Porque o Instagram valorizou-se $1.814.882,03 por dia

Em 551 dias, ele tornou-se mais valioso que o New York Times em 116 anos.

E ontem foi comprado pelo Facebook por um bilhão de dólares.

Se você não sabe o que é Instagram, não tem problema, certamente você conhece o novo dono dele.

Mark Zuckerberg

Separei alguns motivos porque eu acho que ele chegou lá!

1- Tornou amadores em profissionais

Ok, as fotos que você faz com o Instagram não são profissionais, mas é o máximo que você pode chegar se nunca quis estudar fotografia. Enquanto as gigantes de tecnologia preocuparam-se em megapixels e zoom digital, o Instagram colocou filtros e fez seu jantar de sábado uma lembrança memorável. A Sony que criou a Mavica demitiu 10 mil ontem, no mesmo dia que a venda foi anunciada.

Sony Mavica e as suas fotos digitais em um disquete.

2- Comunidade fechada para crescer, aberta para explodir

O Instagram foi durante uns 545 dias uma comunidade exclusiva de usuários de iPhone (e claro o iTouch e o iPad) criou uma vontade de querer tê-lo e usá-lo na cola do gadget número 1 da história. E agora está disponível para outras plataformas, mas isso é outro motivo.

3- Fenômeno em Smartphones

Foram precisos seis meses para que 5 milhões de pessoas baixassem o app do Instagram para iPhone, nos últimos seis dias mais de 5 milhões fizeram esse download em smartphones que utilizam o Android, sistema operacional do Google, lançado no dia 3 deste mês. Hoje em dia mais de 30 milhões de pessoas usam o app e a tendência é que esse número continue aumentando a uma velocidade cada vez maior.

4- A maior experiência em fotos

Mesmo o Facebook sendo o maior depositório de imagens do mundo, ele não tem a competência que o Instagram tem para isso. E o pessoal gosta mesmo é de fotos, observe as mais lidas aqui no Panrotas, quase sempre são fotos.

5- 100% mobile

Não sei se eu posso afirmar isso, mas deve ter sido a maior transação de uma empresa 100% mobile. Você até pode ver as fotos do Instagram no PC, mas pra usar precisa ser um dispositivo móvel, até semana passada só iPhone/iPad/iTouch, e agora qualquer um com Android.

Como bom gaúcho, exalto o bom bairrismo sempre, e não posso esconder que fiquei muito feliz em saber que um dos novos milionários é um brasileiro,  o paulista Mike Krieger co-fundador do Instagram que levou $100 milhões nessa jogada. Parabéns!

Não posso deixar de colocar nesse post a cutucada que o outro brasileiro o Eduardo Saverin deu no seu perfil do Facebook.

Ele comentou que o Instagram chegou a 30 milhões de usuários com menos de 10 empregados, sim a empresa bilionário acima não pode desafiar ninguém para um bom jogo de futebol, pois não tem 11 jogadores.

Gráfico postado pelo Saverin mostrando o número de usuários vs o de empregados.

E o turismo com isso? Bom não existe estatística, mas acredito que depois da gastronomia e do céu, as viagens são um dos principais temas para fotos compartilhadas. Afinal como diz o Tárik, ninguém vai curtir uma foto de uma geladeira nova, ou um sofá novo, mas de uma paisagem linda em uma viagem, todos podem curtir.

E o app 100% mobile mais famoso do turismo é o Hotel Tonight, será que ele será a bola da vez?

6 comentários para “Porque o Instagram valorizou-se $1.814.882,03 por dia”

  1. Luciano disse:

    Oi Augusto, parabéns pelo post.. achei fantástica a sua enumeração e suas observações..

    agora, desculpe minha ignorância (eu não conheço e nem uso o Instagram, meu celular usa o sistema Symbian), mas para mim é muito difícil entender o que esse app pode dar como retorno do investimento para o Facebook. Você sabe me explicar?

    um abraço e parabéns por esse e pelos outros posts, apesar de comentar pouco estou sempre lendo-os..

    • Augusto Rocha disse:

      Luciano,

      não é ignorância sua, acho que ainda ninguém sabe como fazer o instagram gerar dinheiro. No ano passado o Mike deu uma entrevista a Época e disse o seguinte:

      “ÉPOCA –O programa é gratuito. Como vocês ganham dinheiro?
      Krieger – Temos muitas ideias sobre como ganhar dinheiro, mas elas realmente só funcionarão quando tivermos um número de usuários maior. Por enquanto, somos apenas quatro pessoas na empresa e levantamos um financiamento inicial de US$ 500 mil no começo do ano passado.”

      Achei a entrevista aqui:

      http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI206635-15224,00.html

  2. Paulo Salvador disse:

    Boa Guto. O Turismo eh a combinacao explosiva dessa visao genial do Facebook de poder potencializar o Instagram com o FB Timeline. Foto eh tudo nas redes sociais. De onde vai vir a grana? Quando as empresas tambem perceberem isso e comecarem a querer participar da festa dentro do Timeline.
    Abracao

    • Augusto Rocha disse:

      Paulo,

      muito obrigado pela participação. É sempre uma honra. Mas acho que mais do que as empresas saberem explorar os canais, um posicionamento ousado muitas vezes é mais importante que os canais. Veja no próximo post o que quero trazer =)

  3. Danilo Alves disse:

    Guto, muito bom o post. Como usuário das redes sociais, principalmente Twitter e Facebook, acompanhei o crescimento do Instagram. A força desse aplicativo foi constatada ainda mais, na minha opinião, quando colocaram o app para Android. Quem não acompanhou o “boom” e a “briga” entre usuários de iPhone x Android? A tag InstagramAndroid ficou por muito tempo nos TT´s.

    ps: Eu fui um dos beneficiados com a chegada do Instagram no Android.

    Estou ansioso para registrar e compartilhar as fotos da minha próxima viagem.

Deixe um comentário