Nizuc e a hotelaria mexicana de primeira linha

Não dá para negar que Cancun tenha andado em baixa no fluxo de brasileiros nos últimos anos. Depois de tanto tempo como queridinho nacional, recebendo hordas de turistas todos os anos, Cancun testemunhou considerável queda no número de brasileiros que visitam o destino – principalmente no mercado de luxo. A zona hoteleira se massificou, adolescentes americanos bêbados tomaram boa parte do boulevard em alguns períodos do ano e os hotéis de luxo da orla já precisam de remodelação há um tempo. Com razão, ganharam espaço os charmosos hotéis boutique de Playa de Carmen e os novos hotéis do complexo hoteleiro de luxo de Mayakoba.

Mas há esperança para o turismo de luxo em Cancun, sim (o destino, aliás, deve ganhar novo fôlego entre brasileiros a partir de meados de 2019, quando voltaremos a ter voo direto do Brasil para lá). E essa esperança atualmente atende pelo nome NIZUC. Convidada a experimentar e avaliar o hotel em outubro passado, pude comprar que o charmoso hotel, parte do portfólio da Preferred Hotels, enfim trouxe a hotelaria mexicana de primeira linha de volta à cidade.

Localizado a menos de 15 minutos do aeroporto de Cancun, o Nizuc ganha pontos já na largada pro estar instalado com exclusividade na linda Punta Nizuc, sem qualquer grande shopping ou balada na vizinhança. Tem hóspede que mal deixa o hotel durante a estadia, mas vale saber que o “entertainment district” de Cancun está a 20 minutos de carro e o hotel é base excelente para passeios clássicos da Riviera Maya, como as ruínas de Tulum ou Chichén Itzá, as esculturas subaquáticas do MUSA ou um dos muitos cenotes da região.

Foto: Mari Campos

Típico hotel-destino, que já vale a viagem por si só (falo mais sobre isso neste texto aqui), o resort ocupa 29 acres de uma antiga propriedade governamental banhada pelas águas transparentes do Caribe, jardins tropicais e uma imensa área de mangue protegida. Não à toa, o Nizuc foi eleito um dos 10 melhores resorts do México por publicações internacionais como a Travel+Leisure – com o adendo importantíssimo de, na maior parte do ano, ter preços bem mais convidativos que hotéis de mesmo nível em outros cantos do país.

O design premiado conta com uma entrada super imponente, com direito a muita madeira e pedra em todo o resort, mesclando com perfeição o design contemporâneo mexicano com o minimalismo asiático. O paisagismo tropical, do manguezal à beira-mar, também merece destaque.  No total, são 274 acomodações distribuídas entre suítes e vilas – sempre com muito espaço e luz natural, e contando com incríveis banheiras, serviço de mordomo e piscinas privativas na maior parte delas. O resort também é totalmente “access-friendly”.

Detalhe do belo lobby do Nizuc. Foto: Mari Campos

A maior vantagem é que a propriedade é tão grande e tão bem planejada (com tantos espaços diferentes) que, apesar das quase três centenas de quartos, não passa a ideia de “lotada” nem mesmo quando está em sua ocupação máxima. Além de duas prainhas privativas simplesmente deliciosas, com direito a bancos de areia, água turquesa e esportes aquáticos como snorkel e kayak incluídos, o Nizuc conta com cinco piscinas, sendo uma exclusiva para adultos. Aliás, o hotel é family friendly, com excelente kids club incluído, mas consegue muito bem manter uma aura de romance na maior parte do hotel (o menu de atividades românticas, aliás, é extenso, incluindo jantares privativos à beira-mar, pé na areia).

Somem-se a isso duas quadras de tênis, 3 lounge bars com vistas perfeitas para o por do sol (incluindo um com música cubana da melhor qualidade ao vivo) e seis restaurantes caprichadíssimos: Ramona, para autêntica comida Mexicana com twist contemporâneo; Indochine, um asiático irretocável, perfeito para o jantar; Terra Nostra, de cozinha mediterrânea com óbvio destaque para pratos italianos, tudo feito lá mesmo, que serve também um famoso brunch de domingo; Ni, o adorável restaurante peruano do hotel, de ambiente super casual e ceviches simplesmente irretocáveis, perfeitos para os dias quentes da Riviera; Café de la Playa,  o restaurante do café da manhã de todo dia, com gigantesco bufê cheio de “corners” diferentes (e mimosas incluídas todos os dias); e o La Punta Grill & Lounge, à beira da piscina exclusiva para adultos, é ótima opção para pratos leves e grelhados, dia e noite.

As espetaculares banheiras “soak in” do quartos do Nizuc. Foto: Mari Campos

Além das muitas atividades incluídas diariamente na programação “oficial do resort” (incluindo degustação de vinhos mexicanos semanalmente), diversos outros programas podem ser organizados privadamente, de cooking classes e “tequila journeys” a passeios privativos em barcos que saem do próprio píer do hotel.  E é recomendadíssima ao menos uma visita ao seu ESPA-spa durante a estadia: além do excelente menu de massagens com produtos naturais e diversas terapias de raízes mexicanas, o spa conta também com uma incrível área de hidroterapia, imensa e incrivelmente bem coordenada (incluindo uma mini massagem de 10 minutos no final!), como nunca vi em nenhuma outra propriedade.

Mas o maior patrimônio do Nizuc, a meu ver, fica por conta de seu numeroso e sempre cálido staff. Todo hóspede, visitante ou outro membro do staff é sempre saudado com o icônico cumprimento da mão pousada sobre o coração em semi-reverência, que já virou marca registrada do resort.  Exceto pelo serviço de praia (que poderia ser mais caprichado, com funcionários mais atentos e mimos como água mineral gelada cortesia, como tantos outros resorts similares fazem), o serviço em geral é consistente, simpático, afável e antecipador de vontades e necessidades. Belo hotel.

Dá para ler mais sobre minha estadia no Nizuc aqui.

Dá para ler mais sobre resorts no México aqui.

Acompanhe também nossas novidades nos perfis Instagram @HotelInspectors , facebook @HotelInspectorsBlog e  Twitter @InspectorsHotel.

Vista aérea do Kudadoo Maldives, nas Maldivas

Os novos hotéis de luxo mais esperados para 2019

A International Luxury Travel Market (ILTM) North America cresceu, triplicou de tamanho em relação ao seu formato original e chegou aos 7 anos sem sinais de crise. Realizada no fim de setembro na Riviera Maya, esta foi a primeira edição da feira de viagens de luxo inteiramente voltada para o mercado de compradores da América do Norte, um dos mais consistentes do mundo. Propriedades independentes, pequenos grupos de hotelaria e grandes redes apresentaram muitas aberturas e projetos de hotéis de luxo para até 2021. Escolhi quatro de estilos bem diferentes, dois para o finalzinho deste ano e dois para a primeira metade de 2019.

Uma seleção de novos hotéis de luxo para ficar de olho

Kudadoo, Maldivas. Já estava acompanhando este hotel pelo Instagram. O que primeiro me chamou a atenção foi seu alto comprometimento com sustentabilidade (melhor, o que primeiro me chamou a atenção foi a vista aérea que está no alto deste post). Não dá mais para chamar compromisso com meio ambiente de tendência, mas depois de ido a todas às ILTMs no México, com exceção da primeira, sem dúvida este foi o ano em que a maioria dos hotéis, pequenos e grandes, fez questão de falar claramente sobre sustentabilidade.

Villa com piscina do Kudadoo Maldives, nas Maldivas
Kudaddo, um dos novos e mais esperados hotéis de luxo. Todas as villas têm piscina privativa / Foto de divulgação

Além de painéis de captação de energia solar dispostos em forma de obra de arte no teto da única construção na ilha (entre outras medidas sustentáveis), o Kudadoo Maldives Private Island by Hurawalhí, seu nome completo, tem apenas 15 villas overwater, todas com piscina. Tudo está incluído: refeições, bebidas alcoólicas e atividades aquáticas. As diárias têm preços equivalentes aos do Brando, na Polinésia Francesa (leia aqui sobre hotéis de luxo em Bora Bora). Os hóspedes do Kudadoo podem aproveitar as facilidades do Hurawalhí, a cinco minutos de lancha, inclusive o famoso restaurante envidraçado debaixo d’água (cobrado à parte) deste resort vizinho. A abertura do Kudadoo está programada para 1º de dezembro deste ano. Kudadoo e Hurawalhí fazem parte do pequeno grupo local Crown & Champa, com dez hotéis nas Maldivas.

Fachada Hotel Omm, Barcelona
Fachada do Hotel Omm, no Passeig de Gracià, Barcelona: novo Sir Hotel / Foto de divulgação/Rafael Vargas

Hotel Omm, Barcelona. Outro pequena rede hoteleira, a EHPC, baseada em Amsterdã, comprou o Omm, um símbolo do Passeig de Graciá que foi também a casa barcelonesa dos irmãos Roca, do premiado restaurante El Celler de Can Roca, em Girona. O hotel reabrirá em 2019 repaginado, sob a nova administração e com um novo nome. A Europe Hotels Private Collection tem três marcas e 12 hotéis em seis cidades: Amsterdã, Barcelona, Berlim, Haia, Hamburgo e Ibiza.

As duas novidades são os hotéis na Espanha. Sir Joan abriu em Ibiza no verão europeu deste ano, e já foi descoberto pelos brasileiros. Mais ou menos na mesma época, o grupo comprou o Hotel Omm, instalado há 15 anos em um dos prédios mais conhecidos do Paseig de Graciá, no Centro de Barcelona, com vistas para construções de Gaudí como Casa Milà (La Pedrera) e Sagrada Família. Tudo será renovado: 91 quartos, terraço com piscina, spa, bar e restaurante. Um novo ciclo começa quando o hotel reabrir na primeira metade de 2019 sob a marca Sir Hotel. O nome ainda não foi anunciado. Nos próximos dois anos a EHPC pretende chegar também a Viena e Milão.

Belmond Cadogan Hotel London, Londres
Lobby do Belmond Cadogan Hotel, em um prédio histórico de Londres / Foto de divulgação

Belmond Cadogan, Londres. Para quem procura um cheiro de quarto novo na Europa no início de 2019, Londres é o destino. Na Sloane Street, o Cadogan Hotel consumiu o equivalente a mais de US$ 48 milhões de dólares em obras, que a Belmond prefere classificar como de restauração, e não de renovação. O prédio de 54 quartos é de 1887, e já teve Oscar Wilde como um de seus residentes. O restaurante será comandado pelo chef Adam Handling, escocês baseado em Londres que busca o desperdício zero. Mais um ponto a favor.

Leia mais sobre o Lutetia, hotel de luxo em Paris reaberto em julho de 2018.

Leia mais sobre os melhores bares de hotel em Londres aqui e aqui.

Fachada Raffles Singapore, Singapura
Raffles, ícone de Singapura que reabre em 2019 / Foto de divulgação

Raffles, Singapura. A reabertura deste hotel que já era incrível está prevista para meados de 2019. O Raffles Singapore entrou em obras ano passado, quando completou 130 anos. O Long Bar, ícone local e casa do clássico drinque Singapore Sling, já foi reaberto, com o famoso balcão restaurado. Entre as muitas novidades gastronômicas, o tradicional Bar & Billiard Room terá agora a assinatura do multiestrelado chef francês Alain Ducasse. Anne-Sophie Pic, outra chef francesa com três estrelas Michelin, estreia na Ásia com seu La Dame de Pic. Os dois chefs remetem à história do hotel, que foi o primeiro a levar a cozinha francesa à Singapura, no final do século XIX.

A cobertura da ILTM North America, na Riviera Maya, pode ser lida na edição impressa desta semana da Panrotas e também na versão digital no Portal Panrotas. O texto começa na página 20.

Leia mais sobre hotéis de luxo em Tulum .

Leia mais sobre hotéis de luxo em Cancún e na Riviera Maya.

Leia mais sobre outros hotéis de luxo em 2018.

Hotel Inspectors está também no Instagram @HotelInspectors, no facebook @HotelInspectorsBlog e no Twitter @InspectorsHotel. Obrigada pela companhia!

Hotel Esencia Tulum Playa del Carmen Riviera Maya

Alta costura e hotelaria de luxo se encontram na Riviera Maya

Grifes de moda já viraram hotel há algum tempo. Armani Hotels e Palazzo Versace são apenas dois bons exemplos de alta costura aplicada à hotelaria de luxo. Com o delicioso Esencia, escondido em uma pequena baía na Riviera Maya, aconteceu o contrário. O hotel boutique mexicano acaba de virar roupa grifada à venda em lojas de departamentos nos Estados Unidos.

Hotel Esencia Tulum Playa del Carmen Riviera Maya
A baía da Riviera Maya que abriga o Hotel Esencia e seus hóspedes famosos / Foto de Carla Lencastre

O estilista de Michele Obama inspirado pelo Hotel Esencia, na Riviera Maya

Encravado entre Playa del Carmen, balneário movimentado, e Tulum, praia com ruínas maias, o Esencia há uma década espalha suas espreguiçadeiras pela areia banhada pelo Mar do Caribe. Em 2014 foi comprado pelo dono atual, o empresário e colecionador de arte Kevin Wendle, que passou um ano e meio renovando o hotel. Desde então, Wendle coleciona também hóspedes famosos (principalmente artistas de Hollywood) e prêmios de revistas e sites especializados. Logo depois de concluída a reforma, o estilista Jason Wu costurou a sua parte para o Esencia entrar no radar de quem procura luxo fora da trilha mais batida.

Nascido em Taipé, criado em Vancouver e baseado em Nova York, Wu já era estilista famoso quando se tornou um favorito de Michelle Obama. Ficou ainda mais conhecido. Apaixonado pelo Esencia, escolheu o lugar para celebrar a união com Gustavo Rangel, parceiro de longa data. Com celebridades na lista de convidados e muitas fotos no Instagram, o hotel se destacou no mapa.

Mas o Esencia não foi apenas cenário de casamento para o estilista. Ele lançou agora uma coleção cápsula de roupas de primavera-verão com estampas e desenhos inspirados no lugar. São apenas 11 peças em algodão e seda, como vestidos, saias e camisas. A coleção Jason Wu x Hotel Esencia está à venda em lojas de departamento nos Estados Unidos como Saks Fifth Avenue, Nordstrom e Bergdorf Goodman e na boutique do hotel. O Instagram vai ajudando a espalhar a novidade, com fotos de atrizes e modelos vestindo as novas peças.

Hotel Esencia Tulum Playa del Carmen Riviera Maya
Um dos 40 quartos do Esencia: branco é sempre o tom predominante / Foto de Carla Lencastre

Quando o dia não é de festa, celebridades vão a este hotel low profile em busca da paz e da privacidade que só uma praia deserta como Xpu-Ha pode oferecer. Do conforto de passar alguns dias na casa rústica e chique construída por uma duquesa italiana e decorada com obras de arte. Da delícia de ter o melhor da cozinha mexicana a alguns passos da rede na varanda. Do azul-turquesa hipnotizante das águas do Caribe. E de inspiração.

Hotel Esencia Tulum Playa del Carmen Riviera Maya
Inspira, respira: vista para a floresta de um dos quartos do Esencia / Foto de Carla Lencastre

No final do ano passado, o Esencia chegou a 40 quartos e suítes. Não há dois iguais. Em comum, todos têm o branco como cor predominante e muitas janelas que emolduram os azuis do mar e os verdes da luxuriante selva da Península de Yucatán. Alguns oferecem varandas e chuveiros ao ar livre, outros dispõem de banheiras com vista para o Caribe e os jardins. Sempre com uma trilha sonora personalizada. As músicas do hotel foram escolhidas pelo DJ francês Michel Gaubert, especialista em trilhas para desfiles de moda de maisons de alta-costura como Chanel e Dior.

Hotel Esencia Tulum Playa del Carmen Riviera Maya
O verde invade também os banheiros / Foto de Carla Lencastre

Além de novas suítes, o Esencia inaugurou seu terceiro restaurante, Mistura. Instalado em uma palapa (construção com teto de palha) na praia, é comandado pelo chef Dimitris Katrivesis, grego que faz um mix de cozinha peruana e asiática com toques mexicanos. Em determinados meses do ano, o jantar pode até ser servido na areia. Mas não durante a alta temporada, no inverno, porque tartarugas marinhas fazem ninhos em Xpu-Ha.

Hotel Esencia Tulum Playa del Carmen Riviera Maya
Mistura, o mais novo restaurante do Esencia, de frente para o Caribe / Foto de divulgação

O adorável Esencia fica a apenas uma hora de carro ao sul do Aeroporto de Cancún e a um mundo de distância dos resorts all-inclusive da cidade. Não se deixe enganar pelas fotos do casamento de Jason Wu publicadas no Instagram com a hashtag #RangelWu. Rapazes sem camisa servindo shots de tequilla e modelos em vestidos de festa dentro das duas piscinas de frente para o mar estavam no Esencia apenas para a celebração. Até podem voltar, se você organizar uma fiesta por lá. Caso não, o dia a dia do lugar é dos mais tranquilos.

Para alguma agitação, a 20 minutos de carro ao norte fica Playa del Carmen, com barracas de praia sofisticadas, bons e movimentados restaurantes e animadas casas noturnas. Do século 13, as belas ruínas de Tulum estão ao sul, à beira-mar, a 30 minutos de carro. Mas lembre-se que de agora em diante o calor só aumenta, assim como a chuva. O risco de furacões na Riveira Maya é maior nos meses de setembro e outubro. Depois recomeça a alta temporada.

E como a região tem uma infraestrutura hoteleira impecável para todos os meses do ano, em breve vamos falar aqui sobre outros hotéis da Riviera Maya.

Leia aqui sobre resorts exclusivos para adultos no Caribe mexicano.

Leia aqui sobre hotéis de praia em Bora Bora, na Polinésia Francesa.

Leia aqui sobre novos hotéis de luxo para 2019 apresentados em feira realizada na Riviera Maya.

Para ficar por dentro destas e de outras histórias da hotelaria, acompanhe a gente no Instagram @ HotelInspectors, no facebook @HotelInspectors e no Twitter @HotelInspectors.