Brasileiros gastam 50% a mais no exterior, até aqui

Paulatinamente, a economia do país dá sinais de recuperação (tivemos aumento de 0,1% no PIB, no primeiro trimestre) e o Turismo tem sido uma importante ferramenta de observação. De acordo com os dados de receita e despesa cambial divulgados pelo Banco Central, os brasileiros gastaram US$ 4,47 bilhões no exterior nesse primeiro trimestre de 2017, 50,37% a mais em relação ao mesmo período no ano passado.

Em relação somente ao mês de março, os valores também tiveram aumento de percentual. Para o terceiro mês do ano, a despesa cambial turística foi 18,5% superior a março de 2016. Entretanto, o percentual foi o menor do ano, já que nos meses de janeiro e fevereiro foi observada alta de 87% e 61%, respectivamente.

Enquanto a previsão da FGV é de 0,3% de crescimento do PIB geral, a projeção da WTTC de crescimento do PIB do Turismo é de 0,5% em 2017.

A temporada de verão, que foi até o mês de março, é um importante período de análise das receita e despesa cambiais. A nossa economia segue bastante sensível ao aumento ou redução dos gastos brasileiros em viagens internacionais e a análise desse desempenho é fundamental, sobretudo, a da variação cambial, que foi decrescente nesse primeiro trimestre.

Receita cambial

Já os turistas internacionais gastaram aqui US$ 650 milhões no mês de março, o que corresponde a um percentual de 8,88% superior a março do ano passado, quando a receita cambial foi de US$ 597 milhões. No acumulado do ano, de janeiro a março de 2017, o valor dos gastos dos estrangeiros no Brasil foi de US$ 1,85 bilhão, mesmo valor observado no primeiro trimestre de 2016, segundo o Banco Central.

Ao colocarmos na balança os números do BC, vemos que há ainda um caminho a percorrer até chegar a um equilíbrio de fato. Seguimos observando de perto o setor.

Published by

Jeanine Pires

Professora e empresária, tem 19 anos de experiência em turismo e eventos. Diretora da Pires & Associados e da MATCHER Travel Business.Suas principais atividades são a realização de Planos de Marketing de Destinos Turísticos e palestras no Brasil e no exterior. Presidiu a EMBRATUR de 2006 a 2010, onde também foi Diretora de Turismo de Negócios e Eventos. Liderou o trabalho de promoção do Brasil como destino turístico no exterior, os programas de captação de eventos internacionais e a agenda de promoção do Brasil de 2003 a 2010. Participou da elaboração do Plano Aquarela - Marketing Turístico Internacional do Brasil em 2005 e também coordenou sua versão para 2020. Nos Convention & Visitors Bureaux de Maceió e Recife como diretora executiva, desenvolveu os programas de marketing de lazer e eventos para aquelas cidades entre 1997 a 2002. Esse blog reflete opiniões pessoais e não tem qualquer vínculo institucional

4 thoughts on “Brasileiros gastam 50% a mais no exterior, até aqui

  1. Com esas estadististicas se pode afirmar que a balanca comercial do turismo é bem desfavoravel, ja que o brasileiro gasta no exterior 4,4 bilhoes de reais, enquanto o extrangeiro gasta no Brasil apenas 650 milhoes de reais.
    A minha pergunta é por que a diferenca é tao grande?
    Tem se uma estimativa de quantas pessoas ingressam no Brasil e quantos brasileiros no mesmo periodo sairam do Brasil?
    Seria interesante saber tambem em que o brasileiro gasta tanto dinheiro no exterior.
    Aguardo respostas se puder responder.

    1. Frederico, realmente a balança é bastante desfavorável. Na minha opinião, apesar de não termos o número de brasileiros que viajam ao exterior, eles devem ser mais de 7,5 milhões, e o número de estrangeiros (segundo MTUR) é de 6,6 milhões.
      Assim mais pessoas gastam mais. No entanto o principal fator é o comportamento do turista durante a viagem; os estrangeiros consomem serviços turísticos prioritariamente no Brasil, e os brasileiros, além dos gastos turísticos (e mesmo com o dólar alto) os brasileiros compram outros produtos.
      Outro fator é a diferença cambial, já que os dados são em dólar americano.
      Obrigada pela participação, o tema é bastante interessante.
      Jeanine

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *