SAÚDE E BUSCA DA FELICIDADE

Após assistir a palestra do Marcio Atalla durante o LACTE9, andei revisitando o assunto “saúde, boa forma e qualidade de vida” e encontrei, entre diversos outros bons autores, um texto simples, objetivo e direto do Dr. Fernando Lucchese, cirurgião cardiovascular gaúcho, especialista com centenas de trabalhos publicados.

Assim nos ensina o Dr. Lucchese:

Saúde é o bem-estar:
– físico
– mental
– psíquico
– familiar
– financeiro
– profissional
– ambiental
– espiritual

São as doenças da alma que causam doenças no corpo, incluindo o trio maléfico:
– raiva
– inveja
– vaidade

De todas as mortes, 70% ocorrem por:
– infarto
– acidentes cerebrais
– câncer

Os quais são provocados:
– pelo que comemos e bebemos
– pelas emoções
– pela genética
– pelo ar que respiramos

São 4 os macro-fatores que prolongam a vida (como também nos ensinou o Marcio Atalla):
– assistência médica = 10%
– genética = 17%
– meio ambiente = 20%
– estilo de vida = 53%

Estilo de vida é a gestão do prazer e da felicidade e a maior parte das atitudes para melhorar seu estilo de vida dependem somente de decisão e gerenciamento, não de dinheiro.

Os 5 fatores que afetam a felicidade, não necessariamente nesta ordem:
– família
– saúde
– trabalho
– amigos
– dinheiro

Nos séculos 18 e 19 a motivação principal do trabalho era a satisfação do dever cumprido e dinheiro vinha em segundo lugar. No século 20 o dinheiro torna-se o maior motivador do trabalho. No século 21 o dinheiro retorna ao segundo lugar.

Trabalho não mata. O que mata é a forma como o encaramos.

A comparação entre o poder aquisitivo das pessoas é que sempre produziu a sensação de infelicidade, fato agravado com a disseminação da TV e, mais recentemente, da internet, que também geram o consumismo que aumenta ainda mais a insatisfação, num tremendo círculo vicioso.

Há duas maneiras de ser rico: possuir muito ou contentar-se com o que se tem, pois se estou feliz com o pouco que tenho, então sou rico…

O sucesso de uma empresa não se mede só pelo balanço, mas principalmente  pelo índice de satisfação de patrões e empregados. Felicidade faz bem para o patrão e para o empregado, porque pessoas felizes são mais criativas e mais produtivas.

A busca da felicidade é o único compromisso do ser humano com a vida.

Será possível programar a felicidade? Sim, minimizando os aspectos negativos da vida e focando só o lado positivo.

Mas, quem consegue?

.

Published by

Luís Vabo

Entusiasta da inovação, do empreendedorismo e da alta performance, adepto da vida saudável, dos amigos e da família, obstinado, voluntário, esportista, apaixonado e exagerado. Sócio e Presidente do Reserve 💲 Sócio da Solid ✈️ Sócio da MyView 🚁 VP da Abracorp VP da ABAV Nacional

13 thoughts on “SAÚDE E BUSCA DA FELICIDADE

  1. Luíz,

    Ótimas colocações. Um livro que ajuda a elucidar alguns questionamentos sobre como enfrentamos o trabalho: “O caminho da Habilidade” – Tarthang Tulku.Vale a leitura!
    Grande abraço.
    João Felipe Souza

  2. Querido Luís,
    Adorei a reflexão para começar mais um dia na correria !!!
    De tudo tenho duas grandes certezas: falta de saúde derruba qualquer coisa, mas uma família unida e amorosa, cheia de amores incondicionais como o da Sophia, por exemplo, segura qualquer coisa. Você irá concordar mais ainda comigo quando surgir uma Sophia na tua vida ! Beijos e um bom dia. (de forma nenhuma é recadinho para Vabo Jr !!!!)

    1. Oi Helo

      Para um bom entendedor, um terco de palavra basta!

      Mas nessa aqui vou fingir que não é comigo! =)

      Quem sabe na copa do mundo??? Da russia!!! Em 2018!!! Hahahahahahah

      Bjs
      VJ

  3. Caro Vabo
    Belissimo este post, onde todas as formulas do bem viver estão pontuadas, apenas a meu ver faltou um ingrediente que corrompe os demais, o PODER este quando associado a todos os outros que são beneficos, acaba anulando na maioria das vezes a atuação dos demais.
    No mundo atual, os individuos quando são investidos de alguma forma de PODER, se transformam e nem sempre para o lado positivo, pois agrega egos, dinheiro e egoismo.
    Já se foi o tempo em que nossos valores eram mensurados com pequenas conquistas, outros itens substituiram a humildade que hoje está em desuso. Respondendo a tua pergunta, SIM eu consigo programar a minha felicidade (nos meus padrões), pois procuro NÃO ME CONTAMINAR com nenhum aspecto NEGATIVO e PERNICIOSO que possa se apresentar, logico que nem sempre é possivel, mas faço grande esforço para manter o meu mundo mais light,
    forte abraço

    1. Querido Rocco,

      Acredito que a família e os amigos verdadeiros são os reais portos seguros contra a contaminação do poder.

      Convivo em rodas de poderosos, mas mantendo minha independência e minha crença na representatividade genuína, aquela definida pelo voto.

      []’s

      Luís Vabo

  4. Caro Luis Vabo, vce como é conhecedor do assunto poderia me tirar uma dúvida? Vi esta materia e me pergunto ? a NDC vai subtituir o BSP ?
    desculpe sei que não tem nada a ver com a materia do post, mas fou a maneira que achei para poder me comunicar com vce!u

    NDC é evolução, não revolução“, diz CEO da Iata
    O novo sistema que a Iata desenha, o NDC (New Distribution Capability), com o objetivo de reunir em uma só ferramenta passagens aéreas e ancillaries de todas as companhias membro, foi definido pelo CEO da Iata, Tony Tyler, como uma evolução. “Não se trata de uma revolução, mas uma evolução”, disse o executivo, que fez ainda um mea culpa em relação aos questionamentos de associações de agentes de viagens mundo afora quando o assunto é o NDC.

    1. Mauricio,

      O NDC é a bola da vez entre as tecnologias disruptivas na distribuição de viagens e turismo.

      Ou seja, está mais para uma inovação, mas com potencial para causar uma revolução na distribuição do conteúdo aéreo, impactando GDSs e outros sistemas de reservas, agências de viagens e operadoras de turismo, entre outros players do mercado.

      O NDC será tema do Forum Panrotas 2014.

      Nos vemos lá.

      []’s

      Luís Vabo

    1. É verdade, Moris,

      E ao quarteto maléfico (raiva, inveja, vaidade e ganância) eu ainda acrescento a arrogância.

      E temos um quinteto maléfico entre as doenças da alma que causam doenças no corpo…

      []’s

      Luís Vabo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *