Da Rocinha para o mundo

A ação das forças de segurança na retomada da Favela da Rocinha no Rio teve grande repercussão na imprensa internacional.
O tema da segurança sempre foi o mais difícil quando se trata de promover ou falar do Brasil no cenário internacional. Durante muitos anos, eram poucos os argumentos ou informações que podiam ser dadas sobre o assunto, agora existem fatos objetivos e que podem trazer benefícios reais à população carioca e à percepção que o mundo tem de nosso país.
A imprensa mundial, com especial destaque para a América do Sul, Europa e Estados Unidos deu grande destaque à ocupação da Rocinha, mostrando que a retomada trará melhores condições de vida às comunidades e também dando grande destaque aos Jogos Rio 2016 e ao Mundial de Futebol de 2014.
Para se ter uma idéia de quanto esses fatos são importantes para a imagem do país, o assunto foi capa do The New York Times e manchete em jornais como o The Independent e Le Monde. A CNN e a BBC também exibiram imagens de como funcionou a operação.
Nesse momento, é importante repercutir os resultados da operação, mostrar as mudanças realizadas em outras áreas da cidade e como um tema tão importante para os brasileiros e para a imagem do Brasil apresenta mudanças profundas.
Esses fatos são muito importantes para o turismo brasileiro, irão contribuir para melhorar a percepção mundial e terão sempre mais repercussão na medida que os grandes eventos esportivos se aproximam. Aqui está a prova de que eventos como Copa do Mundo e Jogos Olímpicos são oportunidades para mostrar mais sobre o Brasil ao mundo.

Postagens relacionadas

Published by

Jeanine Pires

Professora e empresária, tem 19 anos de experiência em turismo e eventos. Diretora da Pires & Associados e Presidente do Conselho Consultivo da WTM Latinamerica. Suas principais atividades são a realização de Planos de Marketing de Destinos Turísticos e palestras no Brasil e no exterior. Presidiu a EMBRATUR de 2006 a 2010, onde também foi Diretora de Turismo de Negócios e Eventos. Liderou o trabalho de promoção do Brasil como destino turístico no exterior, os programas de captação de eventos internacionais e a agenda de promoção do Brasil de 2003 a 2010. Participou da elaboração do Plano Aquarela - Marketing Turístico Internacional do Brasil em 2005 e também coordenou sua versão para 2020. Nos Convention & Visitors Bureaux de Maceió e Recife como diretora executiva, desenvolveu os programas de marketing de lazer e eventos para aquelas cidades entre 1997 a 2002. Esse blog reflete opiniões pessoais e não tem qualquer vínculo institucional

5 thoughts on “Da Rocinha para o mundo

  1. Jeanine,

    Impressiona a competência do secretário de segurança do Rio, um especialista no tema, discreto, ponderado, conseguiu em pouco tempo motivar a banda boa do contingente policial.

    O sentimento que tenho, como carioca, é que os maus policiais é que estão preocupados agora, quando há bem pouco tempo, o policial honesto tinha que esconder sua opção pela legalidade.

    Essa mudança no imaginário popular só ocorreu devido à uma bem planejada estratégia de mudança no cerne das forças policiais, a partir das academias de polícia, batalhões e delegacias.

    Tem sido um trabalho hercúleo, cujo resultado aparece em operações como esta, que atrai os holofotes da mídia internacional.

    Mas no dia-a-dia, o esforço continua…

    []’s

    Luís Vabo

    1. Ë verdade Luís, são 3 anos de trabalho das UPPs que apenas começaram. É uma guerra que precisa ser enfrentada.
      Considero também muito importante o apoio da população local, que quer sua vida normal, serviços públicos e oportunidades de emprego e lazer.
      Imagina também como demora a mudança de percepção do mundo sobre o tema da segurança no Brasil. É importante que momentos como esse, de grande repercussão de imprensa também seja aproveitados para mostrar as mudanças.
      Abs
      Jeanine

      1. Caros,

        Já imaginaram quando todas as favelas forem beneficiadas com as respectivas UPPs? Será em 2014, ano em que o nome do secretário José Mariano Beltrame deveria receber uma homenagem à altura.
        Por que não a indicação ao Nobel da Paz?
        Um abraço,
        Aristides

  2. Esta ação na Rocinha e Vidigal, pode ser o começo do fim destas favelas, pois que com a segurança e urbanização, virá a valorização destes imóveis, então o morador atual será compelido a vender o seu valorizado imovel na Rocinha, perto da praia, pois com a valorização, virão os especuladores imobiliários.

  3. Why didnt I consider this? I hear exactly what youre saying and Im so happy that I came across your weblog. You really know what youre talking about, and you made me feel like I need to learn much more about this. Thanks for this; Im officially a huge fan of your blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *