O ano vai começar!

Costuma-se dizer que o ano só começa após o carnaval.
Na minha opinião as coisas não aquecem por aqui faz um tempo, e isto se deve a várias crises que estamos passamos, econômica, política, de planejamento(muito foi construído na época da copa e olimpíadas) e processual na nossa indústria.
Será que é só isso? Será que a partir de 1 de março tudo muda? Claro que não! Tudo vai mudar porque como diz Ricardo Amorim (economista), as crises são cíclicas e a previsão é de tudo começar a melhorar no segundo semestre de 2017.
A questão é que o mercado de viagens e eventos corporativos teve uma mudança de padrão dos negócios e o mercado abriu, criando novas oportunidades para o consumidor (viajante) e para entrada de novos produtos/serviços, principalmente com o avanço da tecnologia e a participação mais forte deste stakeholder(viajante), que muitas vezes tinha suas opiniões negligenciadas por conta de uma política restritiva ou de uma economia mal calculada por alguém que faz a gestão, mas não entende do riscado!
O desafio é que com a conquista de uma independência maior, principalmente quando a lazer, o viajante confunde e acha que a compra descentralizada ou open Booking é a melhor opção, porém quando falamos de gestão de contas corporativas de viagens, o buraco é mais embaixo e são necessárias estratégias diferenciadas e um controle que requer tecnologias as vezes ainda não implementadas pelo CNPJ pagador de sua viagem.
Muitas são as emoções e desafios e a maioria deles será discutido no LACTE12 (Latin american corporate travel & events experience), principalmente em uma sessão que desenhei, onde teremos somente clientes /compradores e seus convidados viajantes e stakeholders de viagens e eventos para entenderem um pouco mais sobre este cenário. Para maiores informações www.alagev.org/lacte12 – sessão exclusiva para clientes – 22.3.2017.

Postagens relacionadas

Published by

Viviânne Martins

Consultora, palestrante, professora, conteudista, escritora (livros:Viagens Corporativas e Viagens de negócios, que negócio é esse?, pela editora Senac, é sócia-diretora da Academia de Viagens Corporativas, e contempla em seu currículo várias premiações como o GBTA- President’s Award, USA, prêmio anual, de reconhecimento a 1 profissional por destaque na indústria internacional. Fundadora da ALAGEV, a qual dirigiu 11 anos e hoje participa como presidente do conselho da entidade. Idealizou e hoje preside o CEVEC – novo conselho executivo de viagens e eventos corporativos da Fecomercio SP. Participa também como Board Member da associação americana ACTE (Association of corporate travel executives) desde 2013 e da CNC e Conturesp.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *