França vista pelos parisienses ou Paris Porto Seguro

foto pan rotad

Muita gente escolhe trabalhar no turismo porque gosta de viajar, esperando obviamente que a carreira proporcione muitas viagens. Eu escolhi esta profissão quando trabalhava como assistente social, auxiliando mulheres imigrantes que sofriam problemas de violência familiar. O trabalho era um verdadeiro desafio, pois apesar de todo empenho para inverter situações infelizes, muitas vezes a vitima tinha recaídas e o trabalho se perdia como cinzas ao vento.
Eu queria resultados e por isso resolvi utilizar meus conhecimentos em línguas estrangeiras e minha aptidão à resolver problemas para auxiliar esta magnifica clientela que chamamos de turistas.

Hoje, quando vejo um pretendente a um emprego no ramo e sobretudo para aqueles que desejam integrar minha equipe de trabalho, o primeiro aviso é: enquanto outros viajam, nós trabalhamos! Mas verdade seja dita: adoro viajar! E a cada viagem além de me divertir, aprender, relaxar, também aprimoro minha profissão.
Parti do Brasil para o Canadá aos dezoito anos de idade com essa esperança: correr o mundo. Porém, com o passar de poucos meses outras necessidades tornaram-se prioritárias.

Moro fora do Brasil há 30 anos e nunca imaginei que viver em Paris,onde estou há quase 10 anos, me levaria a viajar tanto. Férias escolares a cada dois meses e habitações exíguas obrigam. Há ofertas de ultimo minuto incríveis, em 2 anos fiz quase todos os cruzeiros oferecidos no Mediterrâneo e Oriente Médio gastando menos do que gastaria se tivesse ficado em Paris, sobretudo com formulas all-inclusive.Sendo assim, aqui de Tenerife, onde estou agora passando estas férias de “Finados” achei apropriado mostrar a França vista pelos parisienses. A imagem diz tudo. Mas não minimizem a nota em vermelho: Plus belle ville du monde! Você sabe o que isso quer dizer?

Published by

Silvia Helena

Após breves passagens pela Faculdade Metodista de São Bernardo e Belas Artes de São Paulo, aos 18 anos fui estudar no Canadá, onde vivi durante 23 anos. Lá me formei em História da Arte pela Universidade de Montréal, estudei turismo no Collège Lasalle de Montréal e no Institut de Tourisme et Hôtellerie du Québec. Comecei minha carreira na área trabalhando em Cuba. Durante os anos vividos no Canadá, entre outras coisas, fui guia de circuitos pela costa leste e abri minha primeira agência de receptivo para brasileiros. Há dez anos um vento forte bateu nas velas da minha vida me conduzindo até França. Atualmente escrevo de Paris, onde vivo e trabalho dirigindo a empresa de receptivo, a Holatour.

One thought on “França vista pelos parisienses ou Paris Porto Seguro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *