As Velhas e as Novas Regras de A&B na Hotelaria

Alimentos & Bebidas em hotéis sempre foi uma área estratégica, mas parece que agora, finalmente, está tomando o lugar que merece. E as tendências não são, necessariamente, sobre comida.

Conheça as velhas e as novas regras de A&B em hotéis:

  • Velha regra 1 – Foco nos restaurantes
  • Nova regra 1 – Foco nos bares – lugar onde os consumidores podem usufruir de coquetéis criativos, cervejas artesanais, trabalhar, conversar, relaxar, se divertir.
  • Velha regra 2 – Número de couverts e faturamento mensal como únicas métricas de performance.
  • Nova regra 2 – O Revenue Management entra com tudo em A&B, e começa a inserir novas métricas (ex.: Revpash – revenue per seat hour), precificação dinâmica, e análise de performance ocorrendo em tempo real.

captura-de-tela-2016-10-20-as-11-52-34Obs.: o assunto é tão importante, que já inserimos no próximo curso de RM Avançado. Confira!

  • Velha regra 3 – Restaurante e bar separados
  • Nova regra 3 -Não há limites onde começa e termina qualquer espaço público dentro dos hotéis. O lobby pode, inclusive, fazer parte disso.
  • Velha regra 4Restaurantes de hotéis adotam tardiamente as tendências de A&B.
  • Nova regra 4 – Hotéis estão sendo os primeiros a implementar novidades, com cuidado, pois é mais difícil mudar a cultura de um hotel do que de um restaurante.
  • Velha regra 5A comida é levada para o quarto ou para a mesa do restaurante.
  • Nova regra 5 – Os hóspedes se movimentam, querem lanches rápidos, com considerável incremento do conceito ‘grab and go‘, considerado por especialistas durante a 2016 Hotel Data Conference, como ‘efeito Uber’. Mesmo no segmento de luxo, de forma customizada, ele está mais presente do que nunca. Frase ouvida durante o evento: Snacks are the new meal!‘.

captura-de-tela-2016-10-20-as-11-18-28

  • Velha regra 6Refeições são provenientes de menus pré estabelecidos e inflexíveis.
  • Nova regra 6Tudo é sobre amostragem, e atende dietas específicas. Ex: opções sem glúten, opções saudáveis, ingredientes naturais. Pesquisas mostram que os hóspedes estão dispostos a pagar até 13% a mais pela possibilidade de optar o tipo, estilo e tamanho da sua refeição.

‘Enjoy your meal..and your bigger revenue!’

============

Leia também:

Elasticidade, a base da sua precificação

Em 2016, não deixe o sol te pegar na cama

A sensação dos iPads

Published by

Gabriela Otto

Com mais 20 anos de hotelaria, Gabriela Otto já trabalhou nas redes Plaza, Caesar Park, Intercontinental, Sofitel e Worldhotels. Atualmente, é proprietária da GO Consultoria, Presidente da HSMai Brasil, Professora da Educação Executiva da ESPM, Leader Coach pela Soc.Bras. de Coaching, Board Member da WTM Brasil, Embaixadora de Conteúdo da Equipotel, Head de Fóruns da GoNext Governança e Sucessão, além de palestrante, blogueira e articulista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *