A “Sena” Musical de Paris: a mais nova e espetacular cidade da música.

Na região oeste de Paris, ao longo do Rio Sena, a Ilha Seguin, antigo berço da indústria automóvel francesa, ganhou uma nova vocação.  Um novo centro cultural dedicado inteiramente à música será inaugurado em abril, o grande conjunto arquitetônico de 34 500 m² será destinado principalmente à organização de shows e eventos. La Seine Musicale, como é chamado o local, terá dois auditórios, um com 1150 lugares e outro podendo acolher entre 4000 pessoas sentadas e 6000 de pé. Este último se beneficiará de uma flexibilidade de utilização fora do comum. Ferramentas de palco de múltiplas vocações permitirão um ritmo acelerado de eventos. Na França, será o único complexo artístico capaz de oferecer até seis shows em 48 horas!

A “cité de la musique”, ou cidade da música, acolherá igualmente uma orquestra permanente, uma escola de música e estúdios de gravações.

Com o centro Louis Vuitton de arte contemporânea de um lado e a conversão da Ile Seguin no reino da música contemporânea do outro, o bairro Boulogne-Billancourt ganhou uma nova identidade e dá boas razões para uma visita.

Datas importantes para a ilha

Carros Renault ocupou a ilha entre os anos 20 e 90.

1929-1992 Ocupação pela fábrica de carros Billancourt-Renault.

1993 -2012 A população ribeirinha se opõe a diversos projetos

2013 Entrada em vigor da parceria público-privada para a construção de uma cidade musical na ponta oeste da ilha.

Julho de 2014 Início da construção do edifício.

Final de 2016 Data de término da obra.

22 de abril de 2017. Concerto de inauguração  no novo auditório da Orquestra Insula de Laurence Equilbey.

Veja imagens neste vídeo incrível

La Seine Musical

Veja o Timelapse para descobrir a chamada “Vela” do prédio em movimento.

Timelapse Le Figaro

 

Published by

Silvia Helena

Após breves passagens pela Faculdade Metodista de São Bernardo e Belas Artes de São Paulo, aos 18 anos fui estudar no Canadá, onde vivi durante 23 anos. Lá me formei em História da Arte pela Universidade de Montréal, estudei turismo no Collège Lasalle de Montréal e no Institut de Tourisme et Hôtellerie du Québec. Comecei minha carreira na área trabalhando em Cuba. Durante os anos vividos no Canadá, entre outras coisas, fui guia de circuitos pela costa leste e abri minha primeira agência de receptivo para brasileiros. Há dez anos um vento forte bateu nas velas da minha vida me conduzindo até França. Atualmente escrevo de Paris, onde vivo e trabalho dirigindo a empresa de receptivo, a Holatour.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *