Dois minutos no “Paradis”

O Cabaré Paradis Latin- A retomada do turismo no novo normal chega com muitas novidades em diversas áreas. Novidades que fico feliz em anunciar. Produtos turísticos sustentáveis, inaugurações de monumentos maravilhosos como a loja Samaritaine ou o Museu da Marinha, muitas exposições, preparativos para as Olimpíadas e claro, chegando a largos passos, as novidades natalinas.

Decidi começar a lista de novidades com a apresentação das imagens inéditas do Cabaré Paradis Latin.

Por que um cabaré?

Paradis Latin Novo Poster


Um cabaré é um retrato da França, a França elegante, artística, ousada, sensual, alegre e festiva. Em um cabaré atletas circenses, ballet, teatro, música de alto padrão, muito brilho e talento distraem, divertem e encantam.

Neste momento, onde a França comemora a entrada para o Panteão da grande artista, dançarina, cantora e espiã de guerra, a pérola negra Josephine Baker, nada mais propício que falar de um cabaré.
Além do que, um dos meus cabarés preferidos é também um dos lugares mais alegres que conheço. E se tem algo que precisamos nestes dias é alegria!


Uma sala mítica

Paris -Exposição Universal 1900 – Na virada do século, Paris respirava novidades e reformas. A cidade era considerada centro das atrações artísticas e da diversão.


Embora pouco conhecido dos brasileiros, o Paradis Latin é uma das mais antigas salas de espetáculo e cabaré da capital francesa. O teatro na margem esquerda do Rio Sena, situado pertinho da Notre-Dame de Paris, foi criado por Napoleão em 1803 e reconstruído por Gustave Eiffel em 1887, durante os preparativos para Grande Exposição Universal de 1889. Já contei isso para muitos amigos e seguidores mais antigos do blog, mas nunca é demais relembrar.


Hoje, o novo espetáculo, com um elenco de primeira orquestrado por um dos dos melhores coreógrafos franceses (Kamel Ouali), o novo cardápio do chefe Nicolas Brenelière, além da série de investimentos tecnológicos elevaram ainda mais o nível da casa. A chegada de uma nova estrela principal trouxe agora ajustes e novos quadros.

Nova imagem para apresentar o show

Paradis Latin

Paradis significa paraíso. Latin vem do nome do teatro criado por Napoleão (Teatro Latin) e do bairro Quartier Latin, assim denominado graças a lingua antes utilizada nas escolas e pelos religiosos das redondezas, o latin.


Desvendando um mistério


Poucos sabem o que acontece dentro de um cabaré. As cenas e “quadros”, suas coreografias, trajes e estilos são como obras de arte e não há interesse que sejam copiadas. Note que é inclusive proibido tirar fotos durante o espetáculo.
Para desvendar o mistério, muitas vezes levei amigos agentes de viagens ver o antigo show. O atendimento impecável, a comida saborosa, o vinho e a champanhe de excelente qualidade e o afinco dos artistas sempre nos permitiam viver um momento muito alegre e memorável.

Oiseau du Paradis- Ave do Paraíso é o nome do espetáculo atual


Cenas Inéditas

E para completar as novidades pós pandemia, o cabaré resolveu quebrar a tradição de mostrar o mínimo possível e lançou um novo vídeo de dois minutos.

Isso mesmo, 2 minutos! Eis uma maneira virtual de desvendar para você também, querido (a) leitor (a) um pouco deste lugar apelidado carinhosa e simplesmente “Le Paradis”.

Aproveite e descubra você porque ir a um cabaré em Paris é um programa que recomendo. Com vocês o Oiseau du Paradis

Uma noitada no Paradis Latin, assim como nos outros cabarés da cidade, pode ser desfrutada com ou sem jantar.

Durante o jantar do Paradis, um pré-show impressionante onde desfilam talentos musicais e dançarinos anima a refeição.

Published by

Silvia Helena

Após breves passagens pela Faculdade Metodista de São Bernardo e Belas Artes de São Paulo, aos 18 anos fui estudar no Canadá, onde vivi durante 23 anos. Lá me formei em História da Arte pela Universidade de Montréal, estudei turismo no Collège Lasalle de Montréal e no Institut de Tourisme et Hôtellerie du Québec. Comecei minha carreira na área trabalhando em Cuba. Durante os anos vividos no Canadá, entre outras coisas, fui guia de circuitos pela costa leste e abri minha primeira agência de receptivo para brasileiros. Há dez anos um vento forte bateu nas velas da minha vida me conduzindo até França. Atualmente escrevo de Paris, onde vivo e trabalho dirigindo a empresa de receptivo, a Holatour.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *