A receita e a despesa em 2014, e as tendências para 2015

Os dados divulgados sobre as receitas e despesas do turismo internacional em 2014 sintetizam um ano bastante atípico.

Por parte dos gastos dos estrangeiros no Brasil, apesar de recorde anual que chega a 6,9 bilhões de dólares, se não fossem os meses de junho e julho com a Copa do Mundo FIFA, 2014 teria trazido resultados muito negativos na entrada de divisas. Todos os meses foram negativos em relação a 2013, com exceção de maio (+1,8%), junho (+76%) e julho (+46%). O efeito cambial, a realização do Mundial e a baixa competitividade do Brasil ainda mostram um importante caminho a trilhar no acesso aéreo, chegadas terrestres melhor aferidas, produtos de qualidade e ações contínuas e inovadoras para a atração de estrangeiros.

Os gastos dos brasileiros no exterior tiveram um pequeno aumento em relação a 2013, de 1,1%, chegando no entanto a 25,6 bilhões de dólares. Desde o segundo semestre de 2013 que os mercados receptivos internacionais já mostravam preocupações com a chegada e os gastos dos brasileiros. Esse cenário se agrava com a diferença cambial, ainda, provavelmente com menos gastos e a manutenção de algumas viagens. Mas o ano de 2015 não sinaliza muitas mudanças pelo desempenho econômico e os apertos nas contas.

Volta aqui, mais uma vez, a importância do mercado doméstico, que pode ser a opção dos brasileiros, uma ótima noticia, e que deveria vir acompanha de mais qualidade, mais produtos, experiências mais criativas e viagens memoráveis. A pesquisa de sondagem das intenções de viagens dos brasileiros realizada em dezembro de 2014 pelo Ministério do Turismo/ FGV indicou que entre janeiro e junho de 2015 as intenções de viagens diminuíram de 38% em 2013 para 35% em 2014; as viagens domésticas são as opções daqueles que pretendem viajar, diminuindo de 22% para 17% aqueles de teriam a intenção de viajar para o exterior em dezembro de 2013 em comparação com o mesmo ano de 2014. Os destinos preferidos no Brasil  são o nordeste para 36% e o sudeste para 30,7%.

Vamos trabalhar !

Postagens relacionadas

Published by

Jeanine Pires

Professora e empresária, tem 19 anos de experiência em turismo e eventos. Diretora da Pires & Associados e Presidente do Conselho Consultivo da WTM Latinamerica. Suas principais atividades são a realização de Planos de Marketing de Destinos Turísticos e palestras no Brasil e no exterior. Presidiu a EMBRATUR de 2006 a 2010, onde também foi Diretora de Turismo de Negócios e Eventos. Liderou o trabalho de promoção do Brasil como destino turístico no exterior, os programas de captação de eventos internacionais e a agenda de promoção do Brasil de 2003 a 2010. Participou da elaboração do Plano Aquarela - Marketing Turístico Internacional do Brasil em 2005 e também coordenou sua versão para 2020. Nos Convention & Visitors Bureaux de Maceió e Recife como diretora executiva, desenvolveu os programas de marketing de lazer e eventos para aquelas cidades entre 1997 a 2002. Esse blog reflete opiniões pessoais e não tem qualquer vínculo institucional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *