Novo Trocadero. E a (r) evolução continua.

Em 2018 aproximadamente 50 milhões de pessoas visitaram Paris, um recorde para o destino. A hotelaria registrou 35 milhões de entradas e um aumento de 3,7 milhões de clientes comparativamente ao ano precedente.

Essas pessoas vêm a Paris para admirar a paisagem, sem muitas vezes imaginar as obras gigantescas pelas quais a cidade passou para chegarmos aqui.  Tente imaginar: sessenta por cento da superfície da cidade foi elaborada e construída em 17 anos de obras!

TRANSFORMAÇÃO DE PARIS – da Idade Média para o futuro

Ouço parisienses reclamarem do trânsito e penso nestes 17 anos.

De fato, em 1853, Napoleão III confiou ao Barão Haussmann, então prefeito do Sena, uma importante missão: transformar a Paris.  

Foi a partir deste momento que através da mobilização de centenas de arquitetos e os trabalhadores, Haussmann melhorou e revolucionou as técnicas de construção existentes e deu à Paris a forma que têm hoje.

Porém, para concluir com êxito este projeto entre os mais controversos do século, o político teve que enfrentar muitos obstáculos e reclamações. Tendo sido, inclusive, afastado antes dos final das obras .

64 quilômetros da vias e 600 quilômetros de esgotos foram construídos, 20.000 edifícios destruídos e 30.000 erigidos, 80.000 árvores foram plantadas.

A superfície da capital passou de 3.000 a 7.000 hectares e sua população dobrou, atingindo  2 milhões de habitantes em 1870. Haussmann empreendeu uma tarefa faraônica, refletindo perfeitamente a visão que Napoleão III tinha sonhado para sua cidade.

Grandes avenidas e belas perspectivas substituíram prédios medievais e sórdidas ruelas escuras.

fotos Charles Marville/Les Éditions du Mécène et Gilles Leimdorfer para Le Figaro Magazine

Em poucos anos brotaram

  • Os bulevares : Sébastopol, de Strasbourg, Magenta, Arago, Voltaire, Diderot,  Malesherbes, Saint-Germain, Saint Michel e Cours de Vincennes,
  • As avenidas: Kléber, Foch, Victor Hugo, Carnot, Niel, Friedland, Iéna, George V.
  • As ruas: Soufflot, Réaumur, Quatre-Septembre, Rennes, Turbigo, des Ecoles e a Rua Rivoli foi expandida.
  • A convergência de 12 avenidas para a Praça da Etoile, os Champs Elysées,
  • As Praças:  République, Léon Blum (atual Place de l’Alma),
  • Reconstrução de estações de trem e acessos viários para as mesmas: nova estação Gare de Lyon 1855, Gare du Nord 1865 e  Gare Saint-Lazare 1885,
  • Salas de espetáculos: Opera Garnier, teatro du Châtelet e o teatro da cidade,
  • Igrejas: Saint-Eugène (Sainte-Cécile), Sainte-Trinité, Saint-Amboise e Saint-Augustin,
  • Instalações à gás,
  • Iluminação em vias públicas,
  • O imóvel de estilo “Hausmanniano” se impõe como verdadeiro estilo de vida e padrão burguês. 
  • Áreas verdes ( parques Monceau, Boulogne e Vincennes.
fotos Charles Marville/Les Éditions du Mécène et Gilles Leimdorfer para Le Figaro Magazine

Enfim, nada escapou ao Barão de Haussmann e seu desejo de sanear, modernizar e embelezar a cidade.  Hoje o sonho de qualquer parisiense é viver num apartamento construído nesta época. (Quem não ia querer um apartamento na Avenue Foch?)

PARIS E OS POLÍTICOS

E assim, cada personalidade política que passa pela cidade sonha em marcar sua passagem como fez Hausmann.

Jacques Chirac conseguiu marcar Paris e ser lembrado pela pirâmide do Louvre, Macron quer mudar Notre-Dame e Anne Hidalgo ( prefeita de Paris) quer construir a cidade de 2050.

Inicialmente, Anne Hidalgo restaurou varias perspectivas de Haussmann obstruídas por estacionamentos, rotundas ou construções que se sobrepuseram. Hoje essas perspectivas podem ser admiradas como outrora.

Agora, Anne Hidalgo sonha com o futuro.  E para Anne, a Paris do futuro será ainda mais arborizada e com menos veículos motorizados.

PARIS EM EVOLUÇÃO CONTÍNUA

Para você ter uma ideia, atualmente a cidade tem mais de 6000 canteiros de obras e novos projetos são apresentados todos os dias.  

A última grande novidade de Anne Hidalgo e sua gestão é o projeto para o Novo Trocadero à ser realizado entre 2021 e 2023.

O NOVO TROCADERO

Um dos lugares mais emblemáticos da cidade será completamente restaurado.

E assim , como Haussmann e Jacques Chirac, Anne Hidalgo garante que seu nome será lembrado por todos os guias da cidade e também parisienses. Parisienses que hoje sofrem e reclamam com as obras, mas que no futuro se orgulharão ainda mais de sua cidade.

Conheça agora o projeto para o NOVO TROCADERO!

PARIS CONTINUA LINDA

No entanto, apesar das aparências, não pense você que as reclamações dos parisienses são fundadas.

Veja em 3D como Paris, apesar das obras, continua linda. Como você pode ver nas imagens, de Montmatre ao Rio Sena tudo é encanto e beleza!

PASSEIO EM PARIS 3D

Published by

Silvia Helena

Após breves passagens pela Faculdade Metodista de São Bernardo e Belas Artes de São Paulo, aos 18 anos fui estudar no Canadá, onde vivi durante 23 anos. Lá me formei em História da Arte pela Universidade de Montréal, estudei turismo no Collège Lasalle de Montréal e no Institut de Tourisme et Hôtellerie du Québec. Comecei minha carreira na área trabalhando em Cuba. Durante os anos vividos no Canadá, entre outras coisas, fui guia de circuitos pela costa leste e abri minha primeira agência de receptivo para brasileiros. Há dez anos um vento forte bateu nas velas da minha vida me conduzindo até França. Atualmente escrevo de Paris, onde vivo e trabalho dirigindo a empresa de receptivo, a Holatour.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *