3 itens básicos da conexão wi-fi em hotéis: Gratuita, Rápida e Confiável

Free wifi é possivelmente um dos temas referentes à tecnologia de viagens mais debatidos pelo consumidor atual. O assunto não é novo. Em 2009, um analista de mídias sociais do Vale do Silício postou em seu Twitter que hotel cobrar por wifi era o mesmo que cobrar pela luz. Imediatamente, os blogueiros de turismo levantaram a bandeira e o selo abaixo invadiu a rede.

images

Alguns resultados apareceram. Dias atrás o Panhotéis publicou o estudo da Tnooz, onde 67% dos hotéis europeus já oferecem wifi como cortesia, sendo a Turquia o país mais generoso, atingindo quase 85%, e Portugal em último lugar com menos de 45% proporcionando o serviço de graça.

Até outubro, São Paulo terá 120 pontos de wi-fi gratuitos nas suas praças. Iniciativas assim estão na pauta de vários projetos públicos. A expectativa não poderia ser diferente para hotéis.

Um estudo recente comprovou que 86% das pessoas esperam encontrar wifi gratuita nos hotéis.

Um dos sites que mais acompanha essa tendência é o HotelChatter. O primeiro relatório foi divulgado em 2004 e, desde lá, especialistas afirmam que wi-fi é tão essencial quanto chuveiro ou ar condicionado. Além disso, é preciso seguir os 3 itens básicos da conexão wifi em hotéis: gratuita, rápida e confiável.

Hoje, pelo menos dois terços dos hotéis já oferecem acesso Wi-Fi. Isso quer dizer que um 1/3 ainda cobram pelo serviço, incluindo marcas de luxo, que deveriam investir no conceito de generosidade como base do atendimento. Enquanto 63,8% dos hotéis econômicos já disponibilizam conexão free, o número baixa para 57,1% nos hotéis de alto padrão.

Mas é uma questão de tempo. Se esses hotéis não considerarem os serviços básicos de internet (verificar e-mail e navegar na web) como amenitie, os potenciais hóspedes começarão a fazer reservas em outro lugar.

Alguns tentam driblar a tendência, oferecendo gratuidade com restrições:

* Para quem participa do programa de fidelidade.

* Somente no lobby.

* Por um tempo limitado, entre 15 minutos à 2 horas.

Conheça como as principais marcas se posicionam mundialmente:

Wi-fi Gratuito: Holiday Inn, Staybridge, Four Seasons, Mercure, Pullman, Ibis.

Wi-fi cobrado (U$ 9,95): Crowne Plaza

Wi-fi cobrado (U$ 12,95): JW Marriott, Sheraton (cortesia no Lobby), Hyatt, Marriott, Renaissance.

Wi-fi cobrado (U$ 14.95):  Intercontinental, Hilton, Sofitel.

Wi-fi cobrado (U$ 19,95): MGallery, Novotel.

internet100free1Foto: Hotéis Fênix – Portugal

Embora os proprietários de hotéis ainda afirmem que os custos de instalação de redes wifi são muitas vezes proibitivos, a pressão é cada vez maior para que reavaliem suas políticas sobre a tarifação. Além disso, muitos desses hotéis estão investindo para que suas infraestruturas antigas possam atender a nova demanda.

A velocidade é outro fator importante. Muitos hóspedes consideram uma conexão lenta e não confiável uma ofensa.

Conheça as velocidades:

5 Mbps – possível checar seus emails pela VPN, fazer downloads e ver filmes online.

1  à 5 Mbps – possível assistir vídeos, ouvir música e trabalhar online, mas não espere fazer tudo ao mesmo tempo.

1 Mbps – possível verificar emails mas, provavelmente, ao assistir vídeos no YouTube e falar pelo Skype ao mesmo tempo, um dos dois vai congelar.

Como hóspede, é uma agradável surpresa quando peço acesso à internet no check in e o processo, além de gratuito, é simples. Senhas complicadas e lentidão são procedimentos imperdoáveis.

Ninguém esquece de um hotel que não ofereceu condições mínimas para você trabalhar. Já tive algumas experiências assim e, acreditem, nem o excelente café da manhã ou a cama confortável me farão voltar.

Veja o infográfico e a pesquisa completa aqui.

Repense seus custos e invista. Será que o valor arrecadado com a conexão à internet vale a insatisfação do hóspede?

Wifi gratuita já!

Published by

Gabriela Otto

Gabriela é formada em Comunicação Social pela PUC/RS, Pós em Marketing pela ESPM, MBA Executivo pela FAAP/SP, Leader Coach (Personal e Professional) pela Sociedade Bras. de Coaching, além de inúmeros cursos de qualificação profissional, incluindo 2 certificações internacionais como Leadership Development Trainer e Business Impact Leadership Facilitator.

8 thoughts on “3 itens básicos da conexão wi-fi em hotéis: Gratuita, Rápida e Confiável

    1. Pois é, Daniel,
      Mesmo o assunto não sendo novidade, ainda existem muitos hotéis com conexões péssimas, caras e/ou não confiáveis.
      Espero que não demore para os hoteleiros entenderem que acesso à internet é commodity.

      Obrigada pelo link e mensagem.
      Abs,

      1. Ola gabriela, infelizmente em nossa regiao “Carolina” que fica no sul do estado do Maranhao” temos que disponibilizar para nossos hospedes uma internet ridicula de 600K, a unica opcao que temos e o Velox da OI com essa velocidade, disponibilizamos como cortesia, porem, com essa limitacao tecnica.

        1. Vilmar, você tocou em outro ponto importantíssimo. A cobertura no Brasil é mesmo uma vergonha.
          E o pior é que as operadoras não descumprem a legislação da Anatel, que exigem um mínimo de 20% da banda contratada.
          Em 2013, a taxa mínima de download subirá para 30% e, em 2014, vai para 40%.
          Ou seja, ainda temos um longo caminho pela frente.
          Abs,

  1. Oi Gabi,
    Depois de você experimentar um hotel de US$ 85,00 (da rede Best Western em Fort Lauderdale), onde nem senha nem códigos eram necessários, com a internet mais rápida que já vi, é difícil querer outra coisa. E grátis ! Para o segundo aparelho cobravam US$ 10 dólares por 24 horas. Hoje um casal pode chegar ao absurdo de ter meia dúzia de dispositivos móveis…Concordo com você, nem a melhor cama substitui a internet rápida e grátis. Nós só escolhemos hotéis onde isto está na oferta da diária. Nem olhamos os demais, principalmente porque estes são aqueles de luxo que nós não utilizamos por estar fora de nosso budget….Neste caso, o barato sai muito barato ! Bjs e saudades de nossos papos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *