Arquivo de janeiro de 2011

MSC propõe novo terminal em Santos

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Santos poderá ter mais um terminal marítimo de cruzeiros. A proposta é da MSC Cruzeiros, empresa que apresentou para a Companhia Docas do Estado de São Paulo e à Secretaria Especial de Portos da Presidência da República um projeto para construir o terminal no bairro Valongo.

Desenvolvido em parceria entre arquitetos brasileiros e a B&A (Bermello Ajamil & Partners, Inc), empresa norte-americana com experiência no setor, o projeto, que está em fase de apreciação, prevê a construção de um píer para atracação de navios e um moderno terminal de passageiros.

A iniciativa é louvável porque, além de permitir que os hóspedes dos navios tenham mais conforto, contribuirá para a revitalização do entorno, com evidentes benefícios para o segmento turístico.  Espaços restaurados atraem empreendimentos de lazer e, consequentemente, turistas. Mais do que isso: geram empregos e movimentam a economia.

Estamos na torcida para que tudo dê certo, de modo que o terminal esteja concluído no período 2013/2014, como informou a MSC. A iniciativa é boa.

Temáticos, cada vez mais disputados

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Os roteiros temáticos viraram tradição. Para se ter ideia, a temporada 2008/2009 teve 26 temáticos. Em 2009/2010, esse número aumentou 53,84%, isto é, saltou para 40 viagens e, na temporada atual de cruzeiros, serão 37 roteiros temáticos no total.

Entre outubro e dezembro do ano passado foram realizados cinco cruzeiros temáticos. As demais 32 viagens, com duração de três a nove noites, começaram em 9 de janeiro e irão até 7 de abril. Diferentemente do que acontece com os mini cruzeiros, os temáticos, em sua maior parte, duram de sete a nove noites.

Nos últimos anos esse tipo de viagem ganhou muito espaço no mercado brasileiro. Até o final da temporada, os 37 temáticos levarão 95.814 cruzeiristas – o número representa 10,83% dos 884 mil turistas que serão hóspedes nos 20 navios que estão em águas do país.

Talvez em nenhum outro país os temáticos façam tanto sucesso como no Brasil. Difícil dizer qual exatamente a razão, mas o fato é que esse tipo de viagem permite grande interação entre pessoas que têm o mesmo gosto. Cria-se, assim, uma rede de amigos e de relacionamento.

Alguns temáticos já são realizados há anos, outros estreiam nesta temporada, mas todos se destacam, sem dúvida, como uma agradável opção de lazer. Além de aproveitar tudo o que o navio oferece, o cruzeirista tem uma atividade que é o tema central da viagem. A segmentação, realmente, é uma tendência.