Arquivo de maio de 2011

MUNDO ANIMAL

domingo, 29 de maio de 2011

ORLANDO – Um post só com bichos. Alguns fofinhos, alguns amedrontadores. Muitos fazem parte de programas interativos nos parques da Sea World Parks, em Orlando e Tampa, na Flórida. Alguns passam uma temporada no parque, pois são encaminhados após resgates dramáticos, como tartarugas marinhas e peixes-boi, e depois voltam à natureza, quando curados. Outros nasceram em cativeiro, como as baleias orca e os guepardos, e vivem em ambientes que tentam reproduzir seu habitat. Alguns fazem parte de programas educativos e outros são treinados para se exbirem ao público, como as orcas e os leões marinhos, parte que ainda gera polêmica mundo afora. De qualquer forma, os animais que chegam diretamente da natureza, por causa de ferimentos ou mesmo por terem sido achados fora de seus ambientes comuns, têm de ser devolvidos à natureza quando em condições. Alguns nunca voltarão, como uma tartaruga que perdeu a mandíbula ou outros gravemente feridos, que ficam no “hospital” do parque.

Todos os animais que fazem parte de programas apoiados pelos parques Sea World têm pelo menos um exemplar para exibição ou programas educativos.

Em dois dias no Busch Gardens, em Tampa, e no Sea World, em Orlando, eu e mais 13 jornalistas do Brasil e mais outros tantos do mundo todo tivemos agradáveis experiências com bichos de todos os tipos. Confira abaixo. Em tempo: nunca mais coloquem brasileiros e alemães no mesmo ônibus. Pode acabar em incidente diplomático. Risos. A frase da viagem, dita por um alemão: “vocês brasileiros são muito alegres, pena que nunca chegam no horário”. Isso porque demoramos meia hora a mais para voltar ao ônibus, em um evento que, por problemas técnicos, atrasou três horas. Ou seja, eles chegaram na hora no ônibus, mas andaram apenas uma vez na montanha-russa. Nós checamos e Cheetah Hunt três vezes (é óootima). Deu vontade de cantar: “tristeza, por favor vá embora…”.

Mas esse post é sobre animais selvagens… quer dizer, sobre animais. Bom, é sobre esses caras aí embaixo… (FOTOS: EMERSON DE SOUZA, que está virando habitué em Orlando)

O fofo e grande leão marinho do Sea World com os jornalistas do Brasil

Lontrinha fofa

Calma…é só um bocejo

Tartaruga raga (se não me engano sua esp’ecie chama-se Kemps), s’o vista no Golfo do México, esperando ficar boa do joelho, para voltar ao mar

As baleias do novo show One Ocean (voltarei a ele em novo post), do Sea World Orlando

O urso polar não está nem aí pra essa história de interatividade

As arraias estão por diversas partes do Sea World e do Discovery Cove, incluindo partes de interatividade

O restaurante Sharks Grill, no Sea World, serve uma deliciosa carne de tubarão… hehe… brincadeira, calma… eles ficam em um aquário enorme que circunda o restaurante. Não sabemos se comemos ou ficamos tirando fotos. Incrível

Ops, o que isto está fazendo aqui? Esse é só decoração… Mas o Sea World tem uma atividade que inclui mergulho em uma gaiola, para se chegar bem perto dos tubarões. Fica para a próxima

O aardvark (ou bicho da terra, porco da terra, porco-formigueiro, entre outros nomes) é um dos embaixadores do Busch Gardens e está no programa educativo. Aqui, nos braços da bióloga brasileira Aline

Tatu-bola

Não sei o motivo, mas não gosto de flamingos… Meio cafonas, não? Mas aqui estão eles em momento interativo… Prefiro os pinguins, que desta vez não vi…

Girafas atacam caminhão do safári no Busch Gardens… Mas é um ataque pacífico. Elas veem o caminhão e sabem que tem comida: grandes folhas de alface que os turistas dão para elas

Agora já posso escrever pro meu amigo “girafo”. Me passou e-mail, twitter, facebook…

Os guepardos são as novas estrelas no Busch Gardens, graças à nova área que inclui a montanha-russa Cheetah Hunt e a apresentação Cheetah Run, que infelizmente, devido aos atrasos na abertura da montanha-russa, não pudemos assistir

O que eu estou fazendo em Tampa??? Australia is sooooo far away, mate

Sem piadas e caras de espanto, por favor… É que o Gabriel, que está usando crachá de Eric, foi nosso motorista no safári e quis me mostrar a cobra no evento de abertura… Peguei por educação. E depois ele me deu um gelzinho para higienizar a mão… Tudo muito civilizado. Ah, e me lembro que no Pantanal, eu coloquei uma no pescoço, tirei foto e não tinha gelzinho não… Vou procurar essa foto… Bom, prato cheio para piadinhas essa foto

Esse não pude pegar no colo…

Viagem a convite do Sea World Parks, via Delta Air Lines, com proteção GTA

UM POUCO DE SAN FRANCISCO

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Na correria de uma feira e saindo da cidade um dia antes do evento terminar, fica difícil explorar San Francisco… Mas consegui ver e rever cenários inesquecíveis. Ainda bem que já conhecia a cidade, pois assim não fica aquela ansiedade para se conhecer tudo. A cidade é linda, acolhedora e, se o frio permitir, convida a ficarmos ao ar livre. Charmosa com seus bondes, bairros e ladeiras, tem um ponto negativo que nos chamou a atenção no Pow Wow: muitos mendigos e bêbados nas ruas…

Veja abaixo alguns flashes de San Francisco.

Primeira visão da ponte, a caminho de Sausalito… tirada do ônibus em movimento.

Acima, duas fotos do parque de Muir Woods, com suas gigantescas árvores e um clima bastante agradável

A Levis nasceu em San Francisco e essa calça jeans é a mais antiga do mundo – data de 1879 – valor do seguro: US$ 150 mil

Torre do relógio no Ferry Building, que funciona como mercado, shopping e estação de barcas

Alamo Square. As sete casas em estilo vitoriano ao fundo já foram cenário para vários filmes, como O Primeiro Ano do Resto de Nossas Vidas. São conhecidas como as Sete Irmãs. A vista a partir da praça é belíssima

Alguém deixou o primeiro sapato na Alamo Square, plantas nasceram dentro dele e virou uma mania bem criativa…

Começo do passeio de helicóptero

Passando por debaixo da Golden Gate – a hélice do helicóperto quase se confunde com a ponte

Twin Peaks, ponto mais alto da cidade, e belo mirante

Alcatraz

Viagem a convite da US Travel Association, via Delta, com proteção GTA