Empreendedorismo (1)

A criatividade e o espírito empreendedor do brasileiro me impressionam cada vez mais. Basta observar as iniciativas que pipocam, de tempos em tempos, no mercado de turismo. Tão logo é identificada uma nova demanda, surge um meio mais eficaz para se distribuir o produto ou serviço demandado.

Um serviço que sempre enfrentou resistência para ser distribuído pelas agências de viagens, a não ser aquelas especializadas no segmento, tem sido a venda de passagens rodoviárias. Com a internet, algumas ideias começaram a surgir, desenvolvidas por empresas independentes ou vinculadas às transportadoras rodoviárias tradicionais.

Chamou-me a atenção o Webpassagens, lançado no final de março e anunciado no Panrotas, como primeiro portal consolidador de vendas de passagens rodoviárias do Brasil e que já nasceu integrando o conteúdo de sete transportadoras rodoviárias, entre elas a Útil, a Cometa e a 1001.

Num mercado em que consolida-se de tudo via web, como passagens aéreas, reservas hoteleiras, locação de carros etc, consolidar passagem rodoviária online chega a ser um tanto óbvio, se considerarmos este gigantesco mercado. Apesar disso, até onde sei, ninguém ainda havia apresentado um serviço online de qualidade nesta área, com poder de aderência suficiente para atrair tanto os passageiros usuários quanto os agentes de viagens.

Navegando no Webpassagens, percebe-se facilmente que existe ali a experiência de análise do negócio passagens aéreas. O motor certamente foi concebido tomando como referência o mercado de transporte aéreo, incluindo disponibilidade, tarifação, mapa de assento (neste caso, de ônibus), reserva e emissão da passagem.

Tão logo a operadora responsável por este produto lance o portal específico para os agentes de viagens, prometido para as próximas semanas, será mais um serviço a ser oferecido ao cliente da agência, seja para viagem de turismo ou corporativa. Falta agora (1) conhecer a política comercial para a remuneração do agente e (2) saber se os preços via agência de viagens serão iguais aos da compra direta pelo Webpassagens.

O sucesso da distribuição deste novo serviço pela imensa rede de agências de viagens talvez resida nas respostas a estas 2 perguntas.

Published by

Luís Vabo

Entusiasta da inovação, do empreendedorismo e da alta performance, adepto da vida saudável, dos amigos e da família, obstinado, voluntário, esportista, apaixonado e exagerado.💲Presidente do Reserve ✈️ Sócio da Solid 🚁 Sócio da MyView 🔌 Sócio do Ligaí VP da Abracorp e da ABAV Nacional.

5 thoughts on “Empreendedorismo (1)

  1. Luis, muito pertinente seu texto. Realmente é mais uma ferramenta que vai trazer grande benefício para o usuário dessa modalidade de transporte bem como aumentar a capilaridade de produtos na distribuição do agente de viagens.

    1. Flávio,
      Esta é exatamente a minha percepção. Trata-se de mais um produto para o agente de viagens oferecer ao seu cliente.
      Para vencer a resistência histórica do agente a este tipo de produto, bastará que as respostas da J3 Operadora às perguntas formuladas, apontem no sentido de estimular comercialmente a distribuição via agência de viagens.
      A bola está com eles.
      Luís Vabo

  2. Estimado Luis, estimulante noticia, que no meu entender deve se restringir tão somente para o usuario direto, sem envolvimento de agencias de viagens. Imagine o caos de controles que causaria, e os riscos que viriam juntos, levando em conta que qualquer coisa que saia errado, “o agente é o culpado”, enquanto não se regularizam as responsabilidades de maneira coerente e correta.
    Hoje, a maioria das agencias já se deparam com tantos e tantos desaforos para receber comissões, imaginemos se forem de vendas rodoviarias.

    1. Rocco,
      Penso que os entraves que você elencou são parte dos motivos pelos quais os agentes de viagens resistem a vender este produto.
      Entretanto, estou certo que a tecnologia poderá remover estes entraves, bastando que haja o estímulo comercial necessário para isto.
      Ou seja, com tecnologia e estímulo à distribuição, acho que pode ser um bom negócio.
      Luís Vabo

  3. Luis, o Webpassagens é o primeiro portal a usar a solução tecnológica desenvolvida pela J3. Sem dúvida, dois empreendimentos pioneiros: o primeiro “GDS” (J3SYS) e o primeiro portal (Webpassagens), ambos dedicados exclusivamente à distribuição de passagens rodoviárias.
    A tecnologia e o modelo, já homologados, têm três focos principais:
    – Gerar novos negócios para as agências e portais;
    – Ampliar a malha de distribuição das autoviações, hoje com baixíssimo índice de participação de vendas através de canais indiretos; e
    – Gerar benefícios aos consumidores. A “importação” para o modal rodoviário de práticas consagradas na distribuição de passagens aéreas e a oferta de serviços inovadores (ex: entrega e cobrança domiciliar de passagens) simplificarão substancialmente os processos de compra e embarque.
    Na próxima semana teremos o lançamento de um novo portal – Passagem Rápida – também dedicado à venda de passagens rodoviárias. É o início de uma nova era, com grandes oportunidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *