EMBRATUR aos 47

Na minha opinião estamos aos 47 minutos do segundo tempo. No dia 18 de novembro a EMBRATUR comemora 47 anos de existência. Às vezes as pessoas não gostam de aniversários, mas sinto que a grande maioria gosta de ser lembrada, de celebrar a vida, de relembrar momentos e de refletir sobre o futuro.

Para a EMBRATUR, tão cara aos brasileiros e, especialmente àqueles que trabalham no turismo ou àqueles que passaram pela entidade, são quase 50 anos de história. Momentos distintos que acompanharam a vida do Brasil e a tão recente caminhada do turismo. Oportunidade para lembrar de amigos, reverenciar memórias e festejar o turismo.

Hoje, com as mudanças nos hábitos de viagens, com o maior acesso ao turismo, as pessoas conhecem um pouco mais a importância dessa indústria. Creio que muitos avanços podem ser mencionados, e também muitos desafios se colocam à frente. Para os leitores da Panrotas, só quero mencionar um desafio que considero condição essencial para que a promoção internacional do Brasil e, por consequência a EMBRATUR, precisa enfrentar: a mudança de seu modelo de gestão.

Para que a EMBRATUR possa acompanhar as rápidas mudanças por que passa o turismo mundial é necessário uma grande mudança a ser aprovada pelo executivo e pelo legislativo. É necessário ter agilidade para que suas ações sejam efetivas, consigam atingir parcerias com o setor privado, para que seus resultados sejam mensurados e mostrados como importante fonte de desenvolvimento econômico, gerador de empregos e de valorização da cultura.

Published by

Jeanine Pires

Professora e empresária, tem 19 anos de experiência em turismo e eventos. Diretora da Pires & Associados e da MATCHER Travel Business.Suas principais atividades são a realização de Planos de Marketing de Destinos Turísticos e palestras no Brasil e no exterior. Presidiu a EMBRATUR de 2006 a 2010, onde também foi Diretora de Turismo de Negócios e Eventos. Liderou o trabalho de promoção do Brasil como destino turístico no exterior, os programas de captação de eventos internacionais e a agenda de promoção do Brasil de 2003 a 2010. Participou da elaboração do Plano Aquarela - Marketing Turístico Internacional do Brasil em 2005 e também coordenou sua versão para 2020. Nos Convention & Visitors Bureaux de Maceió e Recife como diretora executiva, desenvolveu os programas de marketing de lazer e eventos para aquelas cidades entre 1997 a 2002. Esse blog reflete opiniões pessoais e não tem qualquer vínculo institucional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *