Paris compras bons preços

Liquidações em Paris: julgue você mesmo

Eu poderia deixar você pensando que só me visto com roupas caras. Há quem acredite que esse hábito caracterize pessoas finas. Mas na minha ordem de valores, eu prefiro que você fique sabendo o teor das liquidações aqui, assim poderá vender muito o destino França nos meses de julho e janeiro para quem gosta de roupas de qualidade e bons preços.

Além disso, outra boa razão para mostrar os valores do que visto é porque sou comerciante. Assim, vendo que não gasto muito em roupas, meus clientes saberão que não sou careira. *

E então, o que você acha? Esses preços são bons?  Julgue você mesmo:

Paris compras bons preços

Roupas femininas : Vestidos C&A 5 euros cada

Paris compras bons preços

Roupas Zara mulher– média de preços 6 euros cada peça.

Paris compras bons preços

H&M:Camiseta branca com renda 9,99 euros

Vestido algodão estampado 9,99 euros

Saia 4,99 estampada

Paris compras bons preços Paris compras bons preços

Roupas masculinas:  pulôveres Zara em lã (azul marinho, listrado e cinza) 7,99 euros cada.

Polos manga compridas Célio 10 euros cada.

Casaco courinho preto 20 euros.

 

As próximas liquidações acontecem de 9 de janeiro até 19 de fevereiro. Fica a dica!

 

Esclarecimentos P.S. *Um amigo aposentado decidiu continuar trabalhando, fazendo um “bico” como comercial. Porém,  teve que vender a Mercedes que adquiriu com esforços e honestamente, pois ao vê-lo em seu carro (de luxo) os clientes em potencial concluíam (erroneamente) que era desonesto e careiro na atividade comercial que exercia naquele momento.

Published by

Silvia Helena

Após breves passagens pela Faculdade Metodista de São Bernardo e Belas Artes de São Paulo, aos 18 anos fui estudar no Canadá, onde vivi durante 23 anos. Lá me formei em História da Arte pela Universidade de Montréal, estudei turismo no Collège Lasalle de Montréal e no Institut de Tourisme et Hôtellerie du Québec. Comecei minha carreira na área trabalhando em Cuba. Durante os anos vividos no Canadá, entre outras coisas, fui guia de circuitos pela costa leste e abri minha primeira agência de receptivo para brasileiros. Há dez anos um vento forte bateu nas velas da minha vida me conduzindo até França. Atualmente escrevo de Paris, onde vivo e trabalho dirigindo a empresa de receptivo, a Holatour.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *