O valor de uma medalha

rafa
Judoca Rafaela Silva, medalhista de ouro pelo Brasil

Em qualquer competição, elas são o símbolo da vitória, a comprovação de uma conquista e, nas Olimpíadas, são também o reconhecimento de um treino árduo, muitas vezes doloroso. Destinadas aos campeões, são o sonho e objetivo de qualquer atleta sério desde os Jogos de 1904, em Saint Louis, quando o modelo de medalhas olímpicas que conhecemos foi instituído.

No entanto, no esporte, assim como na vida, não é fácil chegar ao pódium. Temos acompanhado a jornada dos nossos atletas na busca pelos títulos sonhados. Até agora, ganhamos três medalhas de ouro (judô feminino, boxe masculino e salto com vara masculino), quatro de prata e quatro de bronze. Mas qual o valor de uma medalha de ouro das Olimpíadas?

As últimas medalhas feitas de ouro maciço foram entregues nos jogos olímpicos de 1912. O Comitê Olímpico Internacional estabelece que cada medalha de ouro deve conter pelo menos 6 gramas de ouro 24 quilates. As da Rio 2016 foram feitas pela Casa da Moeda do Brasil e são as mais pesadas (500g) e maiores (85mm de diâmetro) da história. ‘Nossas’ medalhas de ouro, a julgar pelo valor do material, custam, em média U$$ 564.

O custo de uma medalha, porém, não é estimado pelo material do qual é feita: após ser entregue a um atleta, uma medalha pode valer mais de R$25mil e, a depender da história da conquista, pode chegar a mais de um milhão de dólares.

Mordendo a medalha

Morder a medalha é um hábito que surgiu fora das competições olímpicas. Na idade média, mercadores costumavam morder as moedas para se certificar de que eram de ouro maciço (que é um metal mais maleável e deixava a marca dos dentes). Nos jogos modernos, tornou-se uma tradição entre os campeões morder a medalha, como faziam os antigos a fim de comprovar a “pureza” do material.

Seja de ouro, de prata ou de bronze, para nós torcedores e, principalmente, para os nossos esportistas, é incalculável o valor de uma medalha ganha em casa: muitas vezes vem a preço de lágrima, suor e sangue. Nossa Olimpíada ainda não terminou e ainda poderemos ver mais de  nossos atletas condecorados com medalhas no fim das competições. Continuemos a acompanhar.

Postagens relacionadas

Published by

Jeanine Pires

Professora e empresária, tem 19 anos de experiência em turismo e eventos. Diretora da Pires & Associados e da MATCHER Travel Business.Suas principais atividades são a realização de Planos de Marketing de Destinos Turísticos e palestras no Brasil e no exterior. Presidiu a EMBRATUR de 2006 a 2010, onde também foi Diretora de Turismo de Negócios e Eventos. Liderou o trabalho de promoção do Brasil como destino turístico no exterior, os programas de captação de eventos internacionais e a agenda de promoção do Brasil de 2003 a 2010. Participou da elaboração do Plano Aquarela - Marketing Turístico Internacional do Brasil em 2005 e também coordenou sua versão para 2020. Nos Convention & Visitors Bureaux de Maceió e Recife como diretora executiva, desenvolveu os programas de marketing de lazer e eventos para aquelas cidades entre 1997 a 2002. Esse blog reflete opiniões pessoais e não tem qualquer vínculo institucional

One thought on “O valor de uma medalha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *