SOMOS TODOS PROTAGONISTAS DA MESMA NOVELA

Quando citei o termo “teia” no lugar do conhecido “cadeia” de distribuição, durante o primeiro Forum Abracorp, realizado dentro da ABAV Expo 2017, referia-me exatamente ao atual ecossistema de negócios de viagens e turismo, no Brasil e no mundo.

Não há mais uma ligação linear entre os players da indústria, quando o cliente corporativo acionava uma agência que contratava um broker de hotelaria (por exemplo) que contratava um hotel, que prestava o serviço de hospedagem para o cliente corporativo, e o processo todo evoluia sem conflitos, sem zona cinzenta, com cada um cuidando do seu pedaço…

As relações entre os diversos atores do ecossistema da distribuição de serviços de viagens se assemelha a uma teia tridimensional

Hoje não existem mais donos do pedaço, e todo mundo pode fazer (ou querer fazer, ou julgar que sabe fazer) um ou mais papéis desta verdadeira teia da distribuição, onde hoteleiros vendem via agência ou via broker ou direto ao cliente, brokers vendem milhares de hotéis concorrentes entre si, via agência ou direto ao cliente, agências vendem direto ao cliente ou operam pacotes de hospedagem (como se operadoras fossem), e clientes compram via agência ou via broker ou diretamente no hotel, acreditando que podem fazem melhor sozinhos.

Não há limites (e é bom que não haja), todos os integrantes desta imensa teia são importantes para o seu funcionamento, não há preponderância de um sobre qualquer outro, pois da mesma forma que o cliente é fundamental, os prestadores de serviço também o são, afinal como seriam as viagens corporativas sem as agências de gestão de viagens? Ou sem os OBTs e GDSs? Ou ainda sem as cias. aéreas, hotéis, meios de pagamento, entre muitos outros??

Os esforços concorrenciais dos diversos players da nossa indústria acabam por provocar sua evolução natural

Para esta teia funcionar, cada um exerce seu papel na exata medida de sua relevância para o conjunto da distribuição dos serviços de viagens, compondo uma teia ampla, abrangente, às vezes caótica, mas que, independentemente do cenário econômico e dos diferentes atores, caminha sempre pra frente, evolui, recebe novos entrantes, inova, realiza e produz.

E somente isso já é forte motivo para se comemorar.

.

Postagens relacionadas

Published by

Luís Vabo

Fundador e presidente do sistema Reserve, da Solid Corporate Travel e da Solid Consultoria e Tecnologia, diretor de tecnologia e integração da ABAV, fundador e conselheiro da Abracorp e IATA Strategic Partner, Luís Vabo também é corredor de rua, tenista amador e nadador eventual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *