O turismo que conta histórias

storytellingportMuito explorada pelos profissionais de marketing e publicidade, mas ainda pouco utilizada no Brasil,  a técnica do Storytelling já é popular na promoção de destinos turísticos mundo afora. O Storytelling, como o nome já sugere, é, basicamente, a capacidade de contar histórias, sendo uma combinação de conteúdo visual e elementos sonoros, através dos quais é transmitida uma narrativa que possui o objetivo de provocar sensações no espectador.

É uma venda indireta. Por possuir caráter persuasivo, o Storytelling aproxima a marca do consumidor, através das emoções.

No turismo, a técnica ganha uma força ainda maior. O impacto positivo é formado por uma ideia simples: todo lugar tem histórias pra contar e toda viagem memorável se transforma numa história. Sejam elas contadas por quem vive no destino ou por quem esteve no destino a passeio, turistas, moradores, agentes de turismo ou trabalhadores de um mesmo destino possuem histórias que convergem a partir do momento em que estão no mesmo lugar.

Sendo assim, como o Storytelling pode ser usado no marketing de destinos? Através do compartilhamento de experiências. Uma das tendências dos novos turistas, o apreço pela experiência, por viver o destino e não só caminhar por ele, é uma das guias na construção de novas práticas do turismo. As vivências narradas são colocadas sob uma ótica individual, o que sensibiliza ainda mais e nos lembra de que cada experiência em um destino é particular.

A técnica no turismo também é aplicada por meio da narrativa da história do destino. Através do protagonista, há oportunidade de serem citadas as particularidades do destino, sua unicidade cultural, natural, características da sua gente e elementos que moldam a identidade do lugar. Com objetivo não só de tornar conhecidas as especificidades de uma cidade, região ou país, mas também de ambientar o espectador e convidá-lo a experienciar o que há de único no destino.

Mais um acréscimo do método aplicado à promoção de destinos é a diferença entre a relação existente entre pessoas e uma marca e entre pessoas e um destino. O Storytelling no turismo nos aproxima de um lugar, seja ele uma pequena vila no interior ou uma cidade cosmopolita, e um lugar é sempre um destino alcançável, real, com histórias e pessoas reais. A tangibilidade da narrativa é que promove a ida ao destino em foco. Todo lugar tem sua história e há sempre alguém querendo vivê-la também.

É uma das técnicas mais eficientes para promoção de destinos. Abaixo, um exemplo do Storytelling aplicado ao marketing de destinos na narrativa de um garoto que vive na Serra da Estrela, em Portugal.

Published by

Jeanine Pires

Professora e empresária, tem 19 anos de experiência em turismo e eventos. Diretora da Pires & Associados e da MATCHER Travel Business.Suas principais atividades são a realização de Planos de Marketing de Destinos Turísticos e palestras no Brasil e no exterior. Presidiu a EMBRATUR de 2006 a 2010, onde também foi Diretora de Turismo de Negócios e Eventos. Liderou o trabalho de promoção do Brasil como destino turístico no exterior, os programas de captação de eventos internacionais e a agenda de promoção do Brasil de 2003 a 2010. Participou da elaboração do Plano Aquarela - Marketing Turístico Internacional do Brasil em 2005 e também coordenou sua versão para 2020. Nos Convention & Visitors Bureaux de Maceió e Recife como diretora executiva, desenvolveu os programas de marketing de lazer e eventos para aquelas cidades entre 1997 a 2002. Esse blog reflete opiniões pessoais e não tem qualquer vínculo institucional

3 thoughts on “O turismo que conta histórias

  1. Boa tarde!
    Sou formada em Jornalismo, trabalho com marketing e, recentemente, fiz um curso de Storytelling.
    Fazer Sotrytelling para viagens seria, para mim, definitivamente, unir paixões.
    Mas como faço para entrar na área de fato? Como procurar os primeiros trabalhos, quem contactar?

    Obrigada, aguardo resposta!

    1. Entendo que seria por meio do marketing e da publicidade. As técnicas de convencimento e sensibilização do turismo devem ser usadas em todas as ferramentas de comunicação. Obrigada por sua participação Fernanda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *