Restaurante da Torre Eiffel fechado-Minha sugestão

Muita gente pergunta quando vai abrir o restaurante da Torre Eiffel, o antigo 58 Tour Eiffel, fechado desde 2019 para reforma. Infelizmente a abertura prevista para inicio de abril foi postergada e não tem ainda data fixada.

De fato, não é fácil realizar obras a 58 metros de altura tendo somente um elevador para transporte de todo o necessário para realização do novo projeto. Aparentemente cada subida e descida de material deve ser minuciosamente pesada antes de ocorrer, por exemplo. Se mesmo sem obstáculos históricos obras habitualmente atrasam, imagine você uma reforma dentro da Torre Eiffel.

Comer em paris aos pés a torre Eiffel

Então, quais as opções para quem deseja ter uma verdadeira refeição o mais perto da Torre possível?

Eu sou muito desconfiada em relação aos restaurantes à proximidade da Torre Eiffel. Inúmeros  estabelecimentos aproveitam de sua situação geográfica e servem refeições com uma má qualidade inversamente proporcional a qualidade da paisagem que oferecem.

Por essa razão, fiquei muito feliz em redescobrir o Bistrô Parisien, restaurante situado praticamente aos pés da Grande Dama, em pleno Rio Sena.

Quatro anos se passaram desde minha última visita. Assim, entrar no bistrô foi como entrar em um restaurante até então desconhecido.

Além da reforma pela qual passou, modernizando o lugar e deixando a altura de sua localização, pude notar uma extrema cortesia por parte do pessoal de atendimento. Antes mesmo de provar a excelente comida já estava encantada com a idéia de comer ali.

O cardápio é simples, garantindo comida fresca. Sim cardápio muito cheio é sinal de comida congelada.

Atenção: quem diz simplicidade não diz falta de qualidade! Muito pelo contrário, a escolha é suficientemente variada e muito bem elaborada.

Na hora do almoço: Quatro tipos de entradas oferecem a escolha entre sopa, salada, patê tradicional de carne e uma entrada à base de peixes para atender todos os gostos.

As opções do prato principal apresentam a mesma lógica: frango ou peixe ou pasta ou prato do dia com seus acompanhamentos variados.

Na hora do jantar o cardápio se enriquece e diversifica com vieiras, foie gras, carneiro, bife de primeira e até hambúrguer. Em ambos horários a escolha de sobremesas é farta.

A apresentação dá água na boca e como não poderia deixar de ser, a visão da Torre Eiffel ali pertinho completa amplamente a sensação de prazer.

O restaurante serve também “brunch”, drinks e snacks

O que pode ser mais especial do que comer aos pés da Grande Dama de Ferro em pleno Rio Sena? Sentir a proximidade do monumento ícone da cidade luz? Você pode não estar comendo na Torre Eiffel, mas com certeza você não poderia estar comendo mais perto dela e com melhor vista.

Fica a Dica!

Almoço Entradas

Creme de abóboras, emulsão de Comté AOP, castanhas, grãos de aboboras torrificados. Peixe Haddock semi defumado, aipo e conchas Torta de Pato e Foie Gras, Pimenta de Espelette, chutney de figos Entrada do dia

Prato Principal Supremo de frango com polenta cremosa e fricassé de cogumelos, molho de romarin Merluza, risoto ao açafrão e molho de choriço Pasta Orecchiette e Ricota, parmesão e azeitonas Prato do dia

Sobremesa

Torta de amêndoas, nougatine de amêndoas e sorvete de torrone Mousse de chocolate, molho de agrumes à la bergamote Vacherin de castanhas, pera e creme leve suspiro Sobremesa do Dia

Jantar Entradas

Creme de alcachofras de Jerusalém, queijo Brie de Meaux AOP de frutas secas e torradas de pão de nozes Minestrone de Vieiras ao molho de lagostinhas Foie Gras Real as ervas, ovo pochê e cogumelos finos Entrada do Dia

Prato principal

Bacalhau fresco à la plancha, creme de haddock e alho poro Coxa de carneiro laqueada à base de ervas suaves, grãos de bico em purê, cenouras cristalizadas. Pasta Orechiette, fricassé de frango florestal O Burguer do Bistrô Entrecote de carne XL 350gr, batatas fritas Prato do Dia

Sobremesa

Carolina lichti maracujá, praliné em pedaços e molho de chocolate Carpaccio de Abacaxi e limão verde, rum ambré, mosaico de chocolate acidulado Dedo de chocolate, avelãs caramelizadas e creme praliné Sobremesa do dia

Restaurante em Paris Café Zimmer

Café Zimmer- boas histórias, excelente comida

Após a guerra de 1870 e a tomada da Alsácia pelos alemães, muitos alsacianos desejosos em manter a nacionalidade francesa migraram à Paris. Graças a essa migração, apareceram então na capital novas e grandes cervejarias com estilo tradicional da região abandonada. Chamadas em francês de Brasseries,  Zimmer, Wepler, Dreher e Bofinger são exemplos desses estabelecimentos centenários.

Em 1896, a cervejaria Zimmer  era considerada uma das mais belas da cidade. Com o seu teto recoberto de flores, vegetais pintados e altos relevos, o novo “point” se destacava ( e ainda se destaca) pela elegância e a beleza de sua decoração. O bar recebia os clientes em pufes e sofás, oferecendo um conceito revolucionário para a época.

O sucesso foi tal que a instituição teve que se expandir rapidamente. Na véspera da primeira guerra mundial, o restaurante tinha quatro andares. A sala do segundo andar do restaurante acomodava 250 pessoas e nos dois andares superiores salões privados acolhiam reuniões mais íntimas.

Além do novo conceito e decoração interior que dinamizaram a vida noturna de Paris no final do século XIX, a história do Zimmer está intimamente relacionada à cultura francesa. Nos áureos tempos da cervejaria, portas do vizinho Grande Teatro de Châtelet permitiam acesso direto aos  espectadores para o térreo e o salão do 1º andar do Zimmer. A cervejaria era então ponto de passagem de personalidades como Jules Verne, Émile Zola, Sarah Bernhardt, Claude Debussy, Henri de Toulouse-Lautrec, Richard Strauss, Arturo Toscanini, Marcel Proust, Guillaume Apollinaire, Igor Stravinsky, Nijinsky, Pablo Picasso entre outros.

E como se isso não bastasse, durante a segunda guerra mundial, os resistentes “Honra do Policial” se encontravam em seu vasto porão para reuniões secretas. Aparentemente o mesmo porão serviu de esconderijo e permitiu a muitas famílias escapar da persecução anti-semita.

Restaurante em Paris Café Zimmer

Em 2000, a sua renovação foi encomedada ao renomado decorador Jacques Garcia com objetivo de realçar a autêntica alma do lugar.

Cardápio Café Zimmer – Paris, Praça do Châtelet

E após ter aprendido tanta coisa em um só lugar, chegou finalmente a hora de provar a comida. (Miam Miam) Veredito? A comida estava saborosa, feita com produtos frescos e de qualidade.  Fácil entender porque é servida com sorriso e orgulho pelo simpático pessoal.

Situado em pleno coração do Châtelet, o Zimmer pode ser considerado uma das melhores “brasseries” de Paris. O cardápio é simples, porém elaborado o suficiente para termos certeza do capricho do chefe em cada prato.  Nada é comprado pronto, oriundo de uma central de distribuição.

Muitos destes antigos cafés  vivem atualmente de seu nome e ligação com o passado e se contentam em oferecer uma comida honesta. Um lugar bonito e enriquecedor, localizado em pleno centro de Paris, ao lado do Rio Sena e com comida excelente!? Recomendo !