Air France experimenta Passe Sanitário

Air France experimenta Passe Sanitário

A partir desta quinta-feira, a Air France oferecerá um “passe de saúde” para seus clientes realizarem um experimento em alguns de seus voos. Um dispositivo destinado a pessoas vacinadas contra Covid-19 ou que possam ter um teste negativo recente.

Em comunicado, a Air France disse que o programa de teste será utilizado de forma voluntária pelos clientes e aplicado por 4 semanas nas rotas PARIS CDG-Pointe-à-Pitre e Paris CDG-Fort-de-France.

Em relação aos dados pessoais de seus clientes, a Air France especifica que não armazena nenhum, apenas o laboratório pode ter acesso a eles.

No entanto, a empresa aérea compartilhará a opinião dos clientes sobre o dispositivo com as outras companhias aéreas da aliança Skyteam, que atualmente estão testando várias soluções para digitalização de documentos de saúde”, disse a Air France em seu comunicado.

Um código QR com os resultados de seu teste PCR

O dispositivo testado pela Air France foi criado pela start-up de Cingapura AOK Pass. O viajante registra em um QR Code o resultado de seu teste realizado em um laboratório parceiro do aplicativo móvel AOK Pass que servirá como seu passaporte de saúde no aeroporto.

O aplicativo que funciona como um “certificado digital”. O que garante que os resultados dos testes PCR apresentados sejam totalmente confiáveis.

Este ainda não é um passaporte vacinal para viagens, mas certamente fará parte das soluções encontradas para reanimar o tráfego aéreo que está em queda livre no último ano devido a crise covid-19.

É também uma forma de facilitar o embarque para cada passageiro, como explica Emmanuelle Ferracci, gerente de projetos da Air France. “Haverá uma fila dedicada para esse cliente que terá prioridade de embarque. Para isso, ele terá que apresentar seu QR para o agente e ele dirá exatamente se o teste realizado está em conformidade com os requisitos do destino para o qual ele está indo”, explica.

“O objetivo é nos preparar para o futuro, já que a longo prazo teremos que encontrar soluções para poder assumir uma retomada do tráfego. E esse ‘passe de saúde’ fará parte disso.”

Integração da prova de vacinação

Nos próximos meses, este dispositivo também poderá incorporar a comprovação de vacinação. Mas, por enquanto, os debates em torno do “passaporte vacinal”, desejado por muitos atores do setor de aviação, estão longe de serem decididos.

Cerca de 170 aeroportos ao redor do mundo dizem estar prontos para reconhecer este sistema já experimentado por algumas companhias aéreas, incluindo Etihad Airways ou Alitalia em suas rotas Roma-Nova York, Roma-Abu Dhabi e Roma-Cairo. De acordo com a Air and Cosmos, a Air Caribbean e a French Bee anunciaram sua intenção de usá-lo já em março em todas as suas rotas no exterior.

Published by

Silvia Helena

Após breves passagens pela Faculdade Metodista de São Bernardo e Belas Artes de São Paulo, aos 18 anos fui estudar no Canadá, onde vivi durante 23 anos. Lá me formei em História da Arte pela Universidade de Montréal, estudei turismo no Collège Lasalle de Montréal e no Institut de Tourisme et Hôtellerie du Québec. Comecei minha carreira na área trabalhando em Cuba. Durante os anos vividos no Canadá, entre outras coisas, fui guia de circuitos pela costa leste e abri minha primeira agência de receptivo para brasileiros. Há dez anos um vento forte bateu nas velas da minha vida me conduzindo até França. Atualmente escrevo de Paris, onde vivo e trabalho dirigindo a empresa de receptivo, a Holatour.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *