Leveza é palavra da vez

“Há de ser leve, um levar suave, nada que entrave, nossa vida breve”, já cantava Lenine. Gente, não dá pra pegar pesado nessa vida. É sofrimento na certa. E aplicando isso para viagens de bem-estar. Faz sentido pegar pesado? Faz sentido ir a uma viagem que tem o intuito de ser de bem-estar e começar a se incomodar com tudo que foge das suas expectativas? Esse texto do Lenine vale pra qualquer viagem. Porque talvez não tenha nada neste mundo que possa trazer tantos imprevistos como uma viagem. Então embarque com essa lembrança. Coloque essa lembrança na mala: “Há de ser leve, um levar suave, nada que entrave, nossa vida breve”. E boa viagem!

O que a meditação tem a ver com bem-estar?

Estava demorando pra eu entrar na minha paixão, rs…bem, uma viagem pra meditar já contabiliza como uma viagem se bem-estar. Então aí já tem uma relação. Eu por exemplo tenho como prioridade pelo menos uma vez por ano ir a um retiro internacional de Ishayas…ver meu Professor e meditar por muitas horas em grupo.

Viagens que incluam yoga, integração com a natureza, programas em spas e qualquer atividade que faça bem à alma entram no roll do turismo de bem-estar. Mas no meu ponto de vista, dependendo da sua relação com a viagem, até Nova York pode ser um destino de Bem-Estar. E no mesmo sentido, até uma viagem pra praticar yoga pode ser uma viagem de “mal-estar”.

E aí entra a meditação. A prática te leva a desenvolver a capacidade de viver no presente, em vez de passar a vida identificada com seus pensamentos. Trazendo bem-estar a qualquer viagem. Falarei mais sobre isso nos próximos posts. Até mais!

Qual é a parte mais importante do “Bem-estar”?

A parte mais importante é o “Estar”! Não adianta nada estar olhando esta vista, que é o que está na minha frente neste exato instante, e não estar aqui. Você pode estar no lugar mais lindo e sofisticado no mundo, no lugar número um de qualquer ranking dos melhores lugares de bem-estar do mundo. Mas se você não estiver lá, se você estiver totalmente identificado com seus pensamentos de passado, futuro, problemas e apreensões diversas, nada vai adiantar estar em frente ou no meio de um paraíso. Pratique o Estar! E não o pensar…

o que traz o bem-estar para uma viagem?

Tecnicamente uma viagem de bem-estar tem a ver com o destino e o roteiro. Muitas vezes inclui atividade de yoga, meditação, áreas ao ar livre, muita natureza, um spa magnífico, massagens relaxantes. Mas você pode criar o melhor roteiro de bem-estar para seu cliente com a melhor programação de bem-estar do mundo e gerar mal-estar. Apesar de ser relativamente simples definir o conceito de bem-estar, nem sempre é simples entregar a experiência de bem-estar. Porque a experiência de bem-estar tem muito a ver com a postura do cliente. E isso vale pra tudo na vida. Quando a gente cria uma expectativa sobre qualquer coisa, e já tem em mente exatamente como essa coisa deve ser, não permitimos que o Universo, ou a vida, ou o que quer que você chame essa inteligência que rege tudo, entregar algo mais. Algo diferente. Algo sob medida pra você. Em vez de aproveitar o que vem, tenta encaixar a experiência dentro de uma caixa. Claro que não vamos justificar falta de profissionalismo. Mas pra quem está por trás das câmeras, pra quem criou a viagem da melhor forma possível pra seu cliente, e recebeu de volta muita negatividade, é importante não jogar pra si a dificuldade de viver e de aproveitar as boas surpresas do cliente. Seja pra vida ou pra uma viagem de bem-estar, é importante abrir o ângulo. É importante ter um objetivo, mas estar atento pra receber ainda mais do que você esperava, mesmo que saia do seu plano. A vida não cabe em uma caixa.

Boas vindas

Esse post abre a minha chegada aqui pra falar de bem-estar. Sem qualquer planejamento, de forma orgânica, a vida fez com que eu me aprofundasse nesse tema, desde que fui diagnosticada com câncer de mama há oito anos. Uma ferramenta para me ajudar no tratamento – a meditação – transformou minha vida e acabou se transformando no meu propósito: me aprofundar cada vez mais nessa viagem interna e depois contar pras pessoas como faz. Afinal, tem outra vida aqui à nossa disposição. Mas sem treino não conseguimos enxergar. E quando o assunto é viagem, principalmente viagem de lazer, o bem-estar deveria ser o seu mote principal. Mas nós da indústria de turismo sabemos que nem sempre é assim. Principalmente para aqueles que trabalham no back stage, preparando a viagem de sonho dos seus clientes. Quantas vezes uma viagem gera mais dor de cabeça do que bem-estar?

Bem, esse assunto é infinito e o intuito desse primeiro post é dar as boas vindas ao bem-estar aqui nesse espaço. Um tema que ganhou ainda mais importância na pandemia e que vai pautar muitas ou quase todas as viagens daqui pra frente. E meu objetivo, mais do que dar ferramentas de como garantir o bem-estar ao seu cliente, é ajudar no bem-estar das pessoas queridas que trabalham na indústria do turismo. Uma indústria tão afetada pelos acontecimentos dos últimos anos. E que mesmo trabalhando com sonhos, sofre uma pressão desumana.

Minha intenção é postar uma vez por semana. Embarquem aqui e vamos em busca de uma vida que faça mais sentido.