De férias na Síria

Comentei, em setembro de 2016, as tentativas do Ministério do Turismo da Síria de promover o setor no país apesar do cenário caótico gerado pelo conflito no país desde janeiro de 2011. Hoje, a dois dias do início do conflito completar 7 anos, com edifícios em ruína, patrimônios históricos destruídos e milhões de sírios espalhados pelo continente, o país permanece investindo em Turismo e as autoridades sírias esperam que visitantes estrangeiros visitem o lugar.

É certo que o país recuperou controle de boa parte de seu território, mas as investidas para o turismo tornam-se suscetíveis a críticas quando o governo sírio praticamente ignora as consequências de uma guerra longa, que devastou marcos importantes da Síria.

O setor do Turismo, antes dos conflitos começarem no país, era uma parcela importante da economia síria. O país estava desenvolvendo sua indústria e possuía grandes marcos turísticos, mas uma parte significativa destes foi danificada ou inteiramente destruída. A constante sensação de insegurança no país provocada pela guerra afastou milhares de turistas, como previsível.

A mesma afirmação que fiz há alguns meses ainda é aplicável hoje: a tentativa do Ministério do Turismo Sírio de mostrar uma outra imagem da Síria é coerente e perfeitamente compreensível, porém os convites para férias no destino podem ser interpretados ainda como uma ideia insólita, principalmente após a repercussão do vídeo “Syria always beautiful”, publicado no YouTube pelo Ministério do Turismo sírio, enquanto o derramamento de sangue assolava o país em larga escala.

Acertadamente, o país tenta reconstruir sua história e seu Turismo; erroneamente, o governo não prioriza a reconstrução de seus marcos e de sua segurança. Investir em projetos que tragam resultados a longo prazo pode ser mais efetivo do que impulsionar o país enquanto a ordem não foi totalmente restabelecida. Enquanto isso, convidar turistas para visitarem a Síria logo após o um período turbulento pode não ser tão eficaz e gerar críticas duras ao país.

Continuamos acompanhando.

Published by

Jeanine Pires

Professora e empresária, tem 19 anos de experiência em turismo e eventos. Diretora da Pires & Associados e da MATCHER Travel Business.Suas principais atividades são a realização de Planos de Marketing de Destinos Turísticos e palestras no Brasil e no exterior. Presidiu a EMBRATUR de 2006 a 2010, onde também foi Diretora de Turismo de Negócios e Eventos. Liderou o trabalho de promoção do Brasil como destino turístico no exterior, os programas de captação de eventos internacionais e a agenda de promoção do Brasil de 2003 a 2010. Participou da elaboração do Plano Aquarela - Marketing Turístico Internacional do Brasil em 2005 e também coordenou sua versão para 2020. Nos Convention & Visitors Bureaux de Maceió e Recife como diretora executiva, desenvolveu os programas de marketing de lazer e eventos para aquelas cidades entre 1997 a 2002. Esse blog reflete opiniões pessoais e não tem qualquer vínculo institucional

One thought on “De férias na Síria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *