Hotéis butique em Santiago do Chile

A poucas horas de voo das principais capitais brasileiras, Santiago do Chile tem uma pequena coleção de hotelões, como Ritz-Carlton, W e Mandarin Oriental (ainda em fase de branding). Mas a lista de hotéis butique também não decepciona e ainda garante mais personalidade e originalidade na estadia. Veja as minhas escolhas durante duas recentes passagens pela cidade:

Luciano K
Instalado em um edifício art déco de 1920, é uma joia arquitetônica, espetada no bairro Lastarria, o primo hipster da Vila Madalena. O prédio, construído pelo célebre arquiteto chileno Luciano Kulczewski, já foi o mais alto do país e o primeiro a ter elevador e calefação. Reinaugurado em 2015, manteve a encantadora cápsula de ferro do elevador, o mármore da escadaria, os pisos e as portas de vidro e madeira.

As 38 acomodações são divididas em quatro categorias: standard, superior, deluxe – na qual me hospedei, com banheira revestida em madeira que dá vista para o Parque Florestal e para o rio Mapocho – e duas suítes. Os quartos têm ar moderno e refinado, em tons de azul, bancadas em mármore branco, portas de vidro com mosaico no banheiro e o melhor blecaute de hotel da vida.

Para o banho de banheira, amenidades inspiradas no mundo do vinho | Foto: Fernando Torres

O terraço, também com vista para o verde urbano, passa uma atmosfera descolada, com cardápio de comidinhas, drinques – não perca o welcome drink! – e uma “piscininha amor” ao ar livre para os dias de verão. Já o térreo conta com espaço onde é servido o desjejum e um bar/lounge de drinques mais intimista. Todos os espaços são abertos a não hóspedes. A sauna fica no primeiro piso.

Detalhe que me chamou a atenção: as flores naturais no quarto
Ponto fraco: a piscininha é realmente “inha”

Ladera Hotel

Fachada com segunda pele de aço sobre o vidro premiada em Paris | Foto: Fernando Torres

A fachada toda modernosa, com segunda pele de aço vazado sobre o vidro, entrega o conceito design da propriedade, sob o comando do renomado estúdio Larraín – o projeto venceu o prêmio internacional Prix Versailles 2017, na categoria melhor fachada de hotéis. Interior adentro, a estética de vanguarda predomina no hall social, no jardim de inverno e nos 36 apartamentos.

O Ladera está instalado em trecho residencial do bairro Providência, com mansões à la Jardim Europa por todo o canto e a poucos passos do Parque Metropolitano, onde fica o Cerro San Cristóbal. As opções de comércio, incluindo restaurantes, ficam do outro lado da avenida Costanera, que margeia o rio Mapocho. Para transitar de lá para cá, o hotel empresta bicicletas gratuitamente.

O hóspede também conta com a comodidade de bebidas e snacks do frigobar inclusos na diária, bem como um lanche da tarde, muito bem servido, por sinal. O restaurante do hotel, aberto ao público, e o serviço de quarto atendem bem a demanda de quem chega cansado do Valle Nevado e não quer botar o pé pra fora. Ah, e o café da manhã é servido a (quase) qualquer hora do dia!

No rooftop, a piscina com bordas de vidro acena para a vista de 360 graus, incluindo a imponente torre Sky Costanera, com a cordilheira dos Andes ao fundo. A piscina não é aquecida, problema contornado pela jacuzzi do SPA no térreo. E também pela ducha Vichy, um aparelho com cinco jatos de água horizontais, que se posicionam na região dos chacras, estimulando a circulação e o relaxamento.

Welcome candy apples na recepção: mimo inusitado de boas-vindas | Foto: Fernando Torres

Detalhe que me chamou a atenção: as inusitadas maçãs de amor de boas-vindas na recepção
Ponto fraco: a localização pode ser um problema para quem quer tudo à porta

Leia aqui sobre o hotel-vinícola Vik Chile, a 140 km de Santiago

Acompanhe também nossos pitacos nos perfis Instagram @HotelInspectors , facebook @HotelInspectorsBlog e  Twitter @InspectorsHotel.

Related Post

Published by

Fernando Torres

Fernando Torres é jornalista e apaixonado por hotéis e viagens de topos os tipos. Gosta, sim, dos highlights e de desbravar as urbanidades, mas também é vidrado em destinos Lado B – adora as lonjuras da Barra da Tijuca e do Recreio, por exemplo –, onde a hospedagem se justifica por si só. É especializado no segmento de wellness e não resiste a uma massagem no spa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *