Marketing de Destinos: MARKTUR, Buenos Aires

Hoje, 11 de Maio de 2011, durante palestra de abertura no MARKTUR – Fórum Latinoamerico de Marketing Turístico, tive a oportunidade de falar sobre o poder dos mega eventos esportivos na promoção do setor de viagens e turismo.

Se eventos são momentos onde o normal e cotidiano se torna extraordinário, precisamos tornar qualquer viagem, evento, numa experiência sensacional. É preciso celebrar no sentido mais amplo e elevado da palavra. Isso é ser líder no momento de realizar um evento. Isso é ser líder ao realizar a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos.

Além de falar dos possíveis impactos positivos e negativos dos eventos e de contar um pouco dos resultados do Mundial de 2010 na África do Sul e de edições de Jogos Olímpicos, centramos nosso debate na experiência do turismo brasileiro a partir de 2008, depois de ser confirmado como país sede da Copa de 2014 e dos Jogos Rio 2016.

Os objetivos estratégicos estabelecidos no Plano Aquarela 2020:

  1. Melhorar resultados e ter êxito no longo prazo na promoção turística internacional do Brasil;
  2. Ter uma estratégia única do setor público e privado para o mundo;
  3. Promover o Brasil como destino turístico global além de 2014 e 2016; e,
  4. Aproveitar a oportunidade de realização dos mega eventos esportivos para tornar o Brasil mais conhecido como destino turístico

Além de outros pontos, salientamos que os eventos por si só não promovem o País. É preciso ter objetivos e estratégias, monitorar e atualizar essas estratégias e ao mesmo tempo estar sempre baseado em estudos e pesquisa que avaliem impactos e resultados.

Mais informações no site do MARKTUR.

Published by

Jeanine Pires

Professora e empresária, tem 19 anos de experiência em turismo e eventos. Diretora da Pires & Associados e da MATCHER Travel Business.Suas principais atividades são a realização de Planos de Marketing de Destinos Turísticos e palestras no Brasil e no exterior. Presidiu a EMBRATUR de 2006 a 2010, onde também foi Diretora de Turismo de Negócios e Eventos. Liderou o trabalho de promoção do Brasil como destino turístico no exterior, os programas de captação de eventos internacionais e a agenda de promoção do Brasil de 2003 a 2010. Participou da elaboração do Plano Aquarela - Marketing Turístico Internacional do Brasil em 2005 e também coordenou sua versão para 2020. Nos Convention & Visitors Bureaux de Maceió e Recife como diretora executiva, desenvolveu os programas de marketing de lazer e eventos para aquelas cidades entre 1997 a 2002. Esse blog reflete opiniões pessoais e não tem qualquer vínculo institucional

2 thoughts on “Marketing de Destinos: MARKTUR, Buenos Aires

  1. Jeanine,

    Falou pouco e disse tudo. Seu post é uma aula sobre como deve ser orientado o marketing de destinos, assunto tão na moda e tão confuso até para especialistas. O segredo, como em quase tudo, está no uso das estratégias adequadas e no planejamento de médio e longo prazo.

    valeu, parabéns.

Deixe uma resposta para José Candido Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *