5 Dicas para o Budget 2017

Para muitos hoteleiros, o ‘famigerado’ período de budget já chegou, e com ele, todas as incertezas de sempre, a falta de dados (internos e externos) confiáveis, e a velha negociação interna, onde cada um puxa a ‘sardinha’ para o seu lado.

Portanto, reforce o café, e confira 5 dicas para encarar essa época do ano:

  1. Conheça exatamente a expectativa dos proprietários/gestor da marca – antes de qualquer coisa, entenda essas expectativas, e pergunte o máximo possível. Isso evita retrabalho e falta de assertividade na alocação de recursos. Aliás, deixe claro no orçamento que tipo de recursos serão necessários para alcançar os resultados esperados. Ah, e cuidado com aquele orçamento de marketing, que costuma ser subdimensionado.
  2. Converse abertamente com a concorrência – não compartilhar dados (ou pior, passar dados errados) acabou lá pelos anos 90. Hoje em dia, além de maior transparência, é mais do que recomendado conversar com os concorrentes sobre percepções de mercado, direção da economia, riscos e oportunidades para o próximo ano. Compartilhar visões de mercado (não estratégias), além de saudável, pode trazer insights interessantes para seu budget.
  3. Envolva a equipe – quem disse que Vendas, Recepção, Grupos e outros profissionais da linha de frente não devem se envolver no processo de budget? Nunca faça isso sozinho. Pergunte para eles o que é necessário para aumentar sua eficiência, o que pode tornar seu trabalho mais impactante, o que funciona, o que não, e suas ideias para aumentar o lucro. Você pode se surpreender com as respostas!
  4. Leve as avaliações de clientes em consideração – no final das contas, TUDO é sobre seu cliente. Entenda o que está afetando a experiência do hóspede para melhor ou pior. Vasculhe os reviews online no Tripadvisor e OTAs, comentários nas redes sociais e as avaliações offline. Sabendo o que eles realmente querem, a previsão do seu orçamento de marketing ficará muito mais assertivo. Se seu hotel requer investimentos adicionais para incentivar vendas diretas, por exemplo, essa é a hora de dimensionar isso.
  5. Defina Prioridades – é vital separar o que precisamos que seja feito, do que queremos que seja feito. Acredite, isso muda tudo! Tendo isso claro, sua argumentação na hora de apresentar para o gestor/proprietário será muito mais consistente. O orçamento é o seu primeiro forecast, portanto envolva (muito) o RM, e se mantenha realista.

Evite também os principais erros ao construir um budget:

  • Tomar os números do ano atual e acrescentar 5% (ou 10%, quando as vacas estão mais gordas). Só lembrando que a inflação 2016 está em 7,3%, e a projeção para 2017 é 5,14%. Ou seja, você ficará ‘devendo’ crescimento. Se você fez todas as “contas” e entendeu que não haverá crescimento, ok.  Mas os objetivos de um negócio não podem ser definidos no “chute”. E nem pense em não ter metas. “Deixar a vida levar” dá certo para uma melodia de samba, não para o seu negócio.
  • Não segmentar. Como você saberá em que canal ou segmento investir? Os resultados virão exatamente ‘de onde’?
  • Projetar orçamento de marketing sem analisar o ROI. Ações de marketing sem análise de ‘retorno sobre investimento’ acabaram em 1931, quando Kotler nasceu (rs). Então nem pense em repetir investimentos em marketing do ano anterior sem analisar quantitativamente o que deu certo, ou não.

E já que falamos em budget de marketing, saiba que especialistas recomendam o investimento de pelo menos 75% no digital. Já para alocar corretamente esse percentual, veja a sugestão da HeBS Digital:

Budget-graphic

Por fim, construa argumentos bem embasados para apresentar para seu gestor/proprietário. E lembre-se:

  • Tudo que pode ser contestado, será!
  • Independente do faturamento orçado, você terá que aumentá-lo.
  • Independente dos custos orçados, você terá que baixá-los.

Esteja Preparado!!!!

Dicas finais: Café forte durante o dia, chopp com os amigos à noite, ioga 3 vezes por semana, certeza que é possível… sempre.

Bom trabalho!

=========

Leia também:

Porque alguns hotéis dão certo e outros não?

Longevidade das empresas familiares

Preço e Valor, uma equação Lucrativa

Published by

Gabriela Otto

Com mais 20 anos de hotelaria, Gabriela Otto já trabalhou nas redes Plaza, Caesar Park, Intercontinental, Sofitel e Worldhotels. Atualmente, é proprietária da GO Consultoria, Presidente da HSMai Brasil, Professora da Educação Executiva da ESPM, Leader Coach pela Soc.Bras. de Coaching, Board Member da WTM Brasil, Embaixadora de Conteúdo da Equipotel, Head de Fóruns da GoNext Governança e Sucessão, além de palestrante, blogueira e articulista.

One thought on “5 Dicas para o Budget 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *