Verão em Paris: agenda (quase) completa

Sol, céu azul e muitos programas imperdíveis aguardam quem vier a Paris entre os meses de julho, agosto ou setembro.  Cada atração parece ter passado o inverno dourando seu brasão e se apresenta durante o verão de Paris como em um torneio onde disputam entre si quesitos de beleza e originalidade.

Esperando que você e seus clientes possam aproveitar ao máximo das  oportunidades da temporada elaborei uma breve agendinha de verão.

Verão em Paris: um verão gaulês no parque Asterix

Se você nunca vendeu o Parque Asterix, está perdendo a chance de ganhar um dinheirinho e privando seus clientes de uma grande descoberta. O parque, que abre suas portas de abril a novembro, continua sendo um dos melhores e, sem dúvida, o mais francês dentre os parques infantis do país.

Verão em Paris: um verão gaulês

Além das dicas do post  Asterix , uma viagem no tempo, aviso que o parque adquiriu novas atrações e reitero o detalhe não negligenciável: a espera nas filas é bem menor que na concorrente Euro Disney (também imperdível por outras razões) . Existem inúmeras áreas de sombra e descanso. O dia é bem menos cansativo e a curtição é garantida para todas as gerações!

 

Verão em Paris : dicas de programas gratuitos em julho (ou quase)

Paris Plage – Além das clássicas atrações como a Torre Eiffel, a Notre-Dame, Champs Elysées e Louvre, uma passadinha no Paris Plage é obrigatória para quem estiver aqui entre os dias 8 de julho e 3 de setembro.

Paris Plage e as Olimpíadas

 

Festival Fnac Já para os amantes de Rock e variedades, o Festival Fnac vai oferecer entre os dias 5 e 7 de julho com música gratuita na frente do edifico de prefeitura de Paris o “Hotel de Ville. O ponto alto do festival é a presença de Sting em sala, ingressos gratuitos disponíveis na Fnac, máximo dois por pessoa (segundo disponibilidade).

Festival de Jazz e Música Clássica de Paris Para os amantes de Jazz, o Festival de Jazz e Música Clássica de Paris acontece no Jardim das Flores e vai até 22 de julho com espetáculos gratuitos igualmente.

Liquidações – Sem esquecer das liquidações em  Paris e na França, que fazem daqui o melhor lugar do mundo para as compras neste momento! Quem diria né? Este ano as liquidações vão até 3 de agosto.

Renovando o guarda-roupa com 100 € ou como economizar gastando

Verão em Paris:  de junho até setembro perto de Paris

E para completar, ficam dicas passeios de um dia nos arredores de Paris, imperdíveis especialmente nesta época do ano. Saiba porquê.

Versalhes brilha durante o verão com seus espetáculos de fontes.  Todos os sábados e domingos durante o dia: Grandes Águas Musicais  até 28 octobre 2018. E aos sábados à noite: Grandes Águas Noturnas até 15 de setembro. Ambos os espetáculos atraem milhares de franceses e turistas durante a temporada. As fotos valem mais que mil palavras:

Saiba mais sobre o assunto:

O impressionante espetáculo das águas de Versalhes

Provins – A cidade emuralhada de Provins exibe diariamente de abril até  inicio de novembro espetáculos com cavaleiros e torneios, adestramento de águias, espetáculo sobre armamentos medievais e ambiente muito festivo. Tombada pela UNESCO, o animado vilarejo oferece uma oportunidade de vivenciar a vida fora de Paris, assim como um pouco da idade média. Para os jovens é como ainda visitar um cenário digno de Game os Thrones.

Saiba mais sobre Provins:

Paris or not Paris, eis a questão

Giverny – no verão o florescimento chega a seu ápice. As cores são mais brilhantes do que nunca e com esse calor, a casa, o lago, as plantas, as árvores e as sombras dos jardins de Monet são de uma beleza, no mínimo, refrescante. Aberto desde 23 março até 1° de novembro.

Ainda não falamos de Vaux-Le-Vicomte e suas noites iluminadas ou das festividades do 14 de julho!! Waw, realmente as opções são inúmeras. Porém, esse post tem que terminar. Espero que as dicas sejam uteis. A atualização da agenda de verão continua nos próximos posts.

Feliz mês de julho querido (a) leitor!

 

Reinventando Paris através dos tempos

Espaços culturais, agricultura urbana, lugares festivos ou esportivos, galerias de arte ou consumo são algumas das idéias para ressuscitar os subsolos e porões de Paris. Este é o novo conceito do projeto que acolheu e selecionou participantes da segunda fase do concurso “Reinventar Paris”. A primeira fase ocorreu em 2014 com foco na construção e renovação de edifícios,  tornando a cidade mais ecológica e humana. Os links abaixo mostram os lugares e detalhes dos projetos vencedores da primeira fase.

Projetos vencedores primeira fase “Reinventando Paris”

https://www.thinglink.com/scene/751399908971380738?buttonSource=viewLimits

Nesta segunda fase, a cidade quer aproveitar quilômetros de subterrâneo esquecidos pelo tempo.

Antigas estações de metrôs como a abandonada Estação Saint- Martin, um túnel que atravessa a Place de L’Etoile com 3000m2, o subsolo do Edifício da AirFrance no Champs de Invalides com 22 000 m2, espaços de estacionamentos subterrâneos, antigas pedreiras são alguns destinos visados pelo plano de renovação dos sub-solos. Assista a seguir ao vídeo que mostra o que encontramos hoje abaixo de nossos pés quando andamos na superfície da cidade luz .

Como podemos ver, Paris promete muitas novidades nos anos a seguir, garantindo o crescimento em torno de uma das cidades mais antigas da Europa, sempre inovando, preservando e valorizando seu patrimônio simultaneamente. Se o filme abaixo lhe parecer demasiado extenso, acelere até o quinto minuto para ver imediatamente os lugares que serão reinventados.

E olha que a  idéia de utilizar esses espaços subterrâneos não é de hoje !!

Paris
As catacumbas eram pedreiras da antiguidade quando o Estado resolveu mudar para o local os ossos e restos humanos do cemitério dos Inocentes. O cemitério datava do séc V, época Merovingia e foi removido no séc XVIII. Atualmente as Catacumbas se transformaram em renomado ponto turístico.

 

Praça dos Inocentes, local do antigo Cemitério dos Inocentes Paris
Praça dos Inocentes, local do antigo Cemitério dos Inocentes Paris. A Fonte data de 1550 e foi transferida para sua atual localização depois da mudança dos ossos para as pedreiras romanas em 1780.
Fonte dos Inocentes Paris
Fonte dos Inocentes Paris

 

 

O Hotel Palácio Crillon reabre suas portas

Após mais de quatro anos em obras, a jóia da arquitetura do século XVIII, símbolo do luxo francês, realizada pelo famoso Ange-Jacques Gabriel, finalmente reabriu suas portas dia 5 de julho.  Ange-Jacques Gabriel? Ange-Jacques Gabriel (1698-1782) foi neto do arquiteto Jacques Gabriel (1630-1686), filho do arquiteto Jacques V Gabriel (1667-1742) e como seu pai, primeiro arquiteto do rei. Sob ordens de Luís XV, ele realizou, entre outras obras, o Petit Trianon em Versalhes, a Escola Militar de Paris, além da magnífica Praça da Concordia, situada bem em frente ao igualmente admirável Hotel Crillon.

Agora pertencente a um príncipe saudita, o estabelecimento será operado pelo grupo de Resorts e Hotéis de Rosewood e terá em seu comando o especialista da hotelaria de luxo Marc Peroryctes.

Antiga casa do Conde de Crillon, transformada em Hotel dos Viajantes em 1909, o Hotel Palácio Crillon ganhou, entre outras novidades, um segundo subsolo dotado de um moderníssimo SPA e Piscina.

Dentre as 33 suítes, 10 foram ‘assinadas’ por grandes estrelas do luxo. Karl Lagerfeld, notório apaixonado pela arquitetura do séc. XVIII e outros criadores participaram da decoração do Palácio que conta com 124 quartos.

Na cozinha a qualidade será garantida pela presença de Machado de Christopher. O renomado chefe retorna ao Crillon, casa onde já recebeu em 2011 sua primeira estrela no Michelin.

A campanha que precedeu abertura do hotel foi surpreendente e misteriosa com o hashtags #10iscoming pintados aqui e ali na região da Ópera e notícias nas redes sociais. Siga o link abaixo para conhecer o mais novo Hotel Crillon de Paris ou o hashtag #10iscoming

 Galeria Fotos – site Hotel Crillon

Para aqueles que não ficarão no Crillon resta o consolo: com o final das obras no hotel, a Praça da Concordia e seu conjunto arquitetônico estão lindos.  

Praça da Concordia, ao fundo Hotel Crillon e ex prédio da Marina, ambos de Ange-Jacques
foto wiki GIRAUD Patrick