Brasileiros voando mais

A intenção do brasileiro em viajar de avião aumentou 3 pontos percentuais de acordo com a última pesquisa de Sondagem do Consumidor  – Intenção de Viagem, do Mtur, divulgada ontem. O resultado mais recente, de julho, informa que, dos brasileiros que pretendem viajar num horizonte de 6 meses, 62% pretende ir de avião, intenção maior do que a observada em junho deste ano (que foi de 57%).

Já a intenção de viajar de automóvel e de ônibus caiu 2 pontos percentuais cada uma em julho, se compararmos a junho deste ano.

A preferência pelo o transporte aéreo também é uma das maiores do ano, que chegou a ter 50% das intenções no início de 2017. Paulatinamente, os brasileiros têm mostrado mais confiança econômica para realizar viagens, o que tem movimentado o ramo da aviação. Entretanto, o momento ainda é de incertezas por aqui.

Mas, por enquanto, está dando pra ser otimista: de acordo com dados da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), em julho deste ano houve um crescimento de 3,83% na busca por voos domésticos e de 4,43% no volume de passageiros transportados, somando 8,6 milhões viagens realizadas. Esse percentual obtido quando comparado o mês de julho de 2017 a julho do ano passado.

Ainda segundo a ABEAR, além da procura, a oferta de transporte oferecida por companhias como Avianca, Gol, Latam e Azul teve um aumento de 4,59% em relação a julho do ano passado.

Atualmente, o governo possui a meta de chegar a 100 milhões de brasileiros viajando em 2022. Nos dias de hoje, esse número é de 60 milhões. A que velocidade precisamos andar para conseguir os 100 milhões? Será que, em menos de 5 anos, conseguiremos o feito, dado o momento político e econômico que (ainda) temos atravessado?

Enquanto não temos respostas, seguimos fazendo o turismo da melhor forma que sabemos e acompanhando de perto todos percalços e estímulos do setor.

Published by

Jeanine Pires

Professora e empresária, tem 19 anos de experiência em turismo e eventos. Diretora da Pires & Associados e da MATCHER Travel Business.Suas principais atividades são a realização de Planos de Marketing de Destinos Turísticos e palestras no Brasil e no exterior. Presidiu a EMBRATUR de 2006 a 2010, onde também foi Diretora de Turismo de Negócios e Eventos. Liderou o trabalho de promoção do Brasil como destino turístico no exterior, os programas de captação de eventos internacionais e a agenda de promoção do Brasil de 2003 a 2010. Participou da elaboração do Plano Aquarela - Marketing Turístico Internacional do Brasil em 2005 e também coordenou sua versão para 2020. Nos Convention & Visitors Bureaux de Maceió e Recife como diretora executiva, desenvolveu os programas de marketing de lazer e eventos para aquelas cidades entre 1997 a 2002. Esse blog reflete opiniões pessoais e não tem qualquer vínculo institucional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *