Retomada

Lá venho eu novamente pedir desculpas à vocês. Meu último post foi há mais de 4 meses, mas posso garantir-lhes que não é por falta de consideração, motivação, ou de assuntos para papearmos por aqui.

Nesses quatro meses tivemos uns quatro ou cinco cenários totalmente diferentes.

Crises políticas, econômicas, de segurança e um ambiente de mudanças nos fazem pensar todos os dias em objetivos diferentes, ações diferentes e visões diferentes.

Não me cabe falar dos assuntos que estão nos deixando exaustos e de “saco cheio” de ver os noticiários…Esses assuntos vamos deixar para a grande mídia, para o Congresso Nacional e para os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Não vamos perder nosso tempo falando de assuntos saturados e que pouco poderemos interferir por aqui agoira (só em outubro de 2.018), então, vamos tocar nossa indústria, fazer nossa parte e tentar sobreviver no nosso negócio mantendo nossa relevância e nosso negócio.

A verdade é que estamos evoluindo na indústria do turismo. Já temos um sensível ambiente de retomada, vemos parte dos aviões que foram embora nos últimos dois anos voltando para nossos aeroportos, prevê-se uma retomada de oferta significativa à partir dos próximos meses, todos os dias vemos planos de várias companhias aéreas aumentando suas ofertas e buscando sua posição no nosso mercado.

E nós, o que estamos fazendo para recuperar nossos níveis anteriores de vendas?

Será que estamos com a autoestima em dia, ou estamos apenas lamentando que no passado era diferente?

Lamento muito, mas chorar sobre o leite derramado não vai resolver nada, o que precisamos é arregaçar as mangas e projetar (mesmo que com uma bola de cristal) o que faremos para mudar o cenário.

Inovações, especialização, investir no nosso desenvolvimento, acompanhar as novas tecnologias, pensar o que podemos fazer de diferente e agregar aos nossos clientes é a única saída que vejo pela frente.

Alguns de nós criticam as feiras, outros criticam as entidades, outros dizem que ninguém faz nada por eles, mas…e eles? O que fazem para mudar a rotina de ficar na mesa do bar (ou do café) reclamando?

Coragem tem uma ABAV que promoverá a EXPO-ABAV agora nos dias 27 a 29 de setembro, propondo uma disrupção de nossa indústria, trazendo-nos oportunidades de conhecer destinos novos, conhecer melhor aqueles destinos que nossos clientes podem ser motivados à visitar, para passear, trabalhar , ou mesmo fugir dessa rotina de instáveis notícias de nosso País.

Coragem em apresentar na Vila do Saber assuntos desagradáveis, perspectivas, tendências, experiências de outros mercados e mexer na nossa ferida.

Palestras que usualmente não temos possibilidade de assistir e ver como esses palestrantes pensam em relação à nossa indústria.

Você vai ficar aí sentado, ou vai buscar uma luz no fim do túnel? Eu, já me garanti lá. Quero ver o que o Ricardo Amorim , a Cristiana Lobo tem à falar sobre nossa indústria, quero ver o que os expositores estrangeiros esperam de nosso mercado, quero sobreviver.

Estarei em duas palestras, uma trocando uma idéia com vocês sobre o futuro do agente de viagens, ou o agente de viagens do futuro (não sou cartomante, mas sou um eterno otimista) e um cara que acredita nessa indústria e invisto tudo que tenho de mais precioso aqui. Um cara que direcionou os filhos para virem para cá, e quando os tiver, os netos também .

Na outra semana faremos um debate sobre a indústria de fraudes. Não adianta se esconder e dizer que as fraudes estão controladas, terão solução e ficar só nos coquetéis comentando, vamos refletir sobre como evita-las, o que podemos fazer juntos para exterminar isso de nossa indústria. Temos solução? Não, mas vamos buscar o caminho para encontra-las.

http://www.abavexpo.com.br/secao/o-agente-do-futuro/

http://www.abavexpo.com.br/secao/mesa-redonda-como-prevenir-as-fraudes-no-universo-dos-agentes-de-viagens/

Criticar é fácil, fazer é bem mais complicado.

Nos vemos lá!

Abraços

VARIG 90 anos

Hoje, 7 de maio de 2.017 aquela que foi o grande orgulho das companhias aéreas brasileiras completaria 90 anos.
Aqueles que não conheceram e não viveram o dia-a-dia daquela companhia devem me chamar de saudosista,velho e achar que eram outros tempos.
Realmente, vivíamos outros tempos, onde quando entravámos em um escritório de uma empresa brasileira no Exterior achávamos o máximo e sentíamos um orgulho monstruoso de ser brasileiro. Eram verdadeiras embaixadas, onde íamos ler as revistas da semana, os jornais de dois ou três dias atrás, tomávamos café brasileiro, falávamos portugues.. mas principalmente sentíamos que o Brasil era um País viável e que teria um grande futuro pela frente.
Vi várias homenagens nas redes sociais e destaco o link abaixo do Blog Todos a Bordo da UOL que com autoria de Vinicius Casagrande nos conta boa parte de toda história daquela empresa e talvez possa fazer vocês entenderem por que tanto amor pela nossa VARIG!

Boa semana!

http:/https://todosabordo.blogosfera.uol.com.br/2017/05/07/90-anos-da-varig-avioes-tinham-caviar-e-servico-eleito-o-melhor-do-mundo/

http://www.varig-airlines.com/pt/