EUA e Cuba e Turismo

Retomada das relações diplomáticas com EUA movimenta turismo em Cuba

Uma das notícias mais relevantes do final de 2014 foi a retomada das relações diplomáticas entre os Estados Unidos e Cuba. Após mais de meio século, os EUA abrirão sua embaixada em Havana, além de adotar uma série de medidas que impactam diversos segmentos da economia, como é o caso do turismo.

De acordo com o Havana Consulting Group de Miami, a tendência é que o número de turistas americanos cresça de forma gradativa na ilha, chegando a dobrar, tendo em vista a diminuição de restrições por parte do governo norte americano para os viajantes.

Outra perspectiva trazida pela consultoria é que, por outro lado, os preços de hotéis e demais serviços devem aumentar, impactando turistas da América Latina e Europa que costumam ser atraídos pelas ofertas especiais em Cuba, no chamado “turismo barato”.

Diante desse cenário, a ilha aparece como um lugar de oportunidades e desafios para o setor.

Published by

Jeanine Pires

Professora e empresária, tem 19 anos de experiência em turismo e eventos. Diretora da Pires & Associados e da MATCHER Travel Business.Suas principais atividades são a realização de Planos de Marketing de Destinos Turísticos e palestras no Brasil e no exterior. Presidiu a EMBRATUR de 2006 a 2010, onde também foi Diretora de Turismo de Negócios e Eventos. Liderou o trabalho de promoção do Brasil como destino turístico no exterior, os programas de captação de eventos internacionais e a agenda de promoção do Brasil de 2003 a 2010. Participou da elaboração do Plano Aquarela - Marketing Turístico Internacional do Brasil em 2005 e também coordenou sua versão para 2020. Nos Convention & Visitors Bureaux de Maceió e Recife como diretora executiva, desenvolveu os programas de marketing de lazer e eventos para aquelas cidades entre 1997 a 2002. Esse blog reflete opiniões pessoais e não tem qualquer vínculo institucional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *