Como estão funcionando os hotéis do Rio de Janeiro durante a pandemia

Com a quarentena sendo flexibilizada em todo o país, começaram a surgir nos termos de busca do Hotel Inspectors perguntas sobre a reabertura dos hotéis. E como estão funcionando os hotéis do Rio de Janeiro durante a pandemia? Duas pesquisas recentes mostram que o Rio está entre os destinos mais desejados do país para viagens em um futuro pós-isolamento.

Porém, com uma média de mais de mil pessoas morrendo todo dia no Brasil pela covid-19 (em um total até agora de mais de 87 mil mortes) e curvas de contágio sem sinais significativos de queda, taxas de ocupação da hotelaria urbana no país continuam baixas. Parece pouco provável que o quadro mude enquanto não houver redução importante de novos casos e mortes. Não por acaso a maioria dos hotéis cariocas mais conhecidos continua fechada.

O Rio como destino: expectativa x realidade

Pesquisa da Hoteis.com apresentada semana passada mostra o Rio entre os cinco destinos mais cobiçados do país para viagens futuras. Outra, da Booking, divulgada na primeira quinzena de julho e baseada nas listas de desejos de viagem dos usuários do site de reservas, apresenta o Rio em segundo lugar, atrás de Gramado (RS). Esta é a expectativa.

A realidade é outra. Também deste mês, um estudo do Hotéis Rio, sindicato patronal carioca, mostra que 66 hotéis da cidade continuam fechados, e 56% não têm data prevista de reabertura. O restante pretende retomar as atividades entre agosto e dezembro. Selecionei exemplos emblemáticos em Ipanema e Copacabana, os dois principais bairros turísticos, para mostrar como estão funcionando os hotéis no Rio de Janeiro durante a pandemia.

Clique aqui para seguir @HotelInspectors no Instagram

Como estão funcionando os hotéis do Rio durante a pandemia: a piscina do Fasano Rio com vista para as Ilhas Cagarras não pode ser usada
Piscina do Fasano: somente as espreguiçadeiras podem ser usadas | Foto de Carla Lencastre
Fasano Rio

O Fasano Rio reabriu em 17 de julho e é um dos hotéis do Rio que estão funcionando durante a pandemia. Há mais de uma década em um endereço privilegiado no Arpoador, o trecho da praia entre Ipanema e Copacabana, o Fasano carioca, membro da Leading Hotel of the World, retomou as atividades com ocupação máxima de 50% e a certificação SafeGuard do prestigioso Bureau Veritas. Entre outras medidas, a limpeza segue padrão hospitalar, os quartos ficam 24 horas vazios com janelas abertas, e todas as pessoas têm a temperatura checada quando entram no hotel.

As espreguiçadeiras na área da piscina, uma das mais fotografadas do Rio (acima e no início do texto), podem ser usadas, mas não é permitido entrar na água. O restaurante funciona apenas para hóspedes e não reabrirá mais como Fasano Al Mare. Em meados de setembro, será a nova filial carioca do Gero (a filial original, também em Ipanema, volta em outubro como Gero Panini). Já o quiosque Marea, posto avançado no calçadão de Ipanema, está aberto em horário reduzido. Vale lembrar que no momento só é permitido ir às praias cariocas para praticar algum esporte seja na areia ou na água. O outro Fasano no Estado do Rio, em Angra dos Reis, a 200km de distância de Ipanema, reabre em 15 de agosto seguindo as mesmas orientações.

Leia mais: É seguro usar piscina de hotel durante a pandemia?

Terraço do Hotel Arpoador com vista para o Morro Dois Irmãos
Terraço do Arpoador: hotel ainda sem data de reabertura | Foto de Carla Lencastre
Hotel Arpoador

A menos de 300 metros do Fasano Rio, o charmoso Hotel Arpoador, o único pé na areia na Zona Sul carioca, reinaugurado no verão de 2019 depois de um retrofit, não tem data de reabertura. Enquanto isso, o hotel vende vouchers de diárias para uso até dezembro de 2021 com até 50% de desconto, incluindo pacotes para o próximo Ano Novo e diversas experiências no hotel, como café da manhã no Arp, ótimo restaurante de Roberta Sudbrack, ou yoga no terraço com vista para o mar. O dinheiro arrecado está sendo usado para pagar parte do salário dos funcionários.

Leia mais: Como é o Hotel Arpoador, pé na areia no Rio de Janeiro

Piscina do Fairmon Copacabana Rio de Janeiro com vista para o Pão de Açúcar
Uma das duas piscinas do Fairmont Copacabana | Foto de Carla Lencastre
Fairmont Copacabana

Menos de dez minutos de caminhada levam do Arpoador ao Posto 6, onde fica o Fairmont Copacabana. O mais novo hotel de luxo da cidade, inaugurado há menos de um ano, está com reabertura marcada para 1º de setembro com o selo AllSafe, certificação global criada pela AccorHotels também em parceria com o Bureau Veritas. Os protocolos são similares aos do Fasano, como temperatura medida na entrada do hotel e quarto vazio por 24 horas entre um hóspede e outro. Em princípio, as duas piscinas estarão abertas. O bufê de café da manhã no Marine Bistrô será substituído por serviço à la carte, com cardápio por QR Code.

Leia mais: Como é o Fairmont Rio, o primeiro da marca na América do Sul

Piscina do Miramar by Windsor com vista para o Pão de Açúcar
Miramar by Windsor: reabertura em setembro sem piscina | Foto de Carla Lencastre
Miramar by Windsor

Primeiro de setembro também é a data para a qual o elegante Miramar by Windsor, integrante da Preferred Hotels and Resorts no Posto 5, aceita reservas. A piscina no terraço, com vista panorâmica para a Praia de Copacabana e o Pão de Açúcar, em princípio não funcionará.

Leia mais: Hotel carbono neutro, a hospedagem que não deixa pegadas

Emiliano Rio: piscina com vista para o Pão de Açúcar
Emiliano Rio: mais uma piscina com vista para o Pão de Açúcar | Foto de Carla Lencastre
Emiliano Rio

Também no Posto 5, entre o Fairmont Copacabana e o Miramar, o Emiliano Rio está aceitando reservas para a partir de 14 de setembro. Quando retomar as atividades, terá o selo Safe&Clean, lançado este mês pela associação Circuito Elegante. A certificação foi criada por hoteleiros associados, apoiada pela Unilever e auditada pelo onipresente Bureau Veritas.

Leia mais: Covid-19 prolonga o uso de plástico na hotelaria

Como estão funcionando os hotéis do Rio na pandemia: piscina do Copacabana Palace
A mais famosa da cidade: a piscina do Copa em versão noturna | Foto de Carla Lencastre
Belmond Copacabana Palace

Na outra ponta da Praia de Copacabana a grande dama da hotelaria carioca, o Belmond Copacabana Palace, anunciou a retomada de atividades para 20 de agosto. Mesma data prevista para a reabertura do Belmond Hotel das Cataratas, em Foz do Iguaçu.

Leia mais: Como será a hotelaria de luxo na era covid-19

Os pontos turísticos do Rio

Além de saber como estão funcionando os hotéis do Rio durante a pandemia, é importante ressaltar que as principais atrações turísticas do Rio de Janeiro continuam fechadas. Há previsão de reaberturas a partir de agosto, mas ainda sem datas confirmadas. Pão de Açúcar, Corcovado, AquaRio, a roda-gigante Rio Star, nada disso voltou a receber visitantes. Uma exceção é o Jardim Botânico, que retomou as atividades este mês com visitas com hora marcada. Os ingressos devem ser reservados online.

Clique aqui para ler tudo que publicamos sobre hotelaria e covid-19

Hotel Inspectors está no Instagram @HotelInspectors, no facebook @HotelInspectorsBlog e no Twitter @InspectorsHotel

Published by

Carla Lencastre

Carla Lencastre é jornalista especializada em viagens, hotelaria, estilo de vida, comidas, bebidas e artes. Anda pelo mundo desde sempre a passeio e a trabalho. Gosta de visitar novos lugares, de revisitar velhos conhecidos e de contar uma boa história. E hotéis são lugares repletos de histórias... Ex-editora de turismo do jornal O Globo, onde trabalhou por mais de 20 anos, hoje escreve para diversos jornais, revistas e site brasileiros. No Instagram @CarlaLencastre estão suas viagens e seu dia dia no Rio de Janeiro, onde mora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *