Várias emoções!

Depois de algumas semanas parcialmente fora do escritório por questões pessoais, to voltando ao trabalho e percebo:

- com tristeza que o Brasil no recente caso do Rio, mostra ao mundo nossa incapacidade de lidar com o sucesso na época de forte demanda em eventos corporativos!
- A lei da oferta e da procura está aí, mas não podemos esquecer do profissionalismo e que ditados como; “quem nunca comeu melado, quando come se lambuza” existem. Aprendizado? Tomara!
- com alegria que o Valor Econômico, faz 10 dias, publicou uma entrevista muito legal sobre carreira em viagens corporativas, citando nrs. de algumas empresas já em nrs. de transações(consolidando assim também o papel do TMC, através de pagamento de fee’s) e resaltando a importância desta carreira de gestor de viagens!

http://www2.valoronline.com.br/carreira/2646708/empresas-buscam-novo-perfil-de-gestores-de-viagens-corporativas

- intrigada, que mesmo com aquecimento do negócio de viagens e eventos corporativos, e o bom momento, fornecedores reclamam sobre cancelamentos de eventos corporativos, diminuição abrupta do nr. de participantes, ou demandas no ultimo minuto, principalmente em clientes internacionais.
- orgulhosa em ver a ALAGEV brilhar em sua primeira reunião na Argentina, com “overbooking” no café de apresentação de seus planos pra fazer a indústria de viagens e eventos corporativos atuar mais unida na região.
- contente em ver o movimento de mais uma empresa exportando seus serviços pra Argentina. Parabéns Flytour!
- impressionada com os números positivos do estatístico do CE-30 (comitê de 30 executivos de empresas de viagens da ABGEV), vou postar nos próximos dias os dados e meus comentários…

Deixe um comentário