Baccarat Hotels

ILTM Latin America traz novidades da hospitalidade

Aconteceu na semana passada, no Pavilhão da Bienal em São Paulo, SP, mais uma edição da ILTM Latin America, o maior e mais importante evento sobre turismo de luxo na América Latina – para o qual tive novamente o prazer de ser convidada. Neste ano, a ILTM Latin America traz novidades da hospitalidade para os próximos meses e anos e reforça a volta (com tudo!) do interesse internacional no Brasil e nos turistas brasileiros.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

Ao longo da semana, com a participação de mais de 1.400 pessoas, foram realizadas mais de 23.600 reuniões de negócios, além de uma série de conferências de imprensa e outros eventos paralelos.

A maior edição da história da ILTM Latin America (quase 23% maior em relação a edições passadas!) expandiu realmente seus horizontes e contou com cerca de 30% de novatos. Isso mesmo: quase um terço dos agentes e consultores presentes participaram do grande evento pelo primeira vez, após cuidadosa curadoria dos organizadores.

Nas atividades exclusivas para a imprensa, diversos anúncios e confirmações importantes foram feitos. Reuni os principais deles aqui.

LEIA TAMBÉM: ILTM Latin America reforça protagonismo brasileiro

.

ILTM
ILTM Latin America. Foto: Mari Campos

.

ILTM Latin America traz novidades da hospitalidade

ILTM Latin America traz novidades da hospitalidade para os próximos meses e anos. Em muitos casos, redes e coleções hoteleiras confirmaram um crescimento importante dos negócios oriundos do Brasil e um interesse finalmente crescente outra vez nos turistas brasileiros.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

Algumas redes hoteleiras, como Hyatt e Hilton Hotels, estão aproveitando os recordes atuais do mercado de luxo para focar em negócios e propriedades neste segmento. A Hyatt dobrou seus negócios de luxo nos últimos anos e vem promovendo inaugurações importantes, como o esperado Park Hyatt Johannesburg, que deve abrir as portas em breve.

A principal marca de luxo da Hilton, Waldorf Astoria, chegou agora a 36 hotéis em 17 países e está inaugurando diversas propriedades, além da reabertura em Nova York confirmada para o final deste ano.

Mandarin Oriental Mayfair (que deve ser uma das mais exclusivas propriedades do grupo, com apenas 50 acomodações) também confirmou abertura para junho próximo. O grupo hoteleiro, aliás, reforçou o compromisso de suas propriedades com a sustentabilidade, “uma das poucas arenas do mundo onde a competitividade não existe”, segundo Torsteb Van Duemenoutro, GM do Mandarin Oriental London.

LEIA TAMBÉM: Hotel Majestic completa 106 anos com novidades em Barcelona

Belmond
Belmond no Peru. Foto: divulgação

A One&Only anunciou a inauguração de sua primeira propriedade nos EUA em Montana em 2025 e a SH Hotels confirmou as esperadas aberturas de novos hotéis Baccarat em Roma e Ryad. 

Belmond anunciou suas “Solaire Journeys” em parceria com a Veuve Clicquot para celebrar seus 25 anos de presença no Peru e criou também luxuosos pacotes de experiências durante o festival Inti Raini. Já a ultra luxuosa Eleven Experience, que tem lodges de 4 a 13 suítes em diversos lugares remotos do mundo, finalmente colocou os viajantes brasileiros na mira de suas propriedades que operam sempre em sistema tudo incluído.

A SHA Wellness Clinic, depois do grande sucesso na Europa, abriu nova propriedade no México e confirmou seu ambicioso plano de ter uma unidade SHA em todos os continentes. A marca, com curadoria de luxuosas experiências de bem-estar em programas de quatro a 21 dias de duração, foi a grande vencedora este ano do “Live Your Best Life”, premiação internacional promovida pela Condé Nast Traveller.

Boas novas vieram também dos anúncios da Minor Hotels: a companhia ultrapassou a marca dos 550 hoteis e quer duplicar esse número nos próximos cinco anos. Com a marca Anantara, chegou recentemente a destinos como Viena, Amalfi, Nice, Amsterdã e Abu Dhabi e abrirá dois esperados hotéis no Brasil em 2026 – Anantara Mamucaba Resort (Bahia) e Anantara Preá (Ceará).

LEIA TAMBÉM: The Lana Dubai inaugura primeiro Dior Spa do Oriente Médio

.

Explora Journeys
Explora Journeys. Foto: divulgação

.

Boas novas também na hospitalidade em alto mar

Durante o evento, a Explora Journeys confirmou seu recente protagonismo no nicho ao tentar realmente transformar a cara desta indústria. A armadora tenta se dissociar da estética tradicional dos navios de cruzeiro com acomodações elegantes que poderiam estar nos mais luxuosos resorts do mundo – e foca em viajantes mais jovens e menos afeitos a viagens marítimas.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

Como bem definiu Simon Mayle ao introduzir a conferência de imprensa da armadora, “a Explora Journeys está mudando o mercado de cruzeiros, levando viajantes e agentes de viagem antes não interessados neste nicho a encarar esse tipo de viagem pela primeira vez”.

A&K, que agora também incluiu a luxuosa Crystal Cruises em seu portfólio (com investimentos de US2.5 bilhões neste retorno de dois navios da antiga frota, totalmente repaginados), anunciou a chegada de três novos iates próprios criados para viagens de imersão em Galápagos. Com capacidade para apenas 20 passageiros cada, eles devem mudar a cara das viagens de luxo por lá.

LEIA TAMBÉM: Walt Disney World investe no turismo de luxo

Oceania Vista
Oceania Vista. Foto: Mari Campos

Oceania Cruises anunciou a esperada chegada de seu cruzeiro de volta ao mundo no belo Oceania Vista, inaugurado no ano passado. A excepcional viagem marítima passará por 43 países diferentes e oferecerá distintos possibilidades de embarque, permitindo que passageiros estiquem a viagem por até 180 dias no total.

A luxuosa Regent Seven Seas, que agora inclui também serviços de lavanderia para todos os hóspedes, anunciou o novo itinerário de seu cruzeiro de volta ao mundo em 2027. A viagem terá 140 noites de duração e será a bordo do RSS Splendour para conseguir atender à crescente demanda por esse tipo de viagem.

Uma das declarações mais acertadas de todo o evento, aliás, veio de Estela Farina, diretora de vendas da NCLH para o Brasil: “quem não gosta de cruzeiros é porque ainda não fez a experiência certa para ele. Há uma vasta gama de experiências disponíveis no mercado e elas contemplam todo tipo de viajante”. Eu não poderia concordar mais.

LEIA TAMBÉM: Hotelaria sustentável norteia a BLTA

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

.

.

Acompanhe o Hotel Inspectors também no Instagram @HotelInspectors, no facebook @HotelInspectorsBlog e no Twitter @InspectorsHotel.

.

BLTA sustentabilidade na hotelaria

Hotelaria sustentável norteia a BLTA

De acordo com a UNEP, o Brasil está no topo entre os 18 países megadiversos do mundo, abrigando entre 15 e 20% da diversidade biológica mundial. Não é por acaso que atraímos cada vez mais turistas internacionais justamente atrás disso – mas obviamente poderíamos atrair muito mais. Não à toa, hotelaria sustentável norteia a BLTA.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

A valorização e preservação de nossas riquezas culturais e ambientais sempre estiveram no cerne da Brazilian Luxury Travel Association. A associação, originalmente voltada para promover a hotelaria de luxo brasileira no mercado internacional, recentemente criou a marca Xodó para se relacionar também com o viajante brasileiro.

BLTA sustentabilidade na hotelaria
Uma das ONGs apoiadas pelo Barracuda, afiliado BLTA em Itacaré. Foto: Mari Campos

Em abril passado, promoveu o II Encontro ESG BLTA para discutir com seus hoteleiros afiliados as melhores práticas para propriedades realmente sustentáveis e comprometidas ambiental e socialmente com suas comunidades. “Não existe turismo de luxo sem sustentabilidade na BLTA. Agora temos que sair do jeito mais fácil de fazer e passar para o jeito correto de fazer. E esse processo nao é simples”, diz Pedro Treacher, da OCanto, e diretor de sustentabilidade da BLTA.

Durante o encontro, os associados BLTA tentaram definir métricas e metas em ESG que funcionem para seus distintos tipos de propriedades. “É importante lembrar que operar hotelaria de maneira sustentável não necessariamente encarece as operações; mas sim as torna mais inteligentes. É preciso ter um olhar de longo prazo para isso”, esclarece Pedro. Ele insiste também que as ações de sustentabilidade têm que estar sempre ligadas ao setor de operações e não de marketing.

LEIA TAMBÉM: A urgência da sustentabilidade na hotelaria

.

BLTA sustentabilidade na hotelaria
Detalhe do spa do TXAI, afiliado BLTA em Itacaré. Foto: Mari Campos

.

Turismo como vetor de regeneração

Brasilidade é sua essência e a hotelaria sustentável norteia a BLTA desde o princípio da associação. E, segundo Simone Scorsato, CEO da associação, os frutos do primeiro encontro ESG, realizado no projeto Ibiti no ano passado, foram palpáveis e visíveis individualmente ao longo do período. “A gente acredita que a sustentabilidade é uma jornada conjunta, de melhoria contínua”, explica.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

BLTA sustentabilidade na hotelaria
Pedro Treacher e Simone Scorsato, em Itacaré. Foto: Mari Campos

Acreditando que é impossível gerenciar o que não é medido, a BLTA insiste com seus associados que as etapas de mapear, identificar e medir são essenciais para gerir qualquer propriedade de maneira sustentável. “Os critérios de sustentabilidade de 10 anos atrás não são os mesmos de hoje. Esses critérios são vivos e se transformam constantemente, por isso discuti-los é tão importante”, afirma Pedro.

Como resultado dos três dias de reuniões do encontro deste ano (realizadas no Barracuda Hotel & Villas, em Itacaré, Bahia), eles estão elaborando um documento que estabelece princípios para nortear a conduta tanto de atuais quanto dos futuros associados BLTA. “O turismo deve ser um vetor de regeneração do nosso planeta, em especial no turismo de alto padrão. Sustentabilidade não é uma premissa exclusiva do turismo de luxo; mas é obrigação do nicho estar na vanguarda desse movimento”, diz Pedro.

LEIA TAMBÉM: O quiet luxury invade o turismo

.

BLTA sustentabilidade na hotelaria
Detalhe das villas do Barracuda, afiliado BLTA em Itacaré. Foto: Mari Campos

.

De olho no futuro

O turismo representa hoje 7,8% do PIB brasileiro e 8,1% do emprego total no pais. No mundo, chega a 7,2% do PIB Global e 9% do emprego total. Gera receitas anuais de mais de US$1,4 trilhão. No ano passado, segundo dados do WTTC e da OMT, houve uma média de recuperação de 90% dos níveis pré-pandemia no setor – com expectativa de 100% neste ano.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

Uma parte do mercado brasileiro finalmente absorveu a importância da brasilidade e da sustentabilidade na hotelaria, e começa a valorizar de fato produtos turísticos que tenham atuação exemplar nesse setor. “O caminho é longo, mas é essa evolução comportamental que acelera as mudanças”, acredita Pedro.  

BLTA sustentabilidade na hotelaria
Pedro Treacher, diretor de sustentabilidade da BLTA. Foto: acervo pessoal

O Brasil é o país mais biodiverso do mundo. É inegável, portanto, que poderia – e pode – ser uma potência global em turismo sustentável. “Ser sustentável hoje deixou de ser um diferencial; é o mínimo que se espera de um produto de excelência em hotelaria. Estamos olhando alguns anos para frente e preparando a BLTA para ser sempre vanguarda nessa temática”, afirma Pedro.

Por aqui, acompanho empolgada essa bela jornada de mais de quinze anos da BLTA. E fico na torcida para que as boas práticas de tantos de seus associados realmente “contaminem” o setor e tragam muitas boas novas na hotelaria nacional.

Ps: tem texto completo meu sobre a BLTA e seu longo compromisso com a sustentabilidade no turismo na nova edição da revista Panrotas Especial ILTM.

LEIA TAMBÉM: O “novo normal” das diárias iniciais de US$1.000 na hotelaria de luxo

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

.

.

Acompanhe o Hotel Inspectors também no Instagram @HotelInspectors, no facebook @HotelInspectorsBlog e no Twitter @InspectorsHotel.

.

The Lana Dubai inaugura primeiro Dior Spa do Oriente Médio

Hospedar-se em Dubai em um hotel membro da Dorchester Collection, com direito a alta gastronomia, vistas imbatíveis e serviços realmente exclusivos no mais famoso dos Emirados Árabes já é realidade. E tem mais: o novo The Lana Dubai inaugura primeiro Dior Spa do Oriente Médio.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

O luxuoso hotel foi oficialmente inaugurado na semana passada em Dubai e tive o prazer de ser convidada para a festa de abertura, seguido de um final de semana de atividades especiais na propriedade que recebeu gente do mundo inteiro.

A tão aguardada inauguração oficial do hotel contou com dois dias de festas em Dubai e reuniu jornalistas, hoteleiros e agentes e consultores de viagem do mundo todo, anunciando uma nova era de indulgência na hotelaria de alto luxo do emirado. 

LEIA TAMBÉM: O novo normal das diárias iniciais de US$1.000

.

The Lana Dubai
Foto: Mari Campos

.

Trinta andares de puro quiet luxury

A região escolhida para a instalação do The Lana foi inicialmente desacreditada por muita gente, por não ser uma área tradicional da hotelaria local. Mas a Dorchester Collection estava absolutamente certa na escolha – vistas arrebatadoras e deslocamentos descomplicados para atrações do emirado.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

Seguindo a tendência do quiet luxury na hotelaria, o The Lana Dubai inaugurou trinta andares perfeitamente afinados com isso. A ousadia arquitetônica impressiona do lado de fora; mas são os interiores elegantes, de décor extremamente feminino, que realmente nos conquistam. 

A paleta de cores muda brevemente entre os espaços sociais e as acomodações, mas se mantém sempre fiel à sua cartela básica. Tudo muito silencioso, discreto, com serviço realmente impecável.  E inaugura primeiro Dior Spa do Oriente Médio.

The Lana Dubai
Foto: Mari Campos

Bares, restaurantes, spa, academia e a maioria dos quartos têm vistas panorâmicas surreais para o skyline de Dubai em um belo oásis do emirado – e com rápido acesso a diversas atrações turísticas, gastronômicas e de compras do destino. 

LEIA TAMBÉM: O quiet luxury invade o turismo

As acomodações são muito espaçosas, com excelentes camas e diversas amenidades luxuosas. As “sky view suites” são as queridinhas da propriedade, com vistas panorâmicas imabatíveis a partir da cama, do sofá, da varanda e até do banheiro. O Burj Khalifa e o majestoso pôr do sol de Dubai são protagonistas até mesmo a partir de suas sensacionais banheiras estrategicamente posicionadas diante de paredes de vidro. 

Há excelentes restaurantes na casa e o café da manhã, sempre à la carte, é servido como uma verdadeira sinfonia diante da marina de Dubai. E o rooftop High Society, com acesso exclusivo (e gratuito) para hóspedes durante o dia, é imperdível: tem bar e restaurante e deliciosas piscinas espalhadas por um elegante beach club nas alturas, tudo com vista para os maiores ícones arquitetônicos do skyline de Dubai. Imbatível!

LEIA TAMBÉM:

.

The Lana Dubai
Foto: Mari Campos

.

The Lana Dubai inaugura primeiro Dior Spa do Oriente Médio

The Lana Dubai inaugura primeiro Dior Spa do Oriente Médio. É no 29º andar do já icônico edifício que está instalado o novo espaço, todo inspirado na elegância do designer francês – e com vistas panorâmicas para Dubai a partir de todos os seus espaços.  A Dior, aliás, é parceira de longa data da Dorchester Collection

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

O novo Dior Spa do The Lana também foi inaugurado oficialmente no último final de semana. Pude experimentar em primeira mão um de seus tratamentos signature para relaxamento, perfeito para ajudar a combater o jetlag logo na primeira manhã após a chegada a Dubai.

The Lana Dubai Dior Spa
Foto: Mari Campos
The Lana Dubai Dior Spa
Foto: Mari Campos

Por enquanto, ainda são apenas cinco salas de tratamento, um relaxing lounge, boutique anexa ao lobby e um belo salão de beleza, também com vista panorâmica para Dubai. O spa ainda não confirma quais novos espaços e facilidades poderão ser adicionados nos próximos meses. 

Todos os espaços são banhados por muita luz natural, com o Burj Khalifa sempre emoldurado pelas enormes janelas do chão ao teto. Alguns dos tratamentos e terapias oferecidos no menu ali serão exclusivos do hotel. E o novo Dior Spa de Dubai está aberto também para não hóspedes. Alto luxo na hotelaria com a discrição e a excelência que a gente gosta.

LEIA TAMBÉM: Tendências da hotelaria para 2024

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

.

.

Hilton Zurich Airport

Review: Hilton Zurich Airport

É cada vez mais comum vermos brasileiros voando a destinos europeus com conexão na Suíça. E, mesmo quando o foco da viagem é na própria Suíça, o mais comum é o viajante seguir direto do aeroporto de Zurique em trem para seu destino final. Se a conexão aérea for excepcionalmente longa ou o horário de chegada/saída em Zurique (também excepcionalmente) não for conveniente para seguir a viagem em trem, a estadia no Hilton Zurich Airport pode ser interessante.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

No ano passado, viajando entre Suíça e Portugal, acabei passando uma noite ali mesmo no Hilton Zurich Airport para conseguir pegar outro voo na manhã seguinte. O hotel está localizado a cerca de cinco minutos de carro do aeroporto e tem transfer gratuito.

Visitar Zurique rapidamente a partir dali não é nada complicado – principalmente se estiver sem malas! -, já que o trem leva meros 15 minutos até o centro da cidade. Para quem tem um pouquinho mais de tempo, vale muito a pena aproveitar a conveniência para esticar as pernas num breve passeio e jantar, por exemplo.

LEIA TAMBÉM: O boom da Newmark Hotels na Africa

Em boa parte das tarifas, hóspedes recebem bilhetes gratuitos de trem para o centro da cidade com validade de 24 horas – mas olho: é preciso pedir explicitamente esse bilhete ao fazer o seu check in; aparentemente os recepcionistas infelizmente nunca os oferecem ao hóspede nem entregam compulsoriamente.

Outra opção é aproveitar o shuttle do hotel ao aeroporto de Zurique  (gratuito na chegada, CHF 6 na partida) e em 5 minutos estar no The Circle, o grande mall anexo (literalmente) que tem também ampla oferta gastronômica.

LEIA TAMBÉM: O “quiet luxury” invade o turismo

.

.

Como é se hospedar no Hilton Zurich Airport

Os quartos do Hilton Zurich Airport são espaçosos, com metragem mínima de 25 m² nas categorias de entrada, e bastante funcionais. Há wifi e serviço de chá e café cortesia.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

Para o lazer, há academia aberta 24 horas e saunas seca e a vapor. Uma boa pedida é aproveitar a bela pista cênica logo atrás do hotel para fazer uma caminhada ou correr entre bosques com vista para os Alpes.

Por falar em vista alpina, o grande trunfo do Hilton Zurich Airport é seu restaurante Horizon10, com paredes de vidro e vista panorâmica de 180 graus para as montanhas e também para parte da pista de pouso do aeroporto. Ali é servido um bom café da manhã em sistema buffet e também há menus de cafeteria, petiscos, saladas e pratos quentes de cozinha suíça e internacional disponíveis o dia todo.

LEIA TAMBÉM: Como é fazer conexão em Zurique com a SWISS

Anexo ao restaurante fica o Lobby Bar, com vista para o norte de Zurique e jeito de co-working, já que é bastante procurado por quem está trabalhando durante a estadia.

O Hilton Zurich Airport conta também com um pequeno longe executivo para membros elite do programa Hilton Honors. No entanto, vale saber que o local tem capacidade e serviços limitados. São poucos assentos disponíveis e não há buffets de fato de café da manhã e happy hour, como costuma acontecer nos demais lounges do grupo Hilton; apenas um ou outro snack.

LEIA TAMBÉM: O “novo normal” das diárias iniciais de US$1.000 na hotelaria de luxo

.

.

Acompanhe o Hotel Inspectors também no Instagram @HotelInspectors, no facebook @HotelInspectorsBlog e no Twitter @InspectorsHotel.

.

Four Seasons Anguilla

O novo normal das diárias iniciais de US$1.000

Alguns anos atrás, diárias iniciais de US$1.000,00 ou mais em um quarto de hotel eram vistas como certa extravagância, inclusive no mercado de alto luxo. E definitivamente não eram tantas as propriedades que aderiam a essa abordagem. Mas, de uns anos pra cá – e sobretudo nas propriedades inauguradas no pós pandemia – esse cenário se transformou completamente. Parece que estamos vivendo o novo normal das diárias iniciais de US$1.000 na hotelaria de luxo.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

Diversos hotéis, lodges e resorts de luxo inaugurados de 2022 pra cá (como Atlantis The Royal, Bulgari Rome, Aman New York e tantos outros) estão cobrando valores superiores a mil dólares por suas categorias iniciais de acomodação.

E esses aumentos parecem ter sido perfeitamente absorvidos pelo mercado: nenhuma dessas propriedades está enfrentando problema de baixa ocupação por causa disso; pelo contrário. O tão esperado Soneva Secret, nova propriedade do grupo Soneva nas Maldivas, por exemplo, está sendo inaugurado com tarifa inicial de mais de US$3.000 – e com uma fila considerável de interessados.

Mesmo no Brasil, hoje o novo normal das diárias na hotelaria de luxo também está devidamente instalado: são muitas as propriedades começando suas tarifas em R$3.000,00 sem nem mesmo terem grandes atrativos na acomodação.

Mas diversos agentes de viagem afirmam que, apesar de ouvirem reclamações constantes sobre o alto valor generalizado das diárias, a maioria de seus clientes acaba fechando suas viagens em hotéis de luxo assim mesmo.

LEIA TAMBÉM: Hotel 5 estrelas não é sinônimo de hotel de luxo

.

.

O novo normal das diárias iniciais de US$1.000 na hotelaria de luxo

O reajuste geral nas tarifas da hotelaria a partir de 2022 – seja no Brasil ou no exterior – é evidente e indiscutível, incluindo impressionante média de 35% de aumento nas propriedades europeias. No mercado de luxo, esse aumento nos valores gerais das acomodações hoteleiras é ainda maior em diversos destinos – e não se restringe unicamente a novas propriedades, não.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

O que temos visto cada vez mais, sobretudo nas grandes capitais internacionais, é o fenômeno de, após um novo hotel abrir com tarifas mais polpudas sem encontrar grande resistência do mercado, o restante do nicho correspondente da hospitalidade seguir a onda e reajustar também suas tarifas para patamar semelhante.

Hoje, só em Paris e entre estabelecimentos novos e antigos, são mais de vinte hotéis cobrando mais de US$1.000 por suas acomodações mais simples. Até 2020, esse número era indiscutivelmente menor.

A maioria das propriedades justifica essa alta nas tarifas pela elevada inflação nos últimos anos em tantos destinos, a baixa ocupação no começo da pandemia, as dificuldades em manter bons funcionários atualmente e os grandes investimentos para inauguração ou retrofit da propriedade.

LEIA TAMBÉM: O que a gente pode levar de um hotel pra casa – e o que não pode!

.

.

A onda veio para ficar

Nada disso é descartado, obviamente, e tem seu sentido. Mas sabemos que, sim, muitos hotéis estão elevando consideravelmente suas tarifas tentando incrementar o efeito aspiracional.

Não só temos atualmente mais pessoas dispostas a pagar mais caro por suas férias, como também há um contingente consideravelmente maior de viajantes investindo alto nas viagens celebratórias (aniversários, lua-de-mel etc) no pós pandemia.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

Embora algumas novas propriedades do mercado de luxo estejam nascendo com quartos de entrada realmente mais espaçosos, vale lembrar, no entanto, que tarifas mais elevadas nem sempre são sinônimo de melhor serviço ou acomodações necessariamente mais luxuosas.

Especialistas de levantamentos como do Euromonitor e da McKinsey, por exemplo, acreditam que o novo normal das diárias iniciais de US$1.000 na hotelaria de luxo deve continuar nos próximos anos, e inclusive se expandir – independentemente do recuo de taxas de inflação etc.

O novo normal das diárias iniciais de US$1.000 na hotelaria de luxo parece que veio mesmo para ficar.

LEIA TAMBÉM: Upgrades de viagem que custam pouco – ou nada!

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

.

.

Acompanhe o Hotel Inspectors também no Instagram @HotelInspectors, no facebook @HotelInspectorsBlog e no Twitter @InspectorsHotel.

.