Reabertura da Torre Eiffel

24/06/2020 Reabertura da Torre Eiffel D-1.

À medida que os restaurantes, os museus parisienses e os parques de atrações abrem gradualmente suas portas, o monumento mais emblemático de Paris também se prepara para sua reabertura.  

Finalmente, o edifício considerado símbolo da capital francesa abrirá dia 25 de junho às 10h.

A reabertura da Torre Eiffel será feita de acordo com medidas sanitárias rigorosas, ou seja, inicialmente, apenas a ascensão por escadas até o segundo andar será proposta e o uso da máscara será obrigatório para todos os visitantes a partir dos 11 anos de idade.

Após esta primeira semana de testes, os elevadores poderão reabrir a partir de 1º de julho. O acesso ao 3º andar só será permitido no final de julho ou início de agosto, dependendo da evolução da situação sanitária.

Torre Eiffel

Com a retomada de suas atividades, a Torre Eiffel oferecerá aos parisienses e franceses uma ocasião especial de redescoberta do monumento, desta vez, sem a multidão de turistas estrangeiros que normalmente ocupa o local.

Facilidades para Famílias e animações

Além disso, a Dama de Ferro preparou um presente para a período: uma promoção familiar de 1º de julho a 31 de agosto com 50% de desconto para crianças de 4 a 11 anos.

E também: de 9 de julho a 28 de agosto, diversos DJs vão animar o 1º andar, todas as quintas e sextas-feiras.

Nota Post-scriptum: Já comprei meu ingresso para sexta-feira, dia 26 às 17h. Logo vocês terão mais notícias e imagens sobre o tema.

Published by

Silvia Helena

Após breves passagens pela Faculdade Metodista de São Bernardo e Belas Artes de São Paulo, aos 18 anos fui estudar no Canadá, onde vivi durante 23 anos. Lá me formei em História da Arte pela Universidade de Montréal, estudei turismo no Collège Lasalle de Montréal e no Institut de Tourisme et Hôtellerie du Québec. Comecei minha carreira na área trabalhando em Cuba. Durante os anos vividos no Canadá, entre outras coisas, fui guia de circuitos pela costa leste e abri minha primeira agência de receptivo para brasileiros. Há dez anos um vento forte bateu nas velas da minha vida me conduzindo até França. Atualmente escrevo de Paris, onde vivo e trabalho dirigindo a empresa de receptivo, a Holatour.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *