A estrela francesa do filme The Gray Man

The Gray Man, lançado essa semana na Netflix é o filme mais caro já produzido pela plataforma, com um orçamento de US$ 200 milhões.

Apesar de um elenco e ações trepidantes, estamos aqui para falar de outra estrela do filme, situado adivinha onde? Île de France, mais precisamente na região Val de Oise.

O Castelo de Chantilly, outrora famoso no Brasil por ter acolhido a celebração do breve casamento de Ronaldo e Daniela Cicarelli foi escolhido pela equipe de produção de The Gray Man e seus realizadores, os irmãos Russo, para boa parte das filmagens.

Supostamente localizado na Croácia no filme, o castelo e seu parque estão na realidade situados a 60 km de Paris. O palácio e monumento histórico onde acontecem boa parte das cenas de explosões e perseguições do filme esbanja na telinha suas belezas arquitetônicas e naturais.

Após um suntuoso pátio de entrada vemos a esquerda o portal e balaustradas que circundam a parte superior do hall de entrada do edifício. Esse último, por sua vez é envolto por águas, oferecendo, de fato, um cenário digno de uma grande produção cinematográfica.

O interior do castelo não deixa nada à desejar e abriga em suas esplendorosas salas o Musée Condé, segunda maior coleção de obras de arte e pinturas da França, logo após o Louvre.

Chantilly e o Museu do Cavalo

Quem visita o Castelo de Chantilly não deve perder também a visita das Grandes Estrebarias e o Museu do Cavalo. E se possível assistir um espetáculo equestre. Trata-se de uma das maiores, mais luxuosas e educativas estrebarias da França.

O local, que festeja seus 300 anos de existência é frequentemente animado pelos estudantes que perpetuam o alto padrão das artes equestres francesas. Abaixo cenas do espetáculo ” Era uma vez as Grandes Estrebarias”

As cozinhas do grande vatel e os jardins de Le Notre

Ainda no próprio castelo de Chantilly, o restaurante “La Capitainerie” (aberto de terça a domingo) oferece a oportunidade única de provar da qualidade da cozinha conhecida como a cozinha de Vatel.

Vatel, cozinheiro e mestre-de-cerimônias no século XVII, teria cometido suicídio devido ao atraso da entrega do peixe para o banquete ofertado para o Rei Luís XIV em visita a seu primo Condé.

Abro aqui parênteses para contar uma das mais saborosas lembranças de minha vida ocorrida no La Capitainerie: Quando estive pessoalmente no restaurante para um café e uma sobremesa durante uma tarde de domingo. Estava acompanhada de minha mãe e minha filha e por acaso tivemos a sorte de sermos as últimas visitantes a entrar no local aquele dia. Assim, pelo preço de uma sobremesa por pessoa o garçon nos ofereceu “todas as sobremesas restantes do recinto e um imenso tacho de chantilly que servia com elas”. Até minha querida mãezinha que sofre de Alzheimer não esqueceu desse fato até hoje! O deleite chega a ser indescritível! Fecho parênteses

Além do castelo, do restaurante e das estrebarias, a descoberta dos jardins elaborados pelo famoso Le Notre, desvenda a “fazendinha” que teria inspirado Maria Antonieta para a criação de uma área similar em Versalhes e jardins aquáticos que se destacam por sua graça e engenhosidade. Um trenzinho leva os visitantes menos adeptos de grandes caminhadas para um passeio através dos jardins e parte da floresta.

chantilly destino Luxo

Os atores do filme The Gray Man ficaram hospedados no hotel Auberge du Jeu de Paume, um imponente edifício integrante do domínio de Chantilly datando de 1756 transformado em hotel 5 estrelas. Polo, golfe, restaurante estrelado, o Spa Valmont, um terreno recoberto de florestas e jardins de 7 800 hectares são apenas algumas das comodidades accessíveis para quem se hospeda na instituição vizinha do chique Hipódromo de Chantilly.  

Enfim, o destino oferece tanto a possibilidade de uma visita de um dia quanto uma estada de altíssimo padrão! Fica a dica!  

Além de Ryan Gosling, vencedor do Oscar por seu papel em La La LandThe Gray Man conta com as presenças de Chris Evans, ex-Capitão América, e Ana de Armas, vista igualmente em Blade Runner 2049 com Ryan Gosling. Todos eles se apaixonaram pelo local e deixaram seus testemunhos nas redes sociais. Ryan Gosling promete que nenhum castelo foi ferido ou danificado e os irmãos Russo brincam com a pronuncia do nome. Veja a seguir:

Published by

Silvia Helena

Após breves passagens pela Faculdade Metodista de São Bernardo e Belas Artes de São Paulo, aos 18 anos fui estudar no Canadá, onde vivi durante 23 anos. Lá me formei em História da Arte pela Universidade de Montréal, estudei turismo no Collège Lasalle de Montréal e no Institut de Tourisme et Hôtellerie du Québec. Comecei minha carreira na área trabalhando em Cuba. Durante os anos vividos no Canadá, entre outras coisas, fui guia de circuitos pela costa leste e abri minha primeira agência de receptivo para brasileiros. Há dez anos um vento forte bateu nas velas da minha vida me conduzindo até França. Atualmente escrevo de Paris, onde vivo e trabalho dirigindo a empresa de receptivo, a Holatour.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *