riviera Maya, onde me hospedei, e que faz parte da marca The Grand Collection da rede espanhola. Debruçado, sob o mar turquesa da praia de Puerto Morales, nos arredores de Playa del Carmen, o resort é cercado por jardins e vegetação nativa. Os corredores, de fato, exalam (literalmente) o aroma de exclusividade, e os 310 aposentos, todos suítes, têm banheiros de mármore e banheiras de hidromassagem. Fora o prédio principal, o Grand Paraiso ainda tem as Honeymoon Villas, com cama de dossel, jardins e piscinas privativas e metros quadrados suficientes para esquecer que existem outros humanos lá fora.

Pool View Suite: todos os 310 aposentos são suítes | Foto: Divulgação Iberostar

Há um quê de extravagância na propriedade, é verdade, talvez pelo feitio romano da arquitetura, repleta de colunas e arcos. Mas a ampla piscina de borda infinita dissipa qualquer objeção: aliás, são três piscinas para o dolce far niente. O hóspede ainda pode usar as áreas úmidas do SPA Sensations, com piscina de talassoterapia (veja a foto no nosso Instagram, o @hotelinspectors), jacuzzis, sauna e temazcal, a sauna indígena, inspirada nas tradições xamânicas; bem como a academia Fit&Fun. Ampliado e reinaugurado no último novembro, com investimento de US$ 1 milhão, o ginásio tem agora aulas de ioga, zumba, pilates, spinning, bootcamp, tai chi chuan, TRX e outras modalidades de exercícios. Isso sem falar do campo de golfe de 18 buracos, considerado um dos melhores do México e da América Latina.

Corredores suntuosos, com um quê de Troia e Roma Antiga | Foto: Fernando Torres

E gastronomia? Bem, quem se hospeda em um all-inclusive deve estar ciente de que dificilmente irá encontrar restaurantes ou chefs estrelados. Mas isso não significa que irá comer mal ou mais do mesmo. Seis restaurantes de diferentes especialidades integram o Grand Paraiso, a exemplo do francês L’Atelier, do italiano Venezia e do japonês Haiku, que varia entre os pratos à la carte e a febre caribenha do teppanyaki. Fora isso, o complexo ainda abriga sete diferentes bares. Faça como eu e dê as caras no El Mirador, no lobby, em frente a um majestoso jardim: à paisana, no fim de tarde, cai bem um gim-tônica com frutas vermelhas.

O restaurante gourmet L’Atelier: cozinha francesa e internacional | Foto: Fernando Torres

Mas, se ainda assim, resort não for a sua praia na Riviera, saiba que há vida lá fora. A inspector Carla Lencastre falou aqui do Esencia, entre Playa del Carmen e as ruínas de Tulum. Eu, por minha vez, dei uma espiada em dois ótimos hotéis pé na areia no centrinho de Playa del Carmen, o modernoso The Carmen, também adults only, e o Thompson Beach House. Aprovei com gosto, mas isso já é assunto para outro post.

Para ficar por dentro destas e de outras histórias da hotelaria, acompanhe a gente no Instagram @HotelInspectors e no facebook @HotelInspectorsBlog.

Related Post

Published by

Fernando Torres

Fernando Torres é jornalista e apaixonado por hotéis e viagens de topos os tipos. Gosta, sim, dos highlights e de desbravar as urbanidades, mas também é vidrado em destinos Lado B – adora as lonjuras da Barra da Tijuca e do Recreio, por exemplo –, onde a hospedagem se justifica por si só. É especializado no segmento de wellness e não resiste a uma massagem no spa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *