Arquivo de novembro de 2010

Desafios do Turismo no Brasil

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Os estados de Pernambuco e Ceará querem mostrar a região como destino de sol, mar e cultura para concorrer com o Caribe, que tem preços mais competitivos, segundo informa a matéria que li no Diário de Pernambuco. A meta é atrair turistas europeus para o Nordeste e fomentar o novo voo da Iberia, que começa a operar em fevereiro do ano que vem.

Para tanto, os dois estados vão investir na divulgação para agentes de viagens e público final. As estratégias serão discutidas com as secretarias de turismo, a Embratur e a empresa aérea, como foi conversado nas reuniões realizadas na Espanha, com a presença de equipes de turismo dos governos dos dois estados e de agentes de viagens.

A idéia é boa e a parceria louvável, inclusive porque os dois estados têm forte apelo turístico. Treinar os agentes é melhor ainda, pois o Nordeste, como um todo, apresenta alto potencial para o turismo. Falta, porém, infraestrutura tanto em aeroportos quanto em portos, o que encarece os custos e inibe a concorrência com o Caribe e muitos outros locais.

Em Recife, ressalte-se aqui, o Armazém 7 do porto foi reformado e transformado em terminal de passageiros e a obra total deverá ficar pronta até 2012. O fato é que o país precisa definir e executar obras fundamentais e diminuir o custo Brasil. Assim, fará parte do mapa mundial do turismo como um destino viável. Turismo é economia lucrativa, mas precisa de metas. Não só traçadas, mas sim concretizadas.

Medidas paliativas não resolvem a base dos problemas, como é o caso do veto ao overbooking, a um mês do Natal, para evitar caos nos aeroportos. Pode ser tarde, escreveu muito propriamente o jornal O Estado de S. Paulo ao apurar que uma grande empresa já vendeu 10 mil bilhetes acima do número de assentos em voos para dezembro e janeiro.

O sucesso dos mini-cruzeiros

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Quando me perguntam qual a razão do sucesso dos mini-cruzeiros respondo que eles são ideais para quem vai fazer a sua primeira viagem de navio e para os que têm pouco tempo de folga. Nos dois casos, o hóspede consegue conferir o quanto é bom navegar em alto mar.

O mini-cruzeiro é uma pausa na correria da rotina diária e este é mais um motivo para o sucesso desse tipo de viagem. Os que dispõem de poucos dias no final do ano ou no período do carnaval optam pelos mini-cruzeiros e, pelo que se observa, com muita antecedência.

Nesta temporada cresceu 7,8% o número de mini-cruzeiros em relação ao período 2009/2010. Teremos 180 mini-cruzeiros, isto é, 13 a mais do que na temporada anterior. Em roteiros que variam de três a quatro noites, eles levarão 371 mil turistas, o que representa 41,2% do total de hóspedes.

Os minis são a porta de entrada para o fascinante turismo marítimo. Neles, o objetivo é fazer com que o hóspede aproveite ao máximo o seu tempo de lazer, o que torna a viagem uma experiência única. Ao sair do navio, tenho certeza, você já estará pensando no próximo cruzeiro. Para breve e mais longo!