Vindima: como aproveitar a colheita das uvas na Serra Gaúcha

Programando viagem para a Serra Gaúcha neste verão? Então aproveite para incluir a vindima 2020 em seus planos. A colheita das uvas aberta ao público chega à 11ª edição atraindo turistas do Brasil todo. É a oportunidade para conhecer um pouco mais da cultura local e viver uma experiência gastronômica indescritível!

O que é a vindima da Serra Gaúcha?

Vindima: como aproveitar a colheita das uvas na Serra Gaúcha

Vindima é o nome que se dá à colheita de uvas para a produção de vinho. Aqui no Brasil, o período coincide com o início do ano, pois as altas temperaturas oferecem as condições ideais para a safra.

Essa é uma época de muito trabalho. As vinícolas do Vale dos Vinhedos, na Serra Gaúcha, operam em ritmo acelerado. Porém, o momento também serve para reviver as tradições italianas, que chegaram por aqui junto com os primeiros imigrantes, no século 19.

Os participantes da vindima fazem bastante festa, com direito a música típicarefeições fartas e até piqueniques em meio aos parreirais. Tudo isso para celebrar o legado dos colonos, que abriram caminho para tornar o Sul do país uma das regiões viticultoras mais importantes do continente.

Quando acontece a vindima?

Vindima: como aproveitar a colheita das uvas na Serra Gaúcha

As datas oficiais da vindima na Serra Gaúcha podem variar de um ano para outro, mas sempre ocorrem durante o verão. Em 2020, a experiência acontece entre 17 de janeiro e 17 de março, conforme a disponibilidade de cada local.

Vale lembrar que a colheita das uvas é realizada em diversas vinícolas dos municípios de Bento GonçalvesGaribaldi e Monte Belo do Sul. Algumas propriedades abrem ao público apenas nos fins de semana, enquanto outras proporcionam passeios em dias úteis. Portanto, vale a pena se informar direitinho antes de planejar o itinerário.

Como aproveitar a vindima na Serra Gaúcha?

Vindima: como aproveitar a colheita das uvas na Serra Gaúcha

O roteiro pelo Vale dos Vinhedos é uma experiência que aguça todos os sentidos. O aroma doce de uva preenche o ar. A paisagem ganha um colorido especial. Além disso, é possível pôr as mãos na massa – ou melhor, os pés na fruta – como os antigos faziam. Confira algumas opções de atividades:

Passeios pelas vinícolas

Você pode começar sua incursão com um tour por uma das fábricas. Os guias ensinam como funcionam todas as etapas do processo de fabricação de vinho, do campo ao envase. O percurso, como não poderia deixar de ser, termina com degustação das bebidas locais: vinhos, espumantes e sucos.

Refeições harmonizadas

Algumas empresas também oferecem almoços e jantares exclusivos. Os pratos requintados, elaborados por chefs de cozinha, ganham o acompanhamento dos melhores rótulos do Vale dos Vinhedos. Essa é uma forma de experimentar todo o potencial de sabor que o vinho gaúcho pode conferir à mesa.

Importante: os encontros são disputados e possuem vagas limitadas. Faça sua reserva com antecedência!

Colheita e pisa das uvas

Ok, jantares chiques podem ser uma delícia, mas o verdadeiro espírito da vindima está no campo. É entre as parreiras, ou vinhas, que surge o diferencial dessa experiência.

Os visitantes aprendem a técnica para colher os cachos de uva sem danificá-los. Depois, podem ajudar no trabalho. Dá uma satisfação danada ver o cesto se encher de frutinhas suculentas!

Em seguida, vem a parte mais divertida, a da pisa das uvas. Esse é o método antigo, que os primeiros imigrantes italianos usavam para obter a bebida.

O procedimento é aquele mesmo que você já viu em filmes e novelas. Consiste em entrar num recipiente cheio de uvas e, então, pisoteá-las até que elas virem suco. A trilha sonora fica por conta das músicas tradicionais. Uma verdadeira festa!

Piquenique no parreiral

A função na lavoura exige bastante energia. Por isso, os lanches coloniais sempre são bem reforçados. E quem participa da vindima pode saborear essas gostosuras no campo, mesmo.

O cardápio inclui pão italianoqueijosalame e grostoli, doce tradicional na Serra Gaúcha. Também não podem faltar as uvas in natura e, claro, uns goles de vinho ou espumante entre uma bocada e outra.

Festas

Os municípios envolvidos na vindima, especialmente Bento Gonçalves e Garibaldi, programam grandes festividades para o período de colheita das uvas. A música tradicional italiana é o som mais característico, mas tem até show de rock em algumas ocasiões. Atração para toda a família!

Venha para a vindima no Vale dos Vinhedos!

Vindima: como aproveitar a colheita das uvas na Serra Gaúcha

Agora que você já sabe o que significa vindima e o que dá para fazer nessa época do ano, resta encontrar o pacote turístico ideal, né? Pois temos uma oportunidade imperdível.

Quem se hospeda em Gramado e Canela pode conhecer o Vale dos Vinhedos com a Brocker. Nosso tour de um dia oferece uma experiência completa com toda a comodidade que você merece.

O passeio dura aproximadamente oito horas. Nós buscamos você em seu hotel e, após isso, pegamos estrada rumo à Vinícola Miolo, uma das mais ilustres de Bento Gonçalves.

Lá, você conhecerá o parreiral modelo e as instalações da fábrica. Junto a isso, tem a pisa das uvas e o merendim, um lanche italiano com iguarias de dar água na boca. Para completar, uma apresentação musical resgata o verdadeiro espírito italiano e anima ainda mais o grupo.

Todo o giro pela Vinícola Miolo é acompanhado de guia. O pacote ainda inclui traslado de volta para seu hotel ou pousada na Região das Hortênsias.

Bateu o interesse? Então programe-se: a vindima no Vale dos Vinhedos com a Brocker é realizada às quartas-feiras e aos sábados, em datas de janeiro a março de 2020. Menores até 5 anos não pagam e crianças entre 6 e 11 anos pagam valor diferenciado. 

Vale lembrar que a cidade de Bento Gonçalves é ponto de partida para outra atração turística superlegal: o passeio de Maria Fumaça. A jornada de trem, carregada de nostalgia e surpresas, já se tornou obrigatória para quem estende a temporada de férias na Serra Gaúcha. Fica a dica.

Esperamos que o artigo de hoje tenha inspirado você a incluir o Vale dos Vinhedos no roteiro de viagem do próximo verão. Quer saber o que fazer em Gramado e Canela? É só continuar de olho no nosso blog. Até a próxima!

Published by

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *