3 pistas de como anda a recuperação do turismo

Temos um cenário ainda com inúmeras incertezas, e a análise de dados pode nos dar algumas pistas de como anda a recuperação do turismo global. Naturalmente, o avanço da vacinação a progressiva eliminação de restrições de viagens e o início da reconquista da confiança dos viajantes vai moldando um cenário mais otimista. Algumas tendências podem nos ajudar a planejar e reconstruir as atividades econômicas ligadas ao turismo vamos a elas.

  1. AUMENTO DAS BUSCAS: embora pareça um sinal óbvio, o aumento das buscas por viagens domésticas e uma leve curva ascendente na busca pelas internacionais, são, no mínimo, a indicação de um desejo reprimido e uma necessidade de realizar viagens a lazer e, também, a negócios;
  2. PRAZOS UM POUCO MAIORES: metade das viagens globais são caracterizadas por buscas e deslocamento de até 20 dias da data da viagem (EXPEDIA), mas essa janela vem se ampliando lentamente e  mostra que a confiança do consumidor vem aumentando com a volta ao planejamento também no médio longo prazos;
  3. DOMÉSTICO E INTERNACIONAL: segundo a EXPEDIA, 60% dos viajantes ainda vão viajar dentro do seu próprio país nos próximos 12 meses, mas já existe um percentual de 27% que pretende fazer viagens internacionais no período indicado.

LEIA: 5 motivos que ainda restrigem as viagens dos brasileiros ao exterior.

As pesquisas apresentadas pela TRVL LAB/ELO para o Brasil também coincidem com esses dados pesquisados pela EXPEDIA, apontando a tendência de viagens nesse segundo semestre de 2021 e verão de 2022. O mesmo sinal de recuperação é apontado pela OMNIBEES, em levantamento à pedido da Panrotas. Lazer, nordeste e mês de julho de 2021 são os destaques de vendas em hotéis. O internacional é que permanece longe do radar por restrições de fronteiras, necessidade de ampliação da vacinação e as preocupações com as novas variantes da Covid-19.

Ouça o podcast: Viagens corporativas e eventos

Published by

Jeanine Pires

Palestrante e consultora apaixonada pelo turismo com 25 anos de experiência no Brasil e no exterior. Diretora da Pires Inteligência em Destinos e Eventos e Diretora da MATCHER, sua especialidade é marketing de destinos, tendências em turismo e o segmento de eventos. Presidiu a EMBRATUR de 2006 a 2010, onde também foi Diretora de Turismo de Negócios e Eventos desde 2003. Já atuou como Presidente do Conselho da Fecomércio São Paulo e da WTM Latin America.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *