PARECE QUE FOI ONTEM…

Em 2009, quando Solange Vabo completou 30 anos de carreira no turismo, escrevi um artigo especial que foi publicado no Jornal Panrotas, e o próprio Artur também publicou uma outra matéria em 12/11/2009 no Portal Panrotas, sobre o feito.

Naquele momento, parecia que Solange poderia desacelerar seu ritmo frenético de trabalho, como presidente de duas empresas, a Solid Corporate Travel e o Reserve Systems.

10 anos depois, neste final de 2019, Artur decidiu contar os 40 anos de carreira da Solange em uma nova matéria, mais detalhada, associando sua trajetória pessoal e profissional com a evolução da tecnologia no turismo no Brasil, tema que conseguiu retratar, com maestria e poesia, em 6 páginas (34 a 39) da Edição 1398 – Especial PANROTAS 45 Anos e na matéria de 12/11/2019 no Portal Panrotas.

Em homenagem a este momento único, vou tentar testemunhar o que significa viver ao lado de uma pessoa que, enquanto profissional, não é ligada a modismos e faz tudo diferente do que reza a atual escola de empreendedorismo, uma executiva que acredita que o esforço está acima do talento, que trabalhar duro é o caminho do sucesso, que dedicação total a um desafio é o principal meio de conquistá-lo, que os deveres vêm antes dos direitos, que integridade está acima de tudo, que vale a pena sacrificar momentos de lazer por um propósito maior, que resultado é igual a receita menos despesa, que acredita nas pessoas e em relações duradouras, que dinheiro não leva desaforo pra casa, que meta existe para ser batida, que errar é humano e insistir no erro é desumano, que dedicar-se à carreira é uma prova de amor à família…

Sim, Solange Vabo sempre foi uma workaholic (embora ela negue) típica, um comportamento que chega a ser questionado nos dias de hoje, pois agora o mais importante é viver a trajetória (live the ride), pois acredita-se que “deve-se curtir a vida enquanto constrói-se o futuro, o nosso e o de quem está conosco”, mesmo que, na realidade, nem sempre seja possível fazê-los simultaneamente.

Eu com Solange Vabo e Artur Andrade, na visita do Artur ao Reserve para a entrevista

A verdade é que não foi isso o que vivemos desde 1979, tempo em que estamos juntos, num relacionamento iniciado 10 anos antes, quando nos conhecermos, ainda crianças, numa escola pública no subúrbio do Rio de Janeiro.

Solange sempre foi uma obstinada por desafios, quanto mais difícil, aparentemente insolúvel ou de resolução improvável, mais se anima a encarar, característica de uma empreendedora de raiz, aquele tipo de empresário que não teve a oportunidade de estudar gestão corporativa, empreendedorismo sustentável ou tecnologias disruptivas, mas, apesar disso, construiu uma carreira incrível baseada justamente nesses 3 temas.

Fernando Slomp, Jane Terra, Solange Vabo e Dilson Verçosa, provavelmente em 1988

Casada aos 20 anos (Luís Vabo), mãe aos 24 anos (Vabo Junior), diretora de uma TMC aos 26 anos (Avipam), empreendedora aos 34 anos (Solid), inovadora aos 43 anos (Reserve), aceleradora aos 57 anos (MyView), mãe mentora e filha acolhedora, onde Solange superou-se mesmo foi na missão de ser a melhor companheira de vida que eu jamais sonhei merecer.

Hoje aos 58 anos, muito bem vividos, sinto que só lhe falta um troféu para coroar uma vida dedicada ao trabalho, às realizações e às conquistas…

.

P.S.: temos um encontro marcado aqui em 12/11/2029…

Published by

Luís Vabo

Entusiasta da inovação, do empreendedorismo e da alta performance, adepto da vida saudável, dos amigos e da família, obstinado, voluntário, esportista, apaixonado e exagerado. Sócio e Presidente do Reserve 💲 Sócio da Solid ✈️ Sócio da MyView 🚁 VP da Abracorp VP da ABAV Nacional

4 thoughts on “PARECE QUE FOI ONTEM…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *