Por que a grama do outro é mais verde?

Photo by Yuriy Bogdanov on Unsplash

Como um país recebe tantos visitantes internacionais? Quais são os fatores que o levam a sempre melhorar, evoluir, inovar? Na minha visão um dos principais “segredos”, é ter um caminho traçado de longo prazo, saber aonde se quer chegar, o que fazer, como, em que mercados; ter um mercado atuante e líderes comprometidos. Não se pode parar, nem mesmo diante de uma pandemia. Não parece ser segredo, e sim profissionalismo e continuidade inovadora.

Uma das formas de aprender é observar os caminhos encontrados pelos outros, algo que faço sempre em minhas pesquisas e análises no setor de turismo. Acabei de ver um desses exemplos com as ações de marketing anunciadas essa semana pela Espanha para a indústria de viagens. Eles não lançaram somente uma nova plataforma (veja aqui mais detalhes do conceito técnico) e uma nova campanha de marketing, eles seguem no rumo adotado há dezenas de anos para se posicionar como destino turístico e fazem as devidas adaptações ao atual cenário. A marca turística deles não é só uma logo, a mesma logo há décadas, é um posicionamento de mercado que está sempre sendo aprimorado.

Marca turística da Espanha

Desde o início da pandemia venho acompanhando os estudos da Turespaña sobre os mercados emissores de turistas internacionais para aquele país, sempre analisando diversos aspectos tais como situação da pandemia, tendências de comportamento, medidas sanitárias, imagem da Espanha no mercado, restrições de mobilidade, cenário econômico, dentre outros fatores. São 32 mercados monitorados; isso se chama inteligência de mercado.

a nova mensagem

Com esses dados, estudos e planejamento em cada etapa da pandemia, restabeleceram a estratégia para atrair turistas europeus tendo a Espanha como sua segunda casa, já que estes retornam diversas vezes ao país. Sabem quem são seus atuais clientes, como se comportam, o que desejam e traçam uma comunicação assertiva. A mensagem é de um destino seguro e que já chegou o momento de voltar a visitar o país; a campanha se chama “back to Spain” (de volta à Espanha). Os diversos vídeos e conteúdo falam em voltar à história, voltar aos sabores, voltar à natureza, dentre outros. Você pode ver aqui no canal da Turespaña.

Durante o período da pandemia, o país não desapareceu da mente dos consumidores, já havia lançado a campanha com mensagem de que quando tudo passasse, a Espanha estaria esperando pelas pessoas: Espanha de Espera (vídeo). E no Brasil? O que estamos fazendo ?

Published by

Jeanine Pires

Palestrante e consultora apaixonada pelo turismo com 25 anos de experiência no Brasil e no exterior. Diretora da Pires Inteligência em Destinos e Eventos e Diretora da MATCHER, sua especialidade é marketing de destinos, tendências em turismo e o segmento de eventos. Presidiu a EMBRATUR de 2006 a 2010, onde também foi Diretora de Turismo de Negócios e Eventos desde 2003. Já atuou como Presidente do Conselho da Fecomércio São Paulo e da WTM Latin America.

4 thoughts on “Por que a grama do outro é mais verde?

  1. Excelente texto e exemplo, Jeanine. Parabéns. Uma pena ver tantos países na região que não estão seguindo esse caminho… tantos organismos e empresários paralisados e focando no problema, não na adaptação , na solução inovadora que o mundo precisa e deseja ser surpreendido, instigado.

    1. Oi Graziela, obrigada pelo comentário. Você está super correta, focar na adaptação, afinal a mudança é a maior certeza que temos não é?
      Abs, Jeanine

  2. Parabéns Jeanine, pela matéria, são muitas as mudanças, mas o que sei é que nós temos que fazer algo, até o que está ao nosso alcance, eu estou em uma fase digital, criando conteúdo e construindo uma confiança para que os viajantes voltem para minha operadora

    1. Oi Roberto, obrigada pelo comentário e por compartilhar conosco suas atividades. Importante que cada um faça sua parte, é assim que, somando tudo, teremos os resultados que todos queremos, não é? Conteúdo é tudo… confiança será crucial para esse retorno dos clientes, parabéns. Abs, Jeanine

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *