O BRASIL REDUZIDO A ESTEREÓTIPOS

O governo federal lançou um supersite sobre as cidades-sede da Copa de 2014, que acontecerá no Brasil. Legal, não é? Hummm. Mais ou menos. Além de demorar a carregar, de ter navegação pouco amigável (não há uma lista de fotos ou atrativos, e o Google Maps só serve para quem conhece o local, além de abrir janelas cortadas), de ter uma música insuportavelmente chata de fundo (tipo elevador de dentista…), entre outras coisas estranhas, o site resolve dar um perfil de cada cidade, com informações úteis para os visitantes.

Úteis não, imprescindíveis, pois saber que o Rio de Janeiro tem 444 anos, paisagens de tirar o fôlego e fica no Sudeste do Brasil são dados mais que suficientes para trazer qualquer indeciso para cá. Ou não? Ah, eu não visito cidades com menos de 300 anos. Nem que não tirem meu fôlego. Muito menos se não estão ao sul do centro do país a ser visitado. Diversidade? Mar e montanha? Povo hospitaleiro? Para, vai. Isso não vende.

A disposição das fotos também não ajuda, não há menu e sim uma rolagem uma a uma.

Os títulos dados a algumas cidades são de chorar de rir ou de raiva. Afinal, Belo Horizonte é a Terra do Pão de Queijo. São Paulo é a Terra da Garoa (melhor não traduzir para os estrangeiros, pois quando eles souberem o que é garoa, cancelam a viagem). Recife virou a Veneza Brasileira (coisa que nem quem mora lá acredita mais). Salvador é a Terra de Todos os Santos – na falta de algo melhor, pegaram o nome da baía. Porto Alegre é a Capital dos Pampas… Meus amigos gaúchos hão de me mostrar onde estão esses pampas na capital.

A Cidade do Sol é Natal. E Fortaleza? Capital do Forró, ora. Hein???? Manaus é o Pulmão do Mundo. Como assim? Não é o oceano o pulmão do mundo? E a Amazônia está além de Manaus… se é essa a referência. Ah… Cuiabá é a Cidade Verde e Curitiba a mais sustentável do mundo. Nossa, vou correndo. Chavões como “de tirar o fôlego”, “ímpar” estão por toda a parte. E a capital federal, Brasília, ganhou o título de… capital federal. O Rio, claro, é cidade maravilhosa.

Bom, segundo já li no Twitter, quem abriu no Chrome teve dificuldades…

Faltou simplicidade e conteúdo. Quando se clica em uma atração, vem a historinha, um tanto longa… Mas não é isso que se quer ler na internet.

Bom… Confiram vocês mesmos. Fiquei decepcionado. Se alguém puder me explicar como que terra do pão de queijo e terra da garoa  podem ser títulos vendáveis… agradeço.

www.braziltour.com/worldcup.

A essa altura, pensei que já estivéssemos livres dos estereótipos…

Postagens relacionadas

Published by

Artur Luiz Andrade

Artur Luiz Andrade é carioca, taurino, jornalista e nasceu em 1969. É editor-chefe da PANROTAS Editora e mora em São Paulo desde 1998

8 thoughts on “O BRASIL REDUZIDO A ESTEREÓTIPOS

  1. Artur,

    sou suspeito para comentar pois trabalho exatamente com isso.

    Mas endosso tudo o que você disse, tudo o que eu mesmo disse no Twitter e só deixo algumas perguntas.

    Se mais de 80% do tráfego web é feito a partir de buscadores (Google) porque um país lança um site para falar sobre as cidades sede da copa do mundo que não é possível de ser indexado pelo Google?

    Porque lançar isso depois da copa, numa quarta feira?

    E o site oficial da Copa onde está? http://www.copa2014.org.br/ esse aqui é a “Arena dos negócios da Copa”

    E por fim olhem o site da próxima Olimpíada http://www.london2012.com/ até a loja online já está ok.

    Pior do que nunca ter uma oportunidade é tê-la e deixá-la passar em branco.

    1. Augusto, tem toda razão. Acho que havia um impedimento legal da Fifa: o Brasil não podia divulgar sua Copa antes do término da Copa de 2010. Até aí ok. Mas no momento em que anunciam o logo (goste-se ou não dele), já tinha de ter campanha na rua, loja on-line, barulho no mundo todo. Só a Globo lembrou de fazer um comercial… Agora, vc não acha que as pessoas vão pesquisar “terra da garoa” e do “pão de queijo?”… Vai ser bom para a Casa do Pão de Queijo. No garoa o Google vai responder: did you mean “garota”, “garupa”? Ou cai direto no supersite dos Demônios da Garoa… Vamos ver o lado bom…

  2. Olá Artur … que coisa triste isso … mas se foi do poder público, o que mais há de se esperar ? Mais incrível é o fato da falta de informação atualizada, usam estereótipos já com a data de validade vencida, como já foi mostrado pelos metereologistas, que SAO não é mais a cidade da garoa, pois essa garoa se deslocou para Itapecerica da Serra. Não é fácil !! Sds

  3. Ei Fabio, eu ia dizer isso, apesar de não ser de SP, sei que SP não é terra da garoa faz tempo, porque a tal garoa não cai mais aqui, apesar do frio e da chuva que está hoje… Essa foi demais.

  4. Acredito que o maior problema seja que tudo foi deixado para última hora, pensando que isto já deveria estar pronto há pelo menos 2 anos , já que há 3 fomos escolhidos como país sede.
    Essas pessoas que fizeram esse site não são profissionais de turismo, não trabalham com turismo e não entendem nada de turismo…
    Montar um site horroroso que nem esse para um evento deste porte é somente um absoluto descaso com a nossa imagem…
    Por essas coisas que nos chamam de Terceiro Mundo…

  5. Pois é Fabíola, vc não é daí e sabe, eu sou de SP mas moro em Florianópolis há 17 anos e sei … e quem divulga nosso país não sabe, aliás, como o jargão do nosso “governante” (?) “eu não sabia de nada” … assim é com tudo! Sds

  6. Qual é a análise que nosso ministro faz sobre este site? E a Embratur?

    Será que ninguém é consultado para dar um aval? Ou deram da forma que está? Será que realmente viram? Será que há consulta a eles?

    E falando do logo… Eu achei simples, mas bonitinho, porém analisando a agência África não poderia ter feito nada melhor? Qualquer escola teria apresentado algo MUUITO parecido. Acho até que deveriam ter envolvido outras agências na disputa e terem aberto umas 5 opções para votação.

    Tenho certeza que o concorrente (TANTO DA EMPRESA DE MKT PARA O LOGO, QUANTO SOBRE O SITE E AS INFORMAÇÕES CONTIDAS OU NÃO) está dizendo… EU FARIA MELHOR!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *