Arquivo de janeiro de 2015

A Navegação por Rios

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Não chega a ser uma novidade. Ao contrário, a navegação por rios da Europa faz parte da história e do desenvolvimento econômico das principais cidades, já que o comércio e a comunicação se davam através deles.

Mas o cruzeiro fluvial teve seu desenvolvimento acentuado a partir de 1992, quando o canal de Reno-Meno-Danúbio teve sua construção finalizada, permitindo que a navegação por estes rios pudesse ser feita ininterruptamente num percurso de aproximadamente 4.800 km, atravessando 13 países.

Cada vez mais turistas estão descobrindo que as viagens em cruzeiros fluviais têm um charme exclusivo e representam uma experiência diferenciada a medida que permite um profundo mergulho na cultura e história dos países visitados. E em alguns lugares, a sensação é de ter entrado em um conto de fadas.

São pequenos navios que levam aproximadamente 150 hóspedes. Possuem em média 3 ou 4 deques e deslizam por entre as cidades, oferecendo um visual diferenciado e encantador. Tem em comum com os cruzeiro marítimos o fato de oferecer acomodação, alimentação e uma viagem de multidestinos. Mas a experiencia de navegar por entre cidades e vilarejos entre paisagens pitorescas é bem diferente, embora igualmente surpreendente e confortável.

As paradas dos cruzeiros fluviais normalmente são no coração das cidades ou muito próximo ao centro delas e os passeios são, portanto a pé ou de bicicleta.

São diversas opções de cruzeiros que tem duração de 5 a 21 dias e destinos variados como França, navegando pelo rio Sena ou na região de Borgonha e Provença, pelo Rio Ródano. Há roteiros pelo D’ouro, em Portugal, ou uma romântica viagem pelo Danúbio, com paradas em pequenas cidades na Alemanha, Áustria e Hungria. Há o mais clássico roteiro pelo Rio Reno, Mosela e Meno na Alemanha, ou opções desde Amsterdã.  Além desses, há também roteiros na Rússia, pelo Rio Volga, no Vietnã e Cambodia através do Rio Mekong, China através do Rio Yangtze e mais recentemente, Myanmar, pelo Rio Ayeyarwady .

Seja qual for o destino, será uma inesquecível e confortável experiência com a sensação de se navegar pelo interior de verdadeiros cartões postais.