Batismo, um momento mágico

É notório o alto número de navios que são inaugurados anualmente, mas não quero citar estatísticas de crescimentos ou números de novos leitos. Quero mesmo é contar sobre a emoção de testemunhar o momento mágico em que o navio é batizado. Como diria minha amiga Fabi, da Majestur, nos sentimos testemunhas da história.

Ter um navio novo lançado ao mar  e ter um novo integrante da família, que terá uma personalidade própria. São muitas vidas se encontrando e criando historias e emoções nesta pequena ilha.  Todas as viagens deixam marcas, mas é comum que os cruzeiros sejam  escolhido para importantes comemorações, como luas de mel, viagens em famílias, despedidas de solteiros, enfim, momentos marcantes comemorados a bordo e que ficarão a vida toda na memória destas pessoas.

As cerimônias podem variar, mas há sempre alguns elementos fundamentais.  Nesta grande festa um dos participantes principais é sem duvida a madrinha. E ela pode ser escolhida por diversos motivos, como beleza, elegância, nobreza, bondade, sensualidade, enfim, qualidades e características que darão charme a cerimonia e ao novo navio. E hoje em dia as madrinhas ou mesmo um grupo de madrinhas podem ser escolhidas por concurso ou votação. Podem ser celebridades, destacados profissionais  e mesmo uma agente de viagens.

Outro elemento importante é o champanhe. Cabe a madrinha acionar o dispositivo que fará com que o champanhe se rompa no casco. Há indicações que esta tradição teve início já com os vikings, que derrubavam sangue nas embarcações, que posteriormente passou a ser vinho e finalmente champanhe.

Como em todo batismo, há um religioso, já que se trata de uma cerimonia de purificação e consagração, além de efetivamente dar nome a embarcação.

Já tive o privilégio de assistir a vários batismos de diversos modelos. Desde cerimônias no Havaí, com direito a colares e roupas tipicas, passando por festas com shows pirotécnicos, apresentações de músicos ou esportistas, ou ainda uso de avançados recursos tecnológicos. Mas independentemente do modelo, todas elas sempre me trouxeram muita alegria.

Compartilho em especial de uma que assisti em Barcelona, numa linda manhã de primavera. A cerimonia foi realizada no porto. Depois dos discursos, shows de musica e dança, veio o momento da benção.  O padre chamou nossa atenção para que observássemos os tripulantes que estavam assistindo a tudo do alto do navio.  Todos uniformizados, felizes e ansiosos. E dirigindo-se a eles, mencionou que ali estava verdadeiramente a alma do navio.  Estes  tripulantes se dedicam a servir com tanta competência e dedicação os hóspedes, participando e ajudando a construir as histórias de cada um que vai a bordo.

Que venham cada vez mais navios. Serão recebidos com aplausos e emoção. E que continuem criando os cenários perfeitos de nossas novas e inesquecíveis  histórias.

 

6 comentários para “Batismo, um momento mágico”

  1. Dalva Rizzo disse:

    Estela, parabéns pelo texto. Maravilhoso!!! Desejamos muito sucesso no blog “Navegando”.

  2. Adrian Ursilli disse:

    Parabéns Estela! Fiquei muito feliz pela sua nova atividade de blogueira! Aprendi muito com você e seguirei aprendendo, agora através de seus textos e histórias… Te desejo muito sucesso e grandes realizações sempre! Forte abraço, Adrian!

    • Estela Farina disse:

      Obrigada Adrian! Espero contar também com suas preciosas sugestões e experiencias. Sinta-se e bordo, sempre. Abraços, Estela

      • Adrian e Estela, nós que estamos a tanto tempo nesse mercado e que começamos praticamente juntos e que juntos vimos tantas mudanças é realmente gratificante ver esse crescimento. Estive em muitas inaugurações e lembro de cada uma individualmente, cada detalhe, e não lembro de uma única inauguração que eu não tenha me emocionado. Isso é um privilégio.
        Que venham mais e mais navios.
        Estela parabéns adorei o texto e o fato de você ter citado a Fabi.
        Beijo

Deixe um comentário